Sociedade Fabiana | sociedade fabiana

Sociedade Fabiana

Blue plaque em 17 Osnaburgh St, onde a sociedade foi criada em 1884.

A Sociedade Fabiana é uma agremiação política socialista que se opõe à luta de classes, sendo fundada em Londres no dia 4 de janeiro de 1884. [1]

Recebeu esse nome por valer-se de uma tática gradual e temporizada que lembrava, sob alguns aspectos, a política do cônsul Fábio Máximo, o Cunctator traduzido do latim, "o que adia"), que, na sua luta contra Aníbal e os cartagineses na Segunda Guerra Púnica, adotou uma estratégia bélica de espera e de lento atrito, em uma guerra de desgaste. [4] [5] [6]

O Fabianismo acredita na gradual evolução da sociedade, através de reformas incipientes e de forma "evolucionista", que conduzam gradualmente ao socialismo, diferenciando-se do marxismo, que prega uma passagem revolucionária ao socialismo. [7] [8] Era inspirado nas ideias de Stuart Mill e sustentava que o bem-estar da maioria exigia o  intervencionismo da máquina estatal.

Dentre suas bases teóricas, destaca-se Fabian Essays in Socialism, editado por George Bernard Shaw em 1889. [9] [10]

Entre os proeminentes membros da Sociedade Fabiana, estão os escritores George Bernard Shaw, [9] Leonard Woolf, Virginia Woolf, H. G. Wells, Annie Wood Besant, Salama Moussa, e Bertrand Russell, [9] a anarquista Charlotte Wilson, a feminista Emmeline Pankhurst, o sexólogo Havelock Ellis, o militante Edward Carpenter, o físico Oliver Lodge, e o político Ramsay Macdonald.

No núcleo da Sociedade Fabiana, estavam Sidney Webb e sua esposa Beatriz Webb. Juntos, eles escreveram numerosos estudos [11] sobre a Grã-Bretanha industrial, incluindo alternativas de economia cooperativa que se aplicavam a posse de capitais, bem como de terra.

A Sociedade Fabiana foi componente essencial na criação do Partido Trabalhista, fundado em 1906, e que, em 1922, tornou-se a segunda maior força política no Reino Unido, ultrapassando os liberais. A ligação entre a Sociedade Fabiana e o Partido Trabalhista manteve-se por toda a primeira metade do século XX. Em tal período, a maior parte dos indivíduos nomeados ministros do Trabalho eram ou tinham sido membros da Sociedade Fabiana.

En otros idiomas