Plano Real | impacto cultural

Impacto Cultural

Representações no cinema

Em 25 de maio de 2017 estreou o filme Real - O plano por trás da história, do diretor Rodrigo Bittencourt, cuja história narra os eventos e bastidores em torno do Plano Real. O roteiro é baseado no livro “3.000 dias no bunker" de Guilherme Fiuza e o filme tem como protagonista o economista Gustavo Franco, então integrante da equipe econômica responsável pelo Plano Real,sendo interpretado pelo ator Emílio Orciollo Neto. O elenco do longa também conta com os atores Bemvindo Sequeira (como Itamar Franco), Norival Rizzo (como Fernando Henrique Cardoso), Tato Gabus Mendes (como Pedro Malan) e a atriz Paolla Oliveira, entre outros.[26][27]


Referências

  1. Site Presidência. «Legislação Brasileira». Consultado em 29 de junho de 2009 
  2. a b c FIÚZA, Guilherme. 3.000 dias no bunker. 1ª ed. Rio de Janeiro: Record, 2006. 352p. ISBN 85-0107-342-3.
  3. SAYAD, João. Observações sobre o Plano Real. Est. Econ. São Paulo. Vol. 25, Nº Especial, págs. 7-24, 1995-6
  4. BETING, Joelmir. Plano Real ano 7. A notícia. 1º de julho de 2000. Disponível em A Notícia
  5. A estabilização heterodoxa no Brasil: idéias e redes políticas. Por Carlos Pio. Revista Brasileira de Ciências Sociais vol. 16 nº 46. São Paulo, junho de 2001.
  6. a b BETING, Joelmir. "Alquimia monetária." "A Notícia". 2 de julho de 2000. Disponível em A Notícia
  7. «Emenda Constitucional de Revisão nº 1, de 1º de março de 1994». Planalto.gov.br. Consultado em 7 de agosto de 2015 
  8. «Emenda Constitucional nº 10, de 4 de março de 1996». Planalto.gov.br. Consultado em 7 de agosto de 2015 
  9. a b Almanaque Abril, 28ª ed, 1995
  10. Ministério da Fazenda. «Exposição de Motivos da MP do Plano Real». Consultado em 29 de junho de 2008 
  11. Yazbeck, Ivanir O real Itamar - Uma biografia. Gutemberg, 2011.
  12. DeLaVega (29 de abril de 2014), Ciro Gomes - bastidores do Plano Real, consultado em 26 de janeiro de 2018 
  13. BBC. «Relembre gafes de políticos capturadas pelo microfone». Consultado em 18 de setembro de 2010 
  14. a b Comunicado nº 4.000, de 29 de junho de 1994. Banco Central do Brasil. Disponível em BCB
  15. a b c d CARDOSO, Fernando Henrique. Mãos à obra Brasil: proposta de governo. Brasília: s. ed. 1994. 300 págs.
  16. Revista Superinteressante. A ciência do dinheiro. Ano 8, nº 82, julho 1994
  17. Banco Central do Brasil. «Histórico das taxas de juros». www.bcb.gov.br. Consultado em 1 de outubro de 2016 
  18. Depósitos Compulsórios - com informações até março de 2015
  19. Banco Central do Brasil. Disponível em BCB
  20. Empresa Brasileira de Pesquisas Agropecuárias Disponível em EMBRAPA
  21. Terra Notícias
  22. a b Marcela Bourroul e Michelle Ferreira (2014). «20 anos do Plano Real». Negócios. Consultado em 6 de janeiro de 2015. Cópia arquivada em 7 de janeiro de 2015 
  23. Maria Fernanda Moraes (29 de agosto de 2014). «Plano Real, 20 anos: Moeda trouxe novo ciclo de desenvolvimento econômico». UOL. Consultado em 6 de janeiro de 2015. Cópia arquivada em 6 de janeiro de 2015 
  24. O Brasil privatizado: Um balanço do desmonte do Estado (PDF) 1ª ed. São Paulo: Fundação Perseu Abramo. 80 páginas. ISBN 85-86469-15-7. Consultado em 1º de setembro de 2014 
  25. CARDOSO, Fernando Henrique. Real permitiu mudança geral de atitude. Disponível em Instituto Teotônio Vilela
  26. «Real - o plano por trás da história supera economês e maniqueismo, mas ainda tem clichés. G1 já viu». g1.globo.com. Consultado em 25 de maio de 2017 
  27. «Real: o plano por trás da história». adorocinema.com. Consultado em 25 de maio de 2017 
En otros idiomas
български: Плано Реал
Deutsch: Plano Real
English: Plano Real
español: Plan Real
italiano: Plano Real