Engenharia industrial | mercado de trabalho

Mercado de trabalho

O papel fundamental deste engenheiro é hoje reconhecido por muitas empresas, o que em termos de mercado de trabalho é favorável. O engenheiro industrial começa, geralmente, por trabalhar numa das áreas da sua especialidade, mas como tudo está interligado, à medida que vai começando a adquirir mais conhecimentos, pode evoluir para cargos de direcção. Os engenheiros industriais têm, geralmente, uma vocação especial para a gestão das empresas, pois conhecem e compreendem bem as necessidades da produção.

Não são conhecidas grandes dificuldades na colocação dos licenciados em engenharia industrial. Alguns alunos encontram ocupação profissional antes de completarem o curso, nalguns casos durante o quarto ano de escolaridade ou mesmo antes. A procura de licenciados tem sido, ao longo de vários anos, superior à oferta, não se dispondo de licenciados disponíveis para responder às ofertas de emprego que são feitas diretamente à universidade pelas empresas. Atualmente, os empregadores continuam a absorver positivamente os recém-licenciados. A profissão pode ser bem paga, dependendo da empresa para que se trabalha, e tem sido classificada, sucessivamente, como tendo níveis de remuneração muito bons.

Num mercado altamente concorrencial, a viabilidade das empresas passa pela sua competitividade. Esta depende de sistemas de gestão industrial racionais e flexíveis, que garantam os níveis de qualidade exigidos. É exactamente este o papel de engenheiro industrial. Ele é, portanto, uma peça fundamental, em qualquer organização que pretenda vingar no mercado. Os potenciais empregadores têm-se vindo a consciencializar da importância do engenheiro industrial. As perspectivas de futuro são, por isso, favoráveis.[8]

En otros idiomas
العربية: هندسة صناعية
azərbaycanca: Sənaye mühəndisliyi
Bahasa Indonesia: Teknik industri
한국어: 산업공학
Simple English: Industrial engineering
吴语: 工业工程
粵語: 工業工程