Vladimir Luxuria

Honrado
Vladimir Luxuria
Honrado
Vladimir Luxuria
Deputado do Parlamento da República Italiana
Período21 de abril de 2006
28 de abril de 2008
PartidoRefundação Comunista
Profissãoactivista, política, actriz e personalidade televisiva

Vladimir Luxuria, nascida Wladimiro Guadagno (Foggia, 24 de junho de 1965) é um activista, política, actriz e personalidade televisiva de nacionalidade italiana.

Biografia

Luxuria mudou-se para Roma en 1985 para estudar Línguas e Literaturas Estrangeiras e iniciar a sua carreira de actor/actriz fazendo uso da sua ambiguidade sexual. Nesta altura iniciou também o seu envolvimento no movimento de defesa dos direitos dos homossexuais e em 1993 assume a direcção artística do "Circolo di cultura omosessuale Mario Mieli" (Círculo de cultura homossexual Mario Mieli). Em 1991 conseguiu o seu primeiro papel no cinema, no filme Cena alle nove (Jantar às nove) de Paolo Breccia. Desde então realizou mais oito participações em filmes.

Foi responsável pela organização do primeiro Dia Internacional do Orgulho LGBT em Itália, que teve lugar em Roma no dia 2 de Julho de 1994 e no qual participaram cerca de 10 000 pessoas.

Recentemente intensificou a sua actividade política em defesa dos direitos civis, colaborando com vários jornais, revistas e rádios como "L´Unita", "Liberazione" e "Radio Capital". O público televisivo conhece-o sobretudo graças às suas participações no "Maurizio Costanzo Show" do Canale 5 e no programa "Markette" da estação La7.

Em 2006 surge como candidato independente nas listas do partido político Rifondazione Comunista (Refundação Comunista) para a Câmara dos Deputados italiana. A sua candidatura suscitou perplexidade nos sectores moderados e católicos da L'Unione, uma coligação de vários partidos centristas e de esquerda que se apresentam nas eleições liderados por Romano Prodi e na qual se inclui a própria Refundação Comunista; Clemente Mastella, eurodeputado e membro da Unione Democratici per l'Europa definiu Vladimir "como uma ridícula Cicciolina".

A controvérsia em torno do candidato Luxuria aumentou quando confessou que tinha praticado a prostituição durante os seus primeiros anos em Roma. O último momento de tensão protagonizado por si ocorreu durante um debate televisivo no qual Alessandra Mussolini, ligada ao partido neofascista Aliança Nacional (em italiano, Alleanza Nazionale), afirmou que "mais vale ser fascista que maricas".

Luxuria define-se como transgénero, uma pessoa que não se identifica nem como homem, nem como mulher, nem se assumindo, por isso, como transexual.

En otros idiomas