Viridiplantae

Como ler uma infocaixa de taxonomiaViridiplantae
Um conjunto de talófitas do grupo Viridiplantae numa poça de maré (Taiwan).
Um conjunto de talófitas do grupo Viridiplantae numa poça de maré (Taiwan).
Classificação científica
Domínio:Eukaryota
Reino:Viridiplantae
Clado:Diaphoretickes
Clado:Archaeplastida
Clado:Viridiplantae
Cavalier-Smith, 1981
Subgrupos
Sinónimos

Viridiplantae (ou plantas verdes) [6] formam um clado (grupo monofilético) que compreende o conjunto formado pelas algas verdes e plantas terrestres (Embryophyta).

Descrição

O clado Viridiplantae (literalmente "plantas verdes")[5] ´um agrupamento monofilético de organismos eucariotas constituído pelas algas verdes, que são primariamente aquáticas, e pelas plantas terrestres (Embryophyta), que emergiram a partir da mesma linhagem ancestral.[7][8][9]

O agrupamento geralmente designado por «algas verdes» tradicionalmente exclui as «plantas terrestres», o que implica que ambos os grupos são na realidade parafiléticos dada a partilha de uma mesma linhagem, ou seja de um concestor. Em consequência do conhecimento de que as embriófitas emergiram de entre as algas verdes, é cada vez maior o número de autores que incluem estes grupo num único táxon, que assim é feito monofilético.[10][11][12][13][14] O agrupamento definido com esta circunscrição taxonómica inclui um conjunto de organismos que herdaram desse ancestral comum mais recente, nomeadamente apresentam células com celulose na sua parede celular e cloroplastos primários derivados da endossimbiose com cianobactérias que continham clorofilas a e b e eram desprovidas de ficobilinas. Existem mais de 350 000 espécies de Viridiplantae.[15]

Em alguns sistemas de classificação, o grupo tem sido tratado ao nível taxonómico de reino,[16] sob vários nomes, entre os quais Viridiplantae, Chlorobionta ou siplesmente Plantae, neste último caso expandindo o conceito tradicional de reino das plantas para incluir as algas verdes. Num sistema de classificação para todos os eucariotas publicado em 2005, foi introduzido o nome Chloroplastida para este agrupamento, reflectindo a existência de a presença no conjunto de cloroplastos primários com clorofila verde. No caso o nome «Viridiplantae» foi rejeitado tendo em conta que algumas das espécies incluídas não são «plantas», pelo menos no sentido tradicional do termo.[17]

O agrupamento Viridiplantae, entendido no sentido atrás explanado, é constituído por dois clados: Chlorophyta e Streptophyta, a que acrescem os grupos basais designados por Mesostigmatophyceae e Chlorokybophyceae.[18][19] Quando se adiciona as algas vermelhas e as glaucófitas, acredita-se que o agrupamento Viridiplantae pertence a um clado mais alargado designado por Archaeplastida ou Primoplantae.

Uma avaliação taxonómica dos eucariotas baseada na distribuição de miosina mostra que os membros do grupo Viridiplantae perderam as miosinas da classe-I.[20]

As algas verdes são um grupo tradicionalmente conhecido, parafilético em relação às embriófitas ou plantas terrestres. Viridiplantae é composto por dois clados ou grupos monofiléticos, que são as clorófitas e as estreptófitas. Entre as últimas encontram-se as plantas terrestres ou embriófitas e as algas verdes mais aparentadas a elas e compartilhando um antecessor comum.

Árvore filogenética actualizada dos diferentes grupos de viridófitas.

Viridiplantae é composto por mais de 300.000 espécies de plantas descritas, aproximadamente a sexta parte de todas as espécies de seres vivos conhecidos que povoam a Terra.

O ancestral das algas verdes e de todas as plantas terrestres, que também é o ancestral de outras algas (ver gráfico), adquiriu o seu primeiro cloroplasto através de um único evento de endosimbiose com uma cianobactéria. Por isso se diz que este clado e o clado mais grande que o contém, adquiriu os seus cloroplastos "de forma primária" (já que outros organismos, representados na zona amarela do gráfico, obtiveram os cloroplastos através das algas vermelhas ou verdes que já os haviam adquirido - de forma secundária). Os cloroplastos das viridófitas possuem características que permitem diferenciá-los facilmente dos das algas vermelhas e das glaucófitas.

Árvore filogenética do reino Plantae, notem-se os eventos de aquisição do cloroplasto, que precederam a aparição das "plantas verdes".

A evidência molecular sustenta fortemente a monofilia deste grupo, tanto no que respeita às sequências de ADN do núcleo e dos organelos, como no que respeita às características ultraestructurais (em particular a transferência de genes do cloroplasto para o núcleo). Este clado também é sustentado por um número de caracteres bioquímicos e morfológicos, incluindo a provável perda das ficobilinas (que estão presentes nas cianobactérias e nas algas vermelhas), a aparição da clorofila b (para além da já presente clorofila a). As plantas verdes também armazenam hidratos de carbono na forma de grânulos de amido nas suas células, e as suas células móveis (espermatozóides) têm características particulares.

Hoje em dia, parece que várias linhagens de organismos unicelulares com paredes celulares com escamas distintivas, chamados "micromónadas" ou "prasinophyta", estão situados próximas da base da árvore filogenética das viridófitas. No entanto, uma análise filogenética mais exaustiva[21] pressupõe a divisão basal entre as clorófitas e as estreptófitas. Neste estudo, um dos chamados "micromónadas", Mesostigma, parece ser o grupo irmão de todo o resto das estreptófitas.

En otros idiomas
العربية: نباتات خضراء
български: Viridiplantae
čeština: Zelené rostliny
English: Viridiplantae
Esperanto: Verda planto
español: Viridiplantae
فارسی: سبزگیاهان
français: Chlorobionta
hrvatski: Zelene biljke
interlingua: Viridiplantae
italiano: Viridiplantae
한국어: 녹색식물
Nederlands: Viridiplantae
occitan: Viridiplantae
Simple English: Viridiplantae
slovenčina: Zelené rastliny
svenska: Viridiplantae
Tiếng Việt: Viridiplantae
中文: 绿色植物