Veduta

O rio Tâmisa e a Cidade de Londres da Casa Richmond: clássica veduta do pintor Canaletto, 1747.

Nas artes plásticas chama-se veduta (plural, vedute; do italiano, "vista") a gravura, pintura ou desenho rico em detalhes e usualmente em grande escala que apresenta a perspectiva de uma paisagem urbana ou de outros panoramas.

Origem

Esse gênero de paisagem originou-se de Flandres, onde artistas como Paul Bril começaram a pintar vedute, ainda no século XVI. No século XVII, pintores holandeses elaboraram uma especialidade de panoramas urbanos altamente detalhados e reconhecíveis, apelando ao senso de orgulho da classe média holandesa. O padre, arquiteto e projetista Lieven Cruyl (1640-1720), da cidade de Gante, contribuiu com o desenvolvimento da veduta durante sua estadia em Roma, no final do século XVII. Seus desenhos reproduziam os aspectos topográficos da paisagem urbana.[1]

En otros idiomas
Alemannisch: Vedute
azərbaycanca: Veduta
беларуская: Ведута
български: Ведут
bosanski: Veduta
català: Vedutismo
čeština: Veduta
Deutsch: Vedute
English: Veduta
español: Vedutismo
eesti: Veduut
suomi: Veduta
français: Védutisme
עברית: ודוטה
hrvatski: Veduta
magyar: Veduta
italiano: Vedutismo
Nederlands: Veduta
polski: Weduta
română: Arta vedutelor
русский: Ведута
srpskohrvatski / српскохрватски: Veduta
slovenčina: Veduta
српски / srpski: Veduta
svenska: Vedutamåleri
українська: Ведута