Várzea Grande (Mato Grosso)

Município de Várzea Grande
"VG"
"Cidade do Aeroporto"
"Cidade Industrial"
Avenida da FEB, principal via comercial da cidade

Avenida da FEB, principal via comercial da cidade
Bandeira de Várzea Grande
Brasão de Várzea Grande
BandeiraBrasão
Hino
Aniversário15 de maio
Fundação15 de maio de 1867 (151 anos)
Emancipação23 de setembro de 1948 (69 anos)
Gentílicovárzea-grandense
Padroeiro(a)Nossa Senhora da Guia
Prefeito(a)Lucimar Campos (Democratas)
(2017 – 2020)
Localização
Localização de Várzea Grande
Localização de Várzea Grande em Mato Grosso
Várzea Grande está localizado em: Brasil
Várzea Grande
Localização de Várzea Grande no Brasil
15° 38' 49" S 56° 07' 58" O15° 38' 49" S 56° 07' 58" O
Unidade federativa Mato Grosso
MesorregiãoCentro-Sul Mato-Grossense IBGE/2008[1]
MicrorregiãoCuiabá IBGE/2008[1]
Região metropolitanaVale do Rio Cuiabá
Municípios limítrofesAcorizal, Rosário Oeste,Jangada (N), Santo Antônio do Leverger(SW), Cuiabá (L), Nossa Senhora do Livramento (O),Poconé(SW).
Distância até a capital
Características geográficas
Área938,057 km² (BR: 1498º)[2]
Área urbana81,4 km² (BR: 35º) – est. Embrapa[3]
População274 013 hab. (BR: 100º MT: 2º) –  est. IBGE 2017[4]
Densidade272 316 hab,/km²
Altitude198 m
Climatropical Aw
Fuso horárioUTC−4
Indicadores
IDH-M0,734 elevado PNUD/2010[5]
Gini0,460 est. IBGE 2003[6]
PIBR$ 6 257 329 18 mil (BR: 155º) – IBGE/2015[7]
PIB per capitaR$ 23 333,50 IBGE/2015[8]
Página oficial
Prefeiturawww.varzeagrande.mt.gov.br
Câmarawww.camaravarzeagrande.mt.gov.br

Várzea Grande é um município brasileiro do estado de Mato Grosso pertencente à Microrregião de Cuiabá, à Mesorregião do Centro-Sul Mato-Grossense e a Região Metropolitana do Vale do Rio Cuiabá. Situada as margens direita do Rio Cuiabá, está 7 km a leste da capital. Ocupa uma área de 1, 048  212 km².[9] Em 2017, sua população foi estimada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística em 274 013 habitantes sendo o segundo município mais populoso do estado (ficando atrás de Cuiabá), 7º mais populoso da região Centro-Oeste e o 100° mais populoso do país.[10] Aparece em nono lugar entre as piores cidades do pais, em levantamento analisado e elaborado pela consultoria Macroplan e divulgado pela Revista Exame no ano de 2017 entre os 100 maiores municípios, com base em 16 indicadores divididos em quatro áreas distintas: 35,3% para educação e cultura; 35,3% para saúde; 20,6% para infraestrutura e sustentabilidade e 8,8% para segurança, a cidade apresentou nota 0, 479.[11]

Fundada em 15 de maio de 1867 no período da Guerra do Paraguai como campo de concentração para o aprisionamento de cidadãos paraguaios residentes em Cuiabá e cercania,[12] com o fim do conflito formou-se o povoado composto por soldados e prisioneiros paraguaios e vaqueiros, sendo em 4 de julho de 1874, foi inaugurada uma balsa, a primeira ligação da região à capital.[13] Emancipou-se de Cuiabá com a promulgação da lei estadual nº 126 de 23 de setembro de 1948.[14] Sua vocação econômica veio nas décadas de 60 e 70 e se consolidando nos anos 80 quando a indústria ganhou destaque, através de inúmeras doações de áreas e incentivos fiscais da Prefeitura Municipal e Governo do Estado disseminando a industrialização especialmente nos ramos de bebida e abate de animais.[15]

O município destaca-se por sua indústria e seu importante comércio, possuindo o terceiro maior Produto Interno Bruto de Mato Grosso [7] e tambem sendo um importante pólo atacadista[16] e turístico, por estar concentrado peixarias na região denominada Rota do Peixe.[17] Estando numa localização estratégica para o desenvolvimento econômico de Mato Grosso, o município é considerado porta de entrada para a Amazônia Legal, por estar próxima a Rodovia dos Imigrantes (trechos da BR-163 e BR-364) e a BR-070 que é caminho de Cuiabá as regiões norte e oeste do estado, o principal polo produtor de comodities do país.[18]Seu Índice de Desenvolvimento Humano (IDH-M) é considerado médio de 0, 734, sendo o decimo terceiro entre os municípios mato-grossenses.[5] Abriga o Aeroporto Internacional Marechal Rondon (IATA: CGB, ICAO: SBCY), o principal aeroporto de Mato Grosso[19] e sediará o Parque Tecnológico de Mato Grosso, o principal parque tecnológico da região.[20]

Etimologia

A origem do nome provém da extensa planície plano e baixo as margens direita do Rio Cuiabá, em períodos de cheia se elevava a 185 metros acima do nível do mar, na qual nasceu o núcleo original que se desenvolveu e abrangendo em enormes várzeas.[21][22]

En otros idiomas