Ukulele

Text document with red question mark.svg
Este artigo ou secção contém fontes no fim do texto, mas que não são citadas no corpo do artigo, o que compromete a confiabilidade das informações. (desde março de 2015)
Por favor, este artigo inserindo fontes no corpo do texto quando necessário.
ukulele
Um ukulele
Informações
Classificação Hornbostel-Sachs321.322
Instrumentos relacionados
Cavaquinho
Violão
Guitarra
Banjo

O ukulele é um instrumento musical havaiano de cordas beliscadas, geralmente com 4 cordas de tripa ou com materiais sintéticos como nylon, nylgut, fluorocarbono, entre outros.

Exemplos sonoros:12

História

O ukulele tem sua origem no século XIX, tendo como ancestrais o braguinha ou machete e o rajão, instrumentos levados pelos madeirenses, nomeadamente João Fernandes, quando emigraram para o Havaí para trabalhar no cultivo da cana-de-açúcar naquelas ilhas.

No idioma havaiano, ʻukulele quer dizer, dentre as interpretações possíveis, “pulga saltitante”, por causa do movimento das mãos de quem toca o instrumento. Já na interpretação da rainha Liliʻuokalani, significa "presente que veio de muito longe", numa referência às origens do instrumento. Outra hipótese é que a palavra ʻukulele seja derivada de ʻūkēkē, um arco musical nativo do Havaí. [1] [2] [3]

Além de ser utilizado na música tradicional havaiana, o ukulele foi bastante utilizado na música popular norteamericana. No pré-Segunda Guerra Mundial, foi utilizado por músicos de vaudeville como Roy Smeck e Cliff Edwards. Por ser portátil e relativamente barato, foi muito popular entre jovens músicos amadores durante a década de 1920, evidenciado pela impressão de diagramas de acorde para o instrumento nas partituras de música popular publicadas na época.

No pós-Guerra, Mario Maccaferri produziu em larga escala ukuleles de baixo custo feitos inteiramente de plástico. Muito da sua popularidade foi cultivada pelo apresentador de TV e cantor Arthur Godfrey. Tiny Tim também se tornou um ícone do ukulele ao se apresentar com “Tiptoe Through the Tulips”.

O interesse no ukulele caiu até meados dos anos 90, quando sua popularidade voltou a crescer. O conjunto Ukulele Orchestra of Great Britain, formado no final dos anos 80, faz versões de músicas pop no ukulele. O músico havaiano Israel Kamakawiwo'ole também ajudou a popularizar o instrumento, especialmente com seu pot-pourri de Over the Rainbow e What a wonderful world. George Harrison era um grande apreciador do ukulele, especialmente da sua variedade banjolele, e o utilizou nas gravações de algumas faixas do seu último disco, Brainwashed. Paul McCartney, que utilizou o ukulele na música Ram On, e hoje em seus shows homenageia George Harrison com uma performance de Something no seu Gibson tamanho tenor.

Um dos maiores virtuoses do ukulele foi o norteamericano John King (1953—2009), célebre por suas interpretações de obras de Johann Sebastian Bach (como a partita BWV 1006 completa) e pela aplicação da técnica de campanella.[4] [5] [6] King também escreveu sobre a história do instrumento.[7] [8]

En otros idiomas
Afrikaans: Ukelele
العربية: أكلال
azərbaycanca: Ukulele
Bikol Central: Ukelele
български: Укулеле
català: Ukulele
čeština: Ukulele
Cymraeg: Iwcalili
dansk: Ukulele
Deutsch: Ukulele
Ελληνικά: Ουκουλέλε
English: Ukulele
Esperanto: Ukulelo
español: Ukelele
eesti: Ukulele
euskara: Ukulele
فارسی: یوکللی
suomi: Ukulele
français: Ukulélé
Gaeilge: Ucailéile
galego: Ukelele
Hawaiʻi: ʻUkulele
עברית: יוקולילי
hrvatski: Ukulele
magyar: Ukulele
Bahasa Indonesia: Ukulele
Ido: Ukulelo
italiano: Ukulele
日本語: ウクレレ
қазақша: Укулеле
한국어: 우쿨렐레
Lëtzebuergesch: Ukulele
lingála: Ukulélé
latviešu: Ukulele
македонски: Укулеле
Bahasa Melayu: Ukulele
Nedersaksies: Joekelille
Nederlands: Ukelele
norsk nynorsk: Ukulele
norsk: Ukulele
occitan: Ukulele
polski: Ukulele
română: Ukulele
русский: Укулеле
Scots: Ukulele
Simple English: Ukulele
slovenčina: Ukulele
svenska: Ukulele
Kiswahili: Ukulele
Tagalog: Yukulele
Türkçe: Ukulele
українська: Укулеле
Tiếng Việt: Ukulele
中文: 烏克麗麗