Tupolev Tu-160

Tu-160
( OTAN: Blackjack)
Bombardeiro
Descrição
Tipo / Missão Bombardeiro estratégico, com motores turbofan de pós-combustão, quadrimotor monoplano de geometria variável
País de origem   União Soviética
Fabricante Tupolev
Período de produção 1984- 1992; 2000- 2008
Quantidade produzida 35 unidade(s)
Primeiro voo em 19 de dezembro de 1981 (35 anos)
Introduzido em 30 de dezembro de 2005 (capacidade operacional em 1987)
Notas
Dados: Consultar a secção Especificações

O Tu-160 (designação NATO, [nota 1] Blackjack) é um bombardeiro estratégico, supersónico desenvolvido na ex União Soviética.
Construído em pequenas quantidades, ainda no tempo da ex URSS estima~se que cerca de 32 unidades foram produzidas incluindo protótipos, [1] em finais de 2010 apenas 16 apresentavam capacidade operacional. [2] Embora várias aeronaves de transporte civis e militares tenham dimensões maiores, o Tu-160 é a maior aeronave de combate, a maior aeronave supersônica e a maior aeronave com asas de geometria variável. [3] [4]

Desenvolvimento e produção

A génese do Tu-160 remonta ao ano de 1965, quando três importantes acontecimentos coincidem no tempo:

A 28 de Novembro de 1967 é iniciada uma competição para a construção de um bombardeiro estratégico, com especificidades técnicas elevadas, como:

  • Alcance bélico entre 11 000 e 13 000 Km
  • Velocidade máxima entre 3 200 e 3 500 Km/h
  • Alcance em velocidade subsónica e alta altitude entre 16 000 e 18 000 Km
  • Armamento constituído por mísseis de cruzeiro nucleares Kh-45 e Kh-2000. [5]

Sukhoi apresentou um projecto com asa de geometria variável o qual designou T-4M, mas que rapidamente evoluiu, porque a disposição dos motores não permitia o transporte de armamento em casulos internos. Foi assim apresentada uma nova versão designada T-4MS que nada tinha de comum com a anterior, mas capaz de transportar dois mísseis Kh-45 internamente e outros dois externamente.
O gabinete de Myasishchev trabalhou em quatro modelos diferentes sob a designação M-20, no período entre 1967- 1968. [6]
Tupolev juntou-se na demanda de um bombardeiro estratégico, optando por desenhar um projecto que não visava as especificações pretendidas pelo governo, argumentando que o esforço tecnológico e financeiro para obter um bombardeiro de mach 3.0 não compensava, em comparação com um capaz de mach 2.3. Todos os seus projectos designados 160M foram baseados na asa delta do avião supersónico de transporte comercial Tupolev Tu-144. [5]

Tupolev Tu-160 Blackjack ("Vasily Sen'ko") acompanhado por um Sukhoi Su-27

Em 1972 a Força Aérea o escolheu o gabinete de Sukhoi como vencedor, que no entanto se mostrou incapaz de atingir as especificações exigidas, obrigando à abertura de uma segunda fase da competição, na qual foi diminuída a velocidade máxima para mach 2.3, possibilitando assim o regresso de Tupolev com o seu projecto 160M. Sukhoi retirou-se do projecto decidindo concentra-se no desenvolvimento de caças. [5] Nesta segunda fase o projecto M-18, uma derivação dos esboços elaborados por Myasishchev e designados M-20, foi declarado vencedor, pela Força Aérea com o apoio do TsAGI [nota 2] e do Conselho Científico-Tecnológica do Ministério da Indústria que apostaram na utilização de uma asa de geometria variável. Devido à equipe de desenvolvimento do gabinete de Myasishchev ter sido considerada demasiado pequena, para assegurar a grandeza do projecto, foi o departamento Tupolev encarregue do desenvolvimento, também mas não só devido à experiência acumulada desde 1930 no fabrico e desenvolvimento de bombardeiros. [5] Com o auxílio dos respectivos departamentos governamentais e institutos de investigação científica foram escolhidos os sistemas da aeronave, bem como os motores que numa fase inicial seriam os Kuznetsov NK-25 que equipavam o Tu-22M3 Backfire, mas que devido à alta taxa de consumo de combustível foram preteridos a favor de um novo modelo (NK-32) desenvolvido especificamente para o Tu-160. [nota 3] [7]
Em 1977 o projecto preliminar e uma maqueta à escala real, foram apresentados para apreciação da comissão estadual de aceitação, nesta fase Tu-160 seria equipado com dois mísseis nucleares Kh-45, no entanto o desenvolvimento do míssil de cruzeiro Americano AGM-86 ALCM, desencadeou na parte Russa uma contra resposta materializada no míssil de cruzeiro nuclear de longo raio de acção Kh-55SM ou Kh-55 com carga explosiva convencional os quais passaram a ser a arma primária do Tu-160. [8]

Na construção da célula foram usadas de modo extensivo, materiais nada usuais na construção aeronáutica Soviética à época, (exceptuando casos pontuais), como ligas de titânio e de alumínio, ligas de aço de alta qualidade e materiais compósitos os quais constituem 28%, 48%, 15% e 3% respectivamente, do peso vazio do avião. [8]

Pormenor da parte frontal do Tu-160

O primeiro de dois protótipos ficou pronto em 1981 e foi fotografado pela primeira vez [nota 4] a 25 de Novembro do mesmo ano, por um satélite de reconhecimento Norte-Americano. junto a um Tupolev Tu-144. Voou pela primeira vez a 18 de Dezembro de 1981, iniciando uma série de testes que de um modo geral tiveram sucesso, exceptuando a necessidade de uma nova geometria da cauda e pormenores de pouca importância relatados pela imprensa Soviética. Em 1985 foi tomada a decisão para a construção de cem exemplares, o que veio a ser contrariado pela evolução política e consequente desmembramento da União Soviética. [9]

Modernização

Desde 2008 o governo russo fala sobre modernizações nos bombardeiros Tu-160. Apenas 4 unidades foram modernizadas.

Em Abril de 2015 o Ministro da Defesa da Rússia Serguei Choigu disse que os Tu-160 voltarão a ser produzidos e modernizados.

Segundo Choigu a nova versão do Tu-160 terá capacidades "Stealth" O bombardeiro pesado Tupolev Tu-160 será equipado com um sistema rádio-eletrônico de combate avançado, altamente eficaz contra mísseis antiaéreos. Conhecido como "KRET".

En otros idiomas
azərbaycanca: Tupolev Tu-160
беларуская: Ту-160
български: Ту-160
bosanski: Tupoljev Tu-160
čeština: Tupolev Tu-160
Чӑвашла: Ту-160
Ελληνικά: Tupolev Tu-160
Esperanto: Tupolev Tu-160
español: Túpolev Tu-160
français: Tupolev Tu-160
hrvatski: Tupoljev Tu-160
magyar: Tu–160
Bahasa Indonesia: Tupolev Tu-160
italiano: Tupolev Tu-160
ქართული: ტუ-160
қазақша: Ту-160
lietuvių: Tupolev Tu-160
монгол: Ту-160
Nederlands: Tupolev Tu-160
polski: Tu-160
پنجابی: ٹوپولف ٹو-160
română: Tupolev Tu-160
русский: Ту-160
srpskohrvatski / српскохрватски: Tupoljev Tu-160
slovenčina: Tupolev Tu-160
slovenščina: Tupoljev Tu-160
српски / srpski: Тупољев Ту-160
Türkçe: Tupolev Tu-160
татарча/tatarça: Ту-160
українська: Ту-160
Tiếng Việt: Tupolev Tu-160