Titono

Titono
Eos persegue um relutante Títono, que segura uma lira. c. 470 a.C. – 460 a.C., Museu do Louvre
MoradaSol
ConsorteAurora
PaisLaomedonte
Irmão(s)Príamo
Filho(s)Mêmnon

Titono (em grego: Τιθωνός), na mitologia grega, era filho de Laomedonte e irmão mais velho de Príamo, rei de Troia. Aurora apaixonou-se por ele, mas cometeu o equívoco de pedir a Zeus que lhe concedesse a imortalidade, sem lhe pedir também a eterna juventude. Titono envelheceu tanto que Aurora encerrou-o num quarto escuro, onde ele acabou por tornar-se uma cigarra. No entanto, existe a versão da mitologia que diz que Aurora pediu a Zeus que transformasse Titono em uma cigarra.

Titono e Aurora tiveram dois (ou três) filhos, dentre os quais Mêmnon, rei da Etiópia.

Família

Titono era filho de Laomedonte, filho de Ilus II e Eurídice, filha de Adrasto.[1] Laomedonte teve vários filhos: Titono, Lampo, Hicetaon, Podarces, [nota 1] Hesíone, Cila,[1] Astíoque,[1][2] Proclia,[3] Medesicaste, Étila[2] e Bucólio, este último filho da ninfa Calibe.[1]

A deusa Aurora (Eos) era um dos filhos dos titãs Hiperião e Teia, seus irmãos eram Hélio, o deus Sol, e Selene, a deusa Lua.[4]

Eos também havia raptado Céfalo, com quem teve um filho, Faetonte [5] ou, segundo outras versões, Titono.[6][nota 2]

En otros idiomas
български: Титон
català: Titonos
čeština: Tithónos
Deutsch: Tithonos
Ελληνικά: Τιθωνός
English: Tithonus
Esperanto: Titono
español: Titono
euskara: Titono
فارسی: تیتون
suomi: Tithonos
français: Tithon
עברית: טיתונוס
magyar: Tithónosz
italiano: Titone
한국어: 티토노스
Latina: Tithonus
lietuvių: Titonas
Nederlands: Tithonos
polski: Titonos
slovenčina: Tithónos
српски / srpski: Титон
українська: Тітон