The Kinks

The Kinks
Helmfrid-sofa4 Touched.JPG
The Kinks, na Suiça em 1965.
Informação geral
OrigemLondres, Inglaterra
País Reino Unido
Gênero(s)Garage Rock, Protopunk, Beat, Pop Rock
Período em atividade19631996
Gravadora(s)Pye, Reprise, RCA, Arista, London, MCA, Sony, Koch, Konk/Guardian, Universal
Ex-integrantesRay Davies
Dave Davies
Mick Avory
Pete Quaife
John Dalton
John Gosling
Andy Pyle
Jim Rodford
Ian Gibbons
Bob Henrit
Mark Haley
Gordon John Edwards
Página oficialthekinks.info

The Kinks foi uma banda de rock britânica formada em Muswell Hill, Londres, pelos irmãos Ray e Dave Davies em 1964. Categorizados nos Estados Unidos como uma banda da Invasão Britânica, os Kinks são reconhecidos como um dos mais importantes e influentes grupos de rock de sua geração.[1][2] Sua música surgiu a partir de influências de vários estilos musicais, incluindo rhythm and blues, music hall britânica, folk e country.

Ray Davies (vocais, guitarra rítmica) e Dave Davies (guitarra base, vocais) permaneceram como os únicos integrantes originais durante os 32 anos de carreira do grupo. Os outros dois membros fundadores, Peter Quaife (baixo, vocais) e Mick Avory (bateria, percussão) foram substituídos respectivamente por John Dalton em 1969 e Bob Henrit em 1984. Dalton por sua vez foi substituído por Jim Rodford em 1978. O tecladista Nicky Hopkins acompanhou a banda durante suas sessões de gravação em meados da década de 1960. Posteriormente vários tecladistas, incluindo John Gosling e Ian Gibbons, se tornaram integrantes oficiais.[1]

História

O The Kinks alcançou fama em 1964 com seu terceiro single, "You Really Got Me", escrito por Ray Davies.[2][3] Ele se tornou um sucesso internacional, chegando ao topo das paradas no Reino Unido e entrando no Top 10 nos Estados Unidos,single que também influenciou o hard rock.[3][4] A partir de 1965, com o álbum The Kink Kontroversy a banda consolidou a reputação de compor canções que retratavam a cultura e o estilo de vida britânico[5], impulsionados pelo estilo observador das composições de Ray Davies.[2]

Após concluir a turnê americana de 1965, os The Kinks foram proibidos de retornar ao país até 1969 por motivos nunca esclarecidos. Privando a banda do maior mercado musical do mundo num período crucial da consolidação do rock. [6] Apesar disso, álbuns como Face to Face, Something Else by The Kinks, The Kinks Are the Village Green Preservation Society, Arthur, Lola Versus Powerman and the Moneygoround, Muswell Hillbillies, juntamente com seus respectivos singles, são citados entre as gravações mais influentes de sua época.[1][3][7]

Os álbuns subsequentes, mantendo o estilo conceitual mas seguindo numa direção mais teatral, não alcançaram tanto sucesso, mas a banda experimentou um revival durante a New wave, quando grupos como The Jam, The Knack e The Pretenders gravaram versões de suas músicas e ajudaram a impulsionar a venda de discos dos Kinks. Na década de 1990, músicos de Britpop como Blur e Oasis citaram a banda como uma de suas principais influências.[1]

O The Kinks se separou em 1996, resultado do fracasso comercial de seus últimos álbuns e da tensão criativa entre os irmãos Davies.[1]

En otros idiomas
asturianu: The Kinks
български: Кинкс
català: The Kinks
čeština: The Kinks
Cymraeg: The Kinks
dansk: The Kinks
Deutsch: The Kinks
Ελληνικά: The Kinks
English: The Kinks
español: The Kinks
euskara: The Kinks
فارسی: کینکس
suomi: The Kinks
føroyskt: The Kinks
français: The Kinks
Frysk: The Kinks
galego: The Kinks
עברית: הקינקס
hrvatski: The Kinks
magyar: The Kinks
Bahasa Indonesia: The Kinks
íslenska: The Kinks
italiano: The Kinks
日本語: キンクス
ქართული: The Kinks
한국어: 킹크스
lietuvių: The Kinks
latviešu: The Kinks
Malagasy: The Kinks
Bahasa Melayu: The Kinks
Nāhuatl: The Kinks
Nederlands: The Kinks
norsk nynorsk: The Kinks
norsk: The Kinks
polski: The Kinks
română: The Kinks
русский: The Kinks
srpskohrvatski / српскохрватски: The Kinks
Simple English: The Kinks
slovenčina: The Kinks
svenska: The Kinks
українська: The Kinks
Tiếng Việt: The Kinks
中文: 奇想樂團
Bân-lâm-gú: The Kinks