Terra de Francisco José

Disambig grey.svg Nota: Para para outros usos do nome, veja Francisco José.
Localização da Terra de Francisco José.
Mapa da Terra de Francisco José.
Mapa da Terra de Francisco José

A Terra de Francisco José (em russo: Земля Франца-Иосифа; Zemlya Frantsa Iosifa) é um arquipélago polar russo, entre o Mar de Barents, a sul, e o Oceano Glacial Ártico, a norte. Recebeu este nome em homenagem ao imperador Francisco José I da Áustria-Hungria.

Os territórios mais próximos são: o território norueguês de Svalbard, a oeste, e os arquipélagos russos de Nova Zembla, a sueste, e da Terra do Norte, a leste.

A Terra de Francisco José inclui a ilha mais setentrional da Europa, a Ilha Rudolfo.

O arquipélago foi descoberto e explorado no final do século XIX pela expedição austro-húngara ao Polo Norte (1872-1874).

  • lista de ilhas

Lista de ilhas

As maiores, em área, são a Terra do Príncipe Jorge, a Terra de Wilczek, a ilha de Graham Bell, a Terra de Alexandra, e a ilha de Hall. Poucas destas ilhas têm nomes russos. A maior parte dos nomes é de origem alemã, inglesa, americana, italiana, e, num caso, norueguesa. A maior parte das ilhas foi descoberta e denominada por ocasião da expedição de Karl Weyprecht e Julius von Payer (1872-1874), que deu os nomes em homenagem a monarcas ou membros de famílias aristocráticas austro-húngaras da época, ou a nomes de nobres que financiaram a Expedição austro-húngara ao Polo Norte.

Ao contrário do resto da Rússia, onde a toponímia ligada a homenagem à nobreza foi mudada na era soviética, os nomes aristocráticos das ilhas da Terra de Francisco José permaneceram inalterados nesse período histórico.

Em 1895, a expedição de Fredrick G. Jackson deu a algumas ilhas nomes de exploradores árticos britânicos e de personalidades da Royal Geographical Society, a patrocinadora da expedição.

Por fim, algumas ilhas, como as Ilhas Pontremoli, foram designadas por Luigi Amedeo de Saboia-Aosta durante a expedição polar italiana de 1905.

As principais ilhas são[1]:

  • Zemlya Aleksandry (Terra de Alexandra). A mais ocidental, com 1051 km².[2]
  • Ostrov Rudol'fa (Ilha Rudolfo) A mais setentrional.
  • Ostrov Kheysa / G.M.O.Imyenya Z.T.Krenkel'a. ( Ilha Heiss)
  • Ostrov Greem-Bell (Ilha Graham Bell).
  • Ostrov Gukera (Ilha Hooker).
  • Ostrov Nortbruk ( Ilha Northbrook Island). A mais acessível e usada para expedições polares.
  • Ostrov Dzheksona (Ilha Jackson). O cabo Noruega 80º12 N, 55º37 E foi onde Fridtjof Nansen e Hjalmar Johansen permaneceram no inverno de 1895-96 após a tentativa falhada de atingir o Polo Norte. Uma cabana e um poste ainda lá se encontram.
  • Ostrov Mak-Klintoka ( Ilha McClintock)
  • Ostrov Aldzher ( Ilha Alger).
  • Ostrov Nansena (Ilha Nansen).
  • Zemlya Vilcheka ( [5]).
  • Ostrov Gallya ( Ilha Hall) - a primeira a ser descoberta em 1873
  • Zemlya Georga ([6]). A maior do arquipélago.
  • Ostrov Viner-Neyshtadt ( Ilha Wiener Neustadt). A que tem maior altitude (620 m).
  • Ostrov Yeva-Liv ( Ilha Eva).

Referências

  1. [1], [2], [3] and [4]
  2. Exploring Polar Frontiers By William James, p. 9
Ícone de esboço Este artigo sobre Geografia da Rússia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia .


En otros idiomas
Afrikaans: Franz Josef-land
azərbaycanca: Frans-İosif Torpağı
беларуская (тарашкевіца)‎: Зямля Франца-Іосіфа
Bahasa Indonesia: Daratan Franz Josef
Nederlands: Frans Jozefland
norsk nynorsk: Frans Josefs land
srpskohrvatski / српскохрватски: Zemlja Franje Josifa
Simple English: Franz Josef Land
slovenščina: Dežela Franca Jožefa
српски / srpski: Земља Фрање Јосифа
татарча/tatarça: Франц-Иосиф җире
oʻzbekcha/ўзбекча: Frans-Iosif Yeri
Tiếng Việt: Zemlya Frantsa-Iosifa