Symbiodinium


  • como ler uma infocaixa de taxonomiasymbiodinium
    taxocaixa sem imagem
    classificação científica
    domínio: eukaryota
    reino: chromalveolata
    superfilo: alveolata
    filo: dinoflagellata
    classe: dinophyceae
    ordem: suessiales
    família: symbiodiniaceae
    género: symbiodinium
    freudenthal, 1962[1]
    sinónimos
    • zooxanthella k.brandt

    symbiodinium é um género de dinoflagelados da ordem suessiales,[1] que inclui o maior e mais prevalente grupo de endossimbiontes conhecido. estas algas unicelulares vivem geralmente na endoderme de cnidários (corais, anémonas e alforrecas), nudibrânquios e outros moluscos, foraminíferos e outros animais marinhos tropicais, onde fazem a translocação de produtos da fotossíntese para os tecidos do hospedeiro, dos quais recebem água e nutrientes (como co2, nh4+). estes dinoflagelados geralmente entram na célula de hospedeiro por fagocitose, persistindo como simbiontes intracelulares, onde se reproduzem, dispersando depois para o ambiente (note que na maioria dos moluscos, symbiodinium ocorre no espaço intercelular, não penetrando nas células). os organismos associados com symbiodinium ocorrem maioritariamente em águas marinhas oligotróficas tropicais, pobres em nutrientes, onde a presença destes endossimbiontes, sob a forma de zooxantelas, fornecem parte importante da produtividade primária. os hospedeiros de symbiodinium, como os corais, são frequentemente os constituintes dominantes das comunidades bênticas em águas eufóticas dos trópicos e subtrópicos. em consequência, estes dinoflagelados estão entre os mais abundantes mictróbios eucariotas encontrados nos ecossistemas dos recifes de coral.

    wiki letter w.svg este artigo é um esboço. você pode ajudar a wikipédia . editor: considere marcar com um esboço mais específico.

    notas

  • ver também
  • ligações externas


Como ler uma infocaixa de taxonomiaSymbiodinium
Taxocaixa sem imagem
Classificação científica
Domínio: Eukaryota
Reino: Chromalveolata
Superfilo: Alveolata
Filo: Dinoflagellata
Classe: Dinophyceae
Ordem: Suessiales
Família: Symbiodiniaceae
Género: Symbiodinium
Freudenthal, 1962[1]
Sinónimos

Symbiodinium é um género de dinoflagelados da ordem Suessiales,[1] que inclui o maior e mais prevalente grupo de endossimbiontes conhecido. Estas algas unicelulares vivem geralmente na endoderme de cnidários (corais, anémonas e alforrecas), nudibrânquios e outros moluscos, foraminíferos e outros animais marinhos tropicais, onde fazem a translocação de produtos da fotossíntese para os tecidos do hospedeiro, dos quais recebem água e nutrientes (como CO2, NH4+). Estes dinoflagelados geralmente entram na célula de hospedeiro por fagocitose, persistindo como simbiontes intracelulares, onde se reproduzem, dispersando depois para o ambiente (note que na maioria dos moluscos, Symbiodinium ocorre no espaço intercelular, não penetrando nas células). Os organismos associados com Symbiodinium ocorrem maioritariamente em águas marinhas oligotróficas tropicais, pobres em nutrientes, onde a presença destes endossimbiontes, sob a forma de zooxantelas, fornecem parte importante da produtividade primária. Os hospedeiros de Symbiodinium, como os corais, são frequentemente os constituintes dominantes das comunidades bênticas em águas eufóticas dos trópicos e subtrópicos. Em consequência, estes dinoflagelados estão entre os mais abundantes mictróbios eucariotas encontrados nos ecossistemas dos recifes de coral.

Wiki letter w.svg Este artigo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia . Editor: considere marcar com um esboço mais específico.

Notas

En otros idiomas
English: Symbiodinium
español: Symbiodinium
galego: Symbiodinium
magyar: Symbiodinium
slovenščina: Symbiodinium