Sidur

Nota: Esta página contém alguns caracteres especiais que podem não ser exibidos por alguns navegadores. Veja aqui mais informações.

Nota: esta página contém alguns caracteres especiais e é possível que a impressão não corresponda ao artigo original.

A oração - Sidur

Seder tefilot ou Sidur (סידור no plural sidurim que significa arranjo e ordem.); é o livro de orações utilizado pelos judeus, contendo o conjunto de orações e bençãos diárias, para os sábados, dias santos e dias de jejum.[1][2]

A primeira compilação conhecida do livro judaico de oração comum é a de Amram Gaon, diretor da yeshibah de Matah Meḥasya na Babilônia (846-864). Este livro de orações foi amplamente usado e referido pelas primeiras autoridades, como Rashi, os tosafistas,[3] Asheri e Caro. O Seder Rab Amram, como era chamado, era a base de todos os livros de orações subsequentes. Azulai pensa que os discípulos de Amram escreveram este siddur.[4] Interpolações foram feitas, no entanto, não apenas pelos discípulos de Amram, mas também por outros em períodos posteriores. Amram é citado;[5] assim são Saadia Gaon e outros gueonim que viveram após a morte de Amram. A linguagem de algumas das últimas interpolações não está no estilo gueônico. No entanto, o siddur como um todo ainda mantém o sistema original de Amram Gaon. O siddur de Amram é intercalado com decisões do Talmud e com notas de costumes prevalecendo no yeshibot da Babilônia. O texto, com exceção das benedições, é um tanto abreviado. Mas entre as divisões ou capítulos existem muitos trechos midáxicos, acompanhados de ḳadishishim individuais, que são omitidos nos livros de orações subsequentes. Seder Rab Amram é mais próximo do minhag sefaradim do que do Ashkenazim. O conteúdo do siddur é: Shaḥarit (oração da manhã), Maamadot,[6] Minḥah, Maarib (omitindo a Amidah), o Shema antes de dormir, escolha para as segundas e quintas-feiras, orações para o sábado e próximo do sábado, Lua nova, Bênção da Lua Nova, dias de jejum, Ḥanukkah, Purim, Passover, Hagadá, Pentecostes, Nono de Ab, Ano Novo, Yom Kipur, Sukkot, ordem do 'erub,[7] circuncisões e casamentos, e também orações para viajantes, orações ocasionais e bênçãos de enlutamentos.[8][9]

Sidur Iemenita mostrando a Influência Sefardita.

A segunda parte consiste em uma coleção de selos de autores posteriores, divididos em quinze maamadot para as quinze noites anteriores a Rosh ha-Shanah, e hinos e yoẓerot (piyyuṭim) para Rosh ha-Shanah e Yom Kippur. O siddur de Amram, que permaneceu em manuscrito mais de 1.000 anos, foi publicado pela primeira vez em Varsóvia em 1865 a partir de um manuscrito de Hebron comprado pela N. N. Coronel. Saadia Gaon, diretor da yeshibah de Sura (928-942), foi a compilador de outro livro de orações, preservado em um manuscrito encontrado em sua terra natal, Al-Fayyum, no Egito. O manuscrito inclui duas orações compostas por Saadia e traduzidas para o árabe—um do próprio Saadia e outra do Ẓemaḥ b. Joseph.[10][11]

Maimonides (1135-1204) dá a ordem de orações para o ano inteiro no Seder Tefillot Kol ha-Shanah, no final do segundo livro do Yad. É idêntico à minhag sefardita. Este texto, com tradução alemã, foi publicado por Leon J. Mandelstamm, em São Petersburgo, em 1851.[12][13]

Mahzor Vitry

A mais importante compilação inicial das orações, que foi a base da minhag Ashkenazim introduzida pelos rabinos franceses em 1208; foi publicado pela primeira vez pelo Meḳizbdot Nirdamim, e foi editado por Simeon Hurwitz (Berlim, 1893). O Mahzor Vitry é dez vezes mais volumoso que o Seder Rab Amram, que é frequentemente referido à Saadia e outros gueonim também são citados. Como nas compilações anteriores, as decisões do Talmud e dos códigos são incorporadas antes das divisões de sujeito do texto. Aqui ocorre, provavelmente pela primeira vez, a compilação de hoshanot (p. 447) e de zemirot (canções, hinos) para várias ocasiões (pp. 146, 177, 184), uma paródia para Purim (p. p. 583), e uma valiosa coleção de sheṭarot.[14][15][16]

En otros idiomas
Afrikaans: Siddur
башҡортса: Сидур
català: Sidur
Cebuano: Siddur
čeština: Sidur
dansk: Siddur
Deutsch: Siddur
English: Siddur
español: Sidur
فارسی: سیدور
suomi: Siddur
français: Siddour
עברית: סידור
italiano: Siddur
Ladino: Sidur
lietuvių: Sidur
latviešu: Sidurs
Nederlands: Sidoer
norsk nynorsk: Siddúr
norsk: Siddur
polski: Sidur
română: Siddur
srpskohrvatski / српскохрватски: Sidur
Simple English: Siddur
српски / srpski: Сидур
svenska: Siddur
Türkçe: Sidur
ייִדיש: סידור