Santa Isabel da Hungria

Wikitext.svg
Esta página ou seção precisa ser wikificada (desde agosto de 2012).
Por favor ajude a formatar esta página de acordo com as diretrizes estabelecidas.
Disambig grey.svg Nota: Para outras santas de mesmo nome, veja Santa Isabel.
Santa Isabel da Hungria, OFS
Santa Isabel numa escultura de Rudolf Moroder.
Princesa da Hungria
Condessa da Turíngia
Nascimento7 de julho de 1207 em Pressburgo
Morte17 de novembro de 1231 (24 anos) em Marburgo
Veneração porIgreja Católica, Igreja Anglicana
Canonização27 de Maio de 1235 por Papa Gregório IX
Principal temploIgreja de Santa Isabel, Marburgo, Alemanha
Festa litúrgica17 de novembro
PadroeiraOrdem Franciscana Secular
Gloriole.svg Portal dos Santos

Isabel da Hungria e da Turíngia, OFS (Em húngaro: Szent Erzsébet, em alemão: Elisabeth von Thüringen) (Pressburgo, 7 de julho de 1207 - Marburgo, 17 de novembro de 1231), foi uma princesa do Reino da Hungria, filha de André II da Hungria e da rainha Gertrudes de Andechs-Meran, descendente da família dos condes de Andechs-Meran, e uma santa católica.

Primeiros anos

Nascimento e ascendência

Isabel de Andechs foi a segunda filha de André II da Hungria e de sua esposa Gertrudes da Merânia. Nasceu no verão de 1207, no Castelo de Bratislava ou Saros-Patak. Em seu sangue fluía a nobreza das mais poderosas casas reais da Europa. Do lado materno, era sobrinha de Edviges da Silésia e tia das santas Cunegunda (Kinga) e Margarida da Hungria e tia-avó de Isabel de Aragão, Rainha de Portugal e, do lado paterno, prima de Inês de Praga.

O nascimento de Isabel foi maravilhosamente anunciado por Klingsohr da Transilvânia, um trovador medieval, no distante Reino da Turíngia. Numa noite de festa, profetizou ao então conde Hermano I da Turíngia com as seguintes palavras: "Vejo uma estrela que se levanta da Hungria, que brilhará aqui nesta terra e depois no mundo inteiro. Pois hoje nasceu na Hungria uma menina que será santa. Ela será esposa de seu filho quando crescer, e será famosa no mundo inteiro."

Negociações de casamento

Encantado com as palavras proféticas que ouvira, o conde Hermano enviou uma comitiva a Hungria e foi acertado com o Rei André II o casamento de Isabel com seu filho mais velho, o infante Hermano. Diz a tradição que a menina, com apenas quatro anos, despediu-se da Hungria e foi levada à Turíngia num berço de prata, acompanhada de uma grande escolta, para ser educada ao lado do futuro esposo. No entanto, quis o destino que o Príncipe Hermano falecesse e em seu lugar, Isabel foi prometida em casamento ao príncipe Luís, segundo filho de Hermano I e da duquesa Sofia de Wittelsbach. O certo é que Luís e Isabel viveram um amor intenso, belo e verdadeiro desde o primeiro momento.

En otros idiomas
brezhoneg: Elesbed Hungaria
Bahasa Indonesia: Erzsébet dari Hongaria
Lëtzebuergesch: Elisabeth vun Thüringen
slovenščina: Elizabeta Ogrska