San Sebastiano fuori le mura

San Sebastiano fuori le mura
Fachada da igreja
Início da construçãoSéculo IV (original) / Século XVII (atual)
ReligiãoIgreja Católica
DioceseDiocese de Roma
WebsiteDo site do Ministero dell'Interno
Geografia
PaísItália
RegiãoRoma
LocalArdeatino, na Via Ápia
Coordenadas

San Sebastiano fuori le mura, conhecida como Basílica de São Sebastião das Catacumbas ou São Sebastião fora dos Muros, é uma igreja de Roma, no bairro Ardeatino, na Via Ápia. Fazia parte das sete igrejas visitadas pelos peregrinos por ocasião do jubileu. A igreja recebeu o atributo "ad catacumbas" em virtude das Catacumbas de São Sebastião, sobre as quais foi construída, enquanto o título "fuori le mura" refere-se ao fato de que a igreja se encontra fora da Muralha Aureliana e servia para distingui-la da Igreja de San Sebastiano al Palatino.

É também a sede do título cardinalício de "São Sebastião nas Catacumbas", instituído pelo Papa João XXIII em 1960, cujo cardeal-presbítero é Lluís Martínez Sistach, arcebispo emérito de Barcelona.

História

A igreja foi construída no século IV, sobre o lugar onde, segundo a tradição, tinham sido transferidas em 258 as relíquias dos apóstolos São Pedro e São Paulo para salvá-las da profanação durante o período de perseguições. Retornadas, posteriormente, às suas sedes de origem (na Via Cornélia e na Via Ostiense), na Catacumba de São Sebastião: sobre a catacumba, o imperador romano Constantino I fez construir, na primeira metade do século IV, uma grande basílica que, inicialmente, foi dedicada à "memoria apostolorum", assumiu, na sequência, o nome atual.

Os restos mortais de São Sebastião foram transladados para a Basílica de São Pedro, no Vaticano, em 826, pelo temor de um iminente assalto dos sarracenos, que se concretizou, causando a destruição total da igreja. O local de culto foi reedificado pelo Papa Nicolau I e o altar do mártir foi reconsagrado pelo Papa Honório III a pedido dos padres cistercenses, que receberam o cuidado da igreja.

A construção do atual edifício foi ordenada pelo cardial Scipione Caffarelli-Borghese e remonta ao século XVII, tendo sido continuada primeiro por Flaminio Ponzio e finalmente por Giovanni Vasanzio.

A basílica é a sede paroquial, instituída em 18 de abril de 1714 pela bula do Papa Clemente XI.

En otros idiomas