Salto de esqui

Salto de esqui

Konkurs drużynowy mężczyzn na skoczni K-120 - Aleksiej Romaszow.jpg

Autoridade máximaFederação Internacional de Esqui
Ano de criação1808
OrigemNoruega
OlímpicoDesde Chamonix 1924

Salto de esqui é um esporte olímpico de inverno criado na Noruega no início do século XIX. Espalhou-se pela Europa e pela América do Norte no início do século XX através, principalmente, de Sondre Norheim, pioneiro do esqui moderno.

As pistas de salto são classificadas de acordo com a distância que os esquiadores percorrem no ar, e têm especificações quanto à área de largada, à curvatura e à área de decolagem. Cada salto é avaliado de acordo com a distância percorrida e o estilo executado. A pontuação da distância está relacionada ao K-point, linha desenhada na área de pouso, alguns metros antes do fim da colina, e que serve como referencial para os saltos. A pontuação de cada juiz que avalia o estilo pode alcançar um máximo de 20 pontos, sendo descontados pontos em caso de erros, imprecisões ou imperfeições na decolagem, no voo ou no pouso.

A técnica dos saltos evoluiu com o decorrer dos anos, passando de saltos com os esquis paralelos, o corpo curvado para frente até o quadril e os braços estendidos para frente (técnica Kongsberger, a primeira largamente utilizada), até saltos com os esquis em formato de V, o corpo inteiramente curvado para frente e os braços estendidos para trás, junto ao cóccix (estilo V, a técnica utilizada nos dias atuais).

Esporte majoritariamente masculino durante várias décadas, o salto de esqui começou a ter grande participação feminina na década de 1990, mas a primeira competição oficial reconhecida pela Federação Internacional de Esqui só ocorreu em 1998, na Suíça. Eventos femininos foram incluídos no Campeonato Mundial de Esqui Nórdico em 2009 e na Copa do Mundo em 2011. Após uma tentativa frustrada de inclusão no programa dos Jogos Olímpicos de Inverno em 2010, as mulheres participaram pela primeira vez do evento em 2014. Além dos Jogos Olímpicos, do Mundial e da Copa do Mundo, as principais competições de salto de esqui são o Torneio Quatro Pistas, o Holmenkollen Ski Festival e o Campeonato Mundial de Voo de Esqui. É de uma dessas pistas, que permitem saltos de mais de 170 metros de distância, o recorde de distância em um salto, 246,5m, estabelecido em 2011.

História

Primeira edição do Holmenkollen Ski Festival, em 1892.

Assim como a maioria das modalidades de esqui nórdico, o salto de esqui surgiu na Noruega no século XIX. Embora haja registros de saltos desde o final do século XVIII, Ole Rye é considerado o primeiro saltador da história, ao alcançar uma distância de 9,5m em 1808. Atribui-se ao norueguês Sondre Norheim o título de "pai" do esporte moderno, por ter vencido a primeira competição com prêmios, um evento que aconteceu em 1866 na cidade norueguesa de Høydalsmo. As primeiras competições, entretanto, ocorreram alguns anos antes, também na Noruega.[1][2][3]

A primeira grande competição de salto de esqui ocorreu em 1875 na colina de Husebybakken. Com a piora das condições climáticas e a falta de estrutura para acomodar o público crescente, o evento foi transferido em 1892 para a colina de Holmenkollbakken e tornou-se um dos principais campeonatos do mundo, sendo realizado até hoje.[1]

No final do século XIX, Sondie Nordheim e o também esquiador Karl Hovelsen emigraram para os Estados Unidos e começaram a desenvolver o esqui no país. Ao mesmo tempo, começavam a ser fundados os primeiros clubes de esqui da Alemanha. Em 1924 o salto fez parte do programa da primeira edição dos Jogos Olímpicos de Inverno, em Chamonix, França, e seria disputado em todas as edições seguintes.[1]

Em 1935 foi fundada em Planica, Eslovênia, a primeira pista de ski flying (voo de esqui), como são chamadas as pistas que permitem voos muito longos. Nesta pista foram realizados o primeiro salto com mais de cem metros de distância (pelo austríaco Josef Bradl em 1936) e o primeiro com mais de duzentos metros de distância (pelo finlandês Toni Nieminen em 1994).[1][4]

O primeiro Campeonato Mundial de Esqui Nórdico a realizar provas em duas pistas, normal e longa, foi o de 1962, em Zakopane, Polônia. Na temporada 1990/91 as competições foram divididas em qualificatória e final, o que permitiu o aumento no número de participantes nos eventos.[1]

En otros idiomas
العربية: قفز تزلجي
asturianu: Saltu d'esquí
беларуская (тарашкевіца)‎: Скачкі на лыжах з трампліну
български: Ски скокове
català: Salt d'esquí
Cymraeg: Neidio sgi
dansk: Skihop
Deutsch: Skispringen
Ελληνικά: Άλμα με σκι
English: Ski jumping
Esperanto: Skisaltado
español: Salto de esquí
euskara: Eski-jauzi
فارسی: اسکی پرش
suomi: Mäkihyppy
français: Saut à ski
magyar: Síugrás
հայերեն: Դահուկացատկ
Interlingue: Ski-Saltation
íslenska: Skíðastökk
한국어: 스키점프
македонски: Скијачки скокови
Nederlands: Schansspringen
norsk nynorsk: Skihopping
norsk: Skihopping
occitan: Saut d'esquí
Scots: Ski jimpin
srpskohrvatski / српскохрватски: Skijaški skokovi
Simple English: Ski jumping
slovenščina: Smučarski skoki
српски / srpski: Скијашки скокови
svenska: Backhoppning
Türkçe: Kayakla atlama
татарча/tatarça: Трамплиннан сикерү
West-Vlams: Schansspringn
中文: 跳台滑雪
粵語: 跳臺滑雪