Rio da Prata

Disambig grey.svg Nota: Se procura para outros significados de Rio da Prata, veja Rio da Prata (desambiguação).
Rio da Prata
Foz do rio da Prata vista de satélite
Mapa da Bacia do Prata
Mapa da Bacia do Prata
Comprimento219 km
Caudal médio22.000 m³/s
FozOceano Atlântico
Área da bacia3.200.000 km²
DeltaMar del Plata
País(es) Argentina
Uruguai

O rio da Prata é o estuário criado pelo desague das águas dos rios Paraná e Uruguai e do oceano, formando sobre a costa atlântica da América do Sul uma muesca triangular de 290 quilômetros de largura. A bacia hidrográfica combinada do rio da Prata e seus afluentes (os rios Lujan, Matanza, Samborombón e Salado do Sul) possui uma superfície de aproximadamente 3 200 000 km².

Corre de noroeste a sudeste e mede dois quilômetros de largura no ponto que se toma como origem. No ponto onde as águas deixam de ser doces e se convertem no oceano Atlântico sua largura é de 219 quilômetros. O limite exterior do Rio da Prata está determinado pela linha imaginária que une Punta del Este (República Oriental do Uruguai) com Punta Rasa no extremo norte do Cabo San Antonio (República Argentina).

O Estuário do Rio da Prata foi também palco de muitos conflitos entre as nações fronteiriças a ele. A livre navegação do rio era o objetivo do Império do Brasil e do Uruguai e que as Províncias Unidas do Rio da Prata (Atual Argentina) e o Paraguai queriam por limites à sua navegação. Isso gerou diversos conflitos entres os Estados após sua independência. Para o Brasil, significaria bloquear suas comunicações com a Província de Mato Grosso e um perigo as suas fronteiras. Esses conflitos culminaram na Maior Guerra da América do Sul e da America Latina pelo números de soldados mobilizados, pelos armamentos, pelos mortos e duração da guera, A Guerra do Paraguai.

Origem da denominação

O nome refere-se à lendária Sierra de Plata (Serra de Prata), que foi procurada por Aleixo Garcia, Sebastião Caboto e outros que subiram os rios da Prata, Paraná, Paraguai e Uruguai e que realizaram expedições terrestres até o Chaco e Chiquitos. É possível que a tal Sierra de Plata tenha sido uma evocação remota ao Cerro Rico de Potosí que os indígenas transmitiam boca a boca, ou que tal informação seja uma referência ao império dos Incas no Peru. Em 1525, Sebastião Caboto encontrou alguns índios que acompanhavam Aleixo Garcia: eles carregavam prata que obtiveram em sua expedição. Caboto, então, inferiu que, naquela zona, havia muita prata; desde então, organizaram-se expedições ao "Rio da Prata". O rio, ou estuário, acabou por denominar a atual Argentina, a partir do nome latino da prata: argentum.

En otros idiomas
Afrikaans: Río de la Plata
asturianu: Ríu de la Plata
български: Ла Плата
brezhoneg: Río de la Plata
čeština: Río de la Plata
Esperanto: Plata-Rivero
estremeñu: Riu la Prata
français: Río de la Plata
Avañe'ẽ: La Plata
hrvatski: La Plata
Հայերեն: Լա Պլատա
Bahasa Indonesia: Rio de la Plata
日本語: ラプラタ川
한국어: 라플라타강
latviešu: Laplata (upe)
Bahasa Melayu: Sungai Plata
Nederlands: Río de la Plata
norsk nynorsk: Río de la Plata
ਪੰਜਾਬੀ: ਪਲਾਤਾ ਦਰਿਆ
Papiamentu: Riu di la Plata
srpskohrvatski / српскохрватски: La Plata (estuarij)
Simple English: Río de la Plata
slovenčina: La Plata (ústie)
slovenščina: Río de la Plata
Kiswahili: Rio de la Plata
українська: Ла-Плата (річка)
oʻzbekcha/ўзбекча: La-Plata
Tiếng Việt: Sông La Plata
Bân-lâm-gú: La Plata Hô