Revolução de Veludo

Revolução de Veludo
Praha 1989-11-25, Letná, dav (01).jpg
ParticipantesPopulação da República Checa e da Eslováquia
Václav Havel
Alexander Dubček
LocalizaçãoChecoslováquia
Data17 de novembro de 1989 (28 anos)
ResultadoQueda do regime comunista da Checoslováquia
Restauração da democracia, com a eleição de Václav Havel em 1990
Separação do país, em 1993
Ingressos de Rep. Checa e Eslováquia na ONU
Colapso da economia planificada e privatização das indústrias públicas

A Revolução de Veludo (17 de novembro a 29 de dezembro de 1989) refere-se à revolução não agressiva na antiga Checoslováquia que testemunhou a deposição do governo comunista daquele país. Esta é vista como uma das mais importantes revoluções de 1989.

Em 17 de novembro de 1989, a polícia reprimiu uma manifestação estudantil em Praga. Este evento desencadeou uma série de manifestações populares de 19 de novembro até o fim de dezembro. Até 20 de novembro, o número de manifestantes pacíficos em Praga passou de 200 mil a meio milhão de pessoas. Um movimento geral envolvendo todos os cidadãos da Checoslováquia foi feito em 27 de novembro.

Com o colapso dos outros governos comunistas e o aumento dos protestos de rua, o Partido Comunista da Checoslováquia anunciou no dia 28 de novembro que iria acabar com o poder e desmantelar o Estado de partido único. Uma espécie de cerca, com arames farpados e outras obstruções, foi removida da fronteira da Alemanha Oriental com a Áustria no começo de dezembro.

No dia 10 de dezembro, o presidente Gustáv Husák apresentou o primeiro grande governo não-comunista na Checoslováquia desde 1948, e renunciou. Alexander Dubček foi eleito presidente do parlamento federal em 28 de dezembro e Václav Havel, escritor conhecido que estava à frente da revolução, tornou-se presidente da Checoslováquia em 29 de dezembro de 1989.

Em junho de 1990, a Checoslováquia teve sua primeira eleição democrática desde 1946.

O termo Revolução de Veludo foi inventado por jornalistas para descrever os acontecimentos e aceito pela mídia mundial, sendo usado em seguida pela própria Checoslováquia. Depois da dissolução da nação em 1993, devido a questões étnicas, culturais e econômicas, a Eslováquia usou o termo "Revolução Gentil", que é o termo que os eslovacos usavam para a revolução desde seu começo.

Václav Havel, um dos artífices da Revolução, em 2011.

Ver também

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Revolução de Veludo
En otros idiomas
Alemannisch: Samtene Revolution
azərbaycanca: Məxməri inqilab
беларуская (тарашкевіца)‎: Аксамітная рэвалюцыя
български: Нежна революция
Bahasa Indonesia: Revolusi Beludru
íslenska: Flauelsbyltingin
한국어: 벨벳 혁명
Lëtzebuergesch: Samette Revolutioun
srpskohrvatski / српскохрватски: Baršunasta revolucija
Simple English: Velvet Revolution
slovenčina: Nežná revolúcia
slovenščina: Žametna revolucija
српски / srpski: Plišana revolucija
Türkçe: Kadife Devrim
Tiếng Việt: Cách mạng Nhung