Resistência não violenta

Resistência não-violenta (ou ação não-violenta) é a prática de exercer uma força para atingir uma meta sócio-política através de um protesto simbólico, de não cooperação econômica ou política, desobediência civil e outros métodos, sem o uso da violência.

A Resistência Passiva é uma variedade de resistência não-violenta, e é um termo usado às vezes de forma imprecisa como um sinônimo da mesma. Isto implica a resistência por inércia ou de conformidade não - enérgica, como oposição por resistência por atividade antagonismo.

Satyagraha é o nome indiano atribuído ao método de resistência não violenta desenvolvido por Mahatma Gandhi, que leva à Independência da Índia. Modelos ocidentais influenciaram o método de Gandhi, podendo nomear-se o ensaio sobre a desobediência civil de David Thoreau, um opositor da escravatura nos EUA.

Satyagraha consubstancia-se em valores éticos, significando "satya" amor e firmeza e "agraha" a força que dali advém (Arp S., 2011). É um método activo, não se confundindo com a resistência passiva. Contudo, não deveria causar sofrimento ao adversário. Satyagraha, método de não-violência desenvolvido por Gandhi é: «uma arma inestimável e incomparável de que dispõem apenas aqueles que não têm medo, seja das suas posses, da falsa honra, da família, do governo, de danos corporais ou da morte» (idem, p. 42). O seu método e modelo de conduta, carismático, influenciou as campanhas de não-violência na luta dos direitos civis nos EUA, tendo Martin Luther King Jr. estudado o método de Gandhi.

Como outras estratégias de mudança social, ações de não violência podem surgir de diversos modos e graus. Elas podem incluir, por exemplo, uma variedade de formas como a guerra de informações, protesto artístico, lóbi, resistência à impostos, boicotes ou sanções, combate legal/diplomático, sabotagem de materiais e equipamentos,etc.

Alguns especialistas em não-violência discutem que muitos movimentos adotaram métodos de ação não-violenta pragmáticos como uma maneira eficaz conseguir objetivos sociais ou políticos, distinguindo os métodos da ação não-violenta daqueles de estância moral da não-violência ou dos outros de não-dano.

Lista das organizações atuais e recentes da resistência não-violenta

En otros idiomas