República do Rife

Question book-4.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo, comprometendo a sua verificabilidade(desde janeiro de 2012). Por favor, mais referências inserindo-as no texto. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
República do Rife

Tagduda n Arrif • República Confederada das Tribos do Rife

Merchant flag of Spanish Morocco.svg
19211926 
Merchant flag of Spanish Morocco.svg
Bandeira da República do Rife   Estandarte da República do Rife
Bandeira da República do Rife Estandarte da República do Rife
República del Rif.svg
Mapa do Marrocos Espanhol com a fronteira da República do Rife em 1924 delineada a vermelho
Coordenadas 35° 12' N 3° 55' O
Região Magrebe ( Rife)
Capital Ajdir
País atual   Marrocos

Língua oficial Rifenho (tarifit); árabe
Religião islão
Moeda riffan

Forma de governo república
Presidente
•  1921-1926   Abd el-Krim el-Khattabi
Primeiro-ministro
•  1923-1926   Hajj Hatmi

Período histórico Entreguerras
•  1 de fevereiro de 1921   Início da rebelião
•  9 de agosto de 1921   Batalha de Annual
•  18 de setembro de 1921   Declaração formal da independência
•  8 de setembro de 1925   Desembarque espanhol em Alhucemas
•  27 de maio de 1926   Dissolução
Local da Batalha de Annual em janeiro de 1922 — cinco meses depois da batalha, os corpos ainda não tinham sido retirados.

A República do Rife (em rifenho: Tagduda n Arrif ; em árabe: جمهورية الريف; "Estado Republicano Rifenho"), por vezes designada não oficialmente como República Confederada das Tribos do Rife, foi um estado independente do Norte de África, no nordeste de Marrocos. República do Rife foi o nome adotado pela confederação de tribos da região montanhosa do Rife para designar o território declarado independente do domínio colonial espanhol durante a sangrenta Guerra do Rife, que empreenderam contra Espanha entre 1920 e 1926 sob a liderança de Abd el-Krim el-Khattabi.

Fundada oficialmente a 18 de setembro de 1921 e foi dissolvida a 27 de maio de 1926 pelas tropas espanholas e francesas depois do chamado Desembarque de Alhucemas, realizado a 8 de setembro de 1925 naquela cidade costeira.

Antecedentes

Reino de Nekor

O Reino de Necor (em berbere: Tagldit n Nkor) foi um emirado fundado em 710 na região do Rife por um imigrante o Iémem, Sale ibne Almançor, sob concessão do califa. Sale converteu as tribos berberes ao Islão e estabeleceu a sua capital primeiro em Temsamane e posteriormente em Necor. No entanto, os berberes cansaram-se das restrições religiosas e expulsaram-no. Poucos anos depois, uma força militar islâmica ganhou destaque e fez mudar os berberes de opinião, permitindo o regresso de Sale, que fundou a dinastia salida, que governaria a região até 1019.

No ano 859, uma frota de 62 pequenos navios viquingues atacou Nekor e aí derrotou uma força muçulmana que estava a interferir com os saques viquingues na região. Depois de permanecerem oito dias no Rife, os vikings prosseguiram o seu curso pelo Mediterrâneo arrasando as costas espanholas.

O Rife antes da colonização

À data do estabelecimento dos colonizadores franceses e espanhóis, Marrocos era formalmente um império governado por um sultão que governava através de um sistema estatal conhecido pelo nome, ainda hoje usado de Makhzen (literalmente: "armazém" em árabe), o qual significa basicamente "corte". Além de ser monarca absoluta, o sultão ostentava o título de "príncipe dos crentes" ( miralmuminim), uma denominação tradicionalmente reservada aos califas. Os reis de Marrocos mantiveram esta designação, que mais nenhum governante muçulmano usa, depois da independência do país em 1956. Assim sendo, o sultão era, além de chefe político, também o chefe espiritual de Marrocos.

Na prática este último poder era muito mais reconhecido que o primeiro, pois boa parte de Marrocos rechaçava o Makhzen apesar de aceitar a tutela religiosa do sultão. Marrocos encontrava-se então dividido em dois: o Bled el-Makhzen ("país da corte) e o Bled es-Siba ("país do livre fluir ou do desgoverno). O primeiro compreendia os territórios onde o governo do sultão era efetivo; o segundo era composto pelas regiões onde só se reconhecia a autoridade do sultão para assuntos religiosos, rechaçando-se as estruturas estatais. Era frequente que as áreas do Bled es-Siba estivessem em conflito com o Makhzen.

O Rife, uma região montanhosa de cultura maioritariamente berbere situada no nordeste do sultanato, pertencia totalmente ao Bled es-Siba. Como outros territórios independentes do sultão, não tinha uma estrutura de poder centralizada, mas uma multitude de alianças criadas a partir de estruturas tribais e ligas políticas a vários níveis (comunidade, fação, clã, tribo, confederação, etc.). O órgão de decisão em cada um destes níveis era a assembleia (ayra em rifenho; yama em árabe), formada pelos representantes da comunidade, que elegiam, geralmente por um período anual, um líder (shayj o amgar). A tribo mais importante do Rife no início do século XX era a dos Ait Wariaghel, conhecida na historiografia como Beni Urriaguel (do seu nome árabe ??; bani waryaghel),

Guerra do Rife

Ver artigo principal: Guerra do Rife

Os espanhóis entraram no Rife começando por estabelecer pactos com os chefes locais e ocupando algumas posições menos importantes. Não se deslocavam para mito longe de Melilha, a sua retaguarda. Em 1921, as tribos do Rife central sublevaram-se sob o comando de Abdelkrim, um notável dos Ait Wariaghel, no exato momento em que as tropas espanholas se aventuravam a ocupar posições mais arriscadas e desprotegidas. Várias posições espanholas foram duramente atacadas, numa campanha que durou todo o verão de 1921 e que culminou numa pesada derrota na Batalha de Annual, a 9 de agosto. Esta batalha marcou o início duma guerra que se prolongou até 1926. A rebelião rifenha foi finalmente derrotada graças ao Desembarque de Alhucemas.

En otros idiomas
brezhoneg: Republik ar Rif
Deutsch: Rif-Republik
English: Rif Republic
Esperanto: Respubliko Rif
Bahasa Indonesia: Republik Rif
lietuvių: Rifo respublika
latviešu: Rīfa republika
Nederlands: Rif-Republiek
پنجابی: ریف جمہوریہ
svenska: Rifrepubliken
Türkçe: Rif Cumhuriyeti
oʻzbekcha/ўзбекча: Rif respublikasi