Recopa Sul-Americana de Clubes

A Recopa Sul-Americana de Clubes ou Copa Ganhadores de Copa foi um campeonato de clubes de futebol. Foi criado pela Conmebol em 1970, com o intuito de ser um segundo torneio continental, parelelo à Copa Libertadores da América, tal como acontece hoje em dia com a Copa Sul-Americana. Originalmente, estava reservado aos clubes que haviam terminado na terceira colocação de seus respectivos países, não se classificando para a Libertadores. Entretanto, este critério não foi adotado em todos os países participantes: algumas associações criaram localmente uma copa, cujo vencedor garantia vaga para a Recopa Sul-Americana de Clubes. Foi o caso da Argentina, Equador, Uruguai e Venezuela.

A edição de estréia da competição foi também sua única edição. O torneio de 1971 acabou se transformando em uma copa amistosa. O torneio não deve ser confundido com a Recopa dos Campeões Intercontinentais ou com a moderna Recopa Sul-americana.

Em 2005, o título da Recopa Sul-Americana de Clubes de 1970, vencido pelo Mariscal Santa Cruz, da Bolívia, foi recentemente reconhecido pela Conmebol, contabilizando pontos para o ranking sul-americano de clubes[1].

Campeões

Ano Campeão Final Vice-campeão 3º Lugar 4º Lugar
1970
Detalhes
Bolívia
Mariscal Santa Cruz
0 - 0
2 - 0 [2]
Equador
El Nacional
Argentina
Atlanta
Venezuela
Unión Canarias
1971
Detalhes
Equador
América de Quito
Grupo Único [3] Paraguai
Olimpia
Venezuela
Valencia
Peru
Juan Aurich