Real brasão de armas do Reino Unido

Real brasão de armas do Reino Unido
Real brasão de armas do Reino Unido
Versões
Royal Coat of Arms of the United Kingdom (Scotland).svg
Royal Coat of Arms of the United Kingdom (HM Government).svg
O brasão usado pelo Governo do Reino Unido
Royal Coat of Arms of the United Kingdom (Government in Scotland).svg
O brasão usado pelo governo da Escócia
Detalhes
DetentorIsabel II
Adoção1837
TimbreUm leão dourado coroado no topo de uma coroa real; paquife de arminhos e ouro
EscudoEsquartelado: 1 e 4 Inglaterra, 2 Escócia, 3 Irlanda;
SuportesUm leão de ouro e um unicórnio de prata
BaseRosa de Tudor, Trevo e Cardo
LemaFrancês: Dieu et mon droit
OrdenaçõesOrdem da Jarreteira
UsoEm todas as Actas do Parlamento; na capa dos passaportes britânicos, em vários departamentos governamentais; adaptado para o reverso das moedas da libra esterlina (2008); na capa dos jornais The Times e The Sunday Times; em tribunais britânicos; em igrejas da Igreja da Inglaterra

O brasão de armas do monarca britânico, também conhecido como brasão nacional no Reino Unido. Nele aparecem reunidos os escudos da Inglaterra, Escócia e Irlanda do Norte.

O Real Brasão de Armas do Reino Unido são as armas oficiais da monarca britânica, atualmente Rainha Isabel II. Essas armas são usadas pela rainha em sua capacidade oficial como monarca, sendo oficialmente conhecido como as suas Arms of Dominion. Variantes da Real Armas são usados por outros membros da Família Real. E pelo Governo britânico, em ligação com a administração e o governo do país. Na Escócia, a rainha tem uma versão separada da Real Armas, uma variante do que é usado pela Scotland Office.

Formação

O escudo é formado por quartos, representando no primeiro e no quarto quartos os três leões - passant guardant da Inglaterra; No segundo, que tem um leão rampante e a dupla flor de liz da Escócia; E no terceiro, uma harpa para a Irlanda.

O timbre é um leão sobre a coroa imperial, em si, em representação da Coroa Real.

O suporte direito é um leão igualmente coroado, simbolizando a Inglaterra; na esquerda, um unicórnio, simbolizando a Escócia. Segundo a lenda, um unicórnio livre é considerada uma besta muito perigosa; portanto, um unicórnio "heráldico" fica acorrentado, como estão ambos que suportam o Real brasão de armas da Escócia.

Na fita estão escritos ambos os motes dos monarcas britânicos Dieu et mon droit (Deus e o meu direito), bem como o lema da Ordem da Jarreteira, Honni soit qui mal y pense (Envergonhe-se quem nisto vê malícia), em uma representação da jarreteira atrás do escudo.

Embaixo, ainda, há as três flores nacionais, em ambos os lados, cada um representando um membro do Reino Unido: um cardo, representando a Escócia, uma rosa, para a Inglaterra, (a Rosa de Tudor) e um trevo, para a Irlanda.

No escudo do monarca britânico figurou também o brasão dos reis da França até o reinado de Jorge III. O trono francês era reclamado pelos Reis da Inglaterra durante a Idade Média. Depois da retirada do quartil correspondente à França, foi incorporado o escudo dos monarcas de Hanôver, original da Dinastia deste Estado, que tornaram-se Reis Britânicos a partir do século XVIII. Os quartis vinculados com a Coroa Hanoveriana foram eliminados quando a Rainha Vitória ascendeu ao trono britânico e por não ser sucessora em Hanôver, pois lá vigorava a Lei Sálica.

En otros idiomas
беларуская (тарашкевіца)‎: Каралеўскі герб Вялікабрытаніі
বিষ্ণুপ্রিয়া মণিপুরী: তিলপারাজ্যর চিনত্হান
Bahasa Indonesia: Lambang Britania Raya
srpskohrvatski / српскохрватски: Grb Ujedinjenog Kraljevstva
粵語: 英國徽