População

Disambig grey.svg Nota: Para o conceito estatístico, veja População (estatística).
Question book-4.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo, o que compromete a verificabilidade (desde dezembro de 2013). Por favor, insira mais referências no texto. Material sem fontes poderá ser acadêmico)

O termo população tem, consoante a disciplina a que se refere, distintas definições. Em Biologia define-se como um grupo de indivíduos que acasalam uns com os outros, produzindo descendência. Em Sociologia define-se como um conjunto de pessoas adscritas a um determinado espaço, num dado tempo.[1] Em Estatística define-se população como o conjunto de todos os elementos ou resultados sob investigação.

Biologia

As populações de seres vivos são estudadas em particular em Biologia populacional e Genética de populações, ramos da Ecologia.

Na biologia, o termo população é utilizado para descrever um grupo de indivíduos de uma espécie.Em ecologia, pode-se entender a expressão indivíduo, com base na classificação de organismos, os quais podem ser unitários ou modulares. [2]

Uma espécie pode incluir uma ou mais populações separadas. Uma população pode consistir em apenas alguns indivíduos ou em milhões deles, desde que esses indivíduos de facto produzam descendência. Um grupo de indivíduos que não se pode reproduzir não constitui uma população. Assim, por exemplo, as últimas 10 andorinhas da subespécie Ammodramus maritimus nigrescens, nativa do Sul dos Estados Unidos, não constituíam uma verdadeira população, pois eram todas machos.[3]

Embora os indivíduos de uma população possam estar limitados a se reproduzir entre si devido ao isolamento físico, biologicamente podem reproduzir-se com todos os outros membros da espécie ou subespécie.

A densidade populacional corresponde ao número de indivíduos por unidade de área.

A capacidade máxima de uma área geográfica representa a população máxima que a área pode suportar devidamente.

Os principais processos que modificam o tamanho populacional são: natalidade ,mortalidade e os movimentos para dentro e para fora dos limites populacionais.

  • Natalidade: consiste na produção de novos indivíduos por unidade de tempo. A produção pode ser visível através de nascimentos,postura de ovos, germinação ou fissão celular. Nesse contexto, relacionados ainda a esse fator, temos a questão da fertilidade e da fecundidade; ambas referem-se à performance real de uma população e estão baseadas no número de nascimentos bem-sucedidos.[4]
  • Mortalidade: primeiramente deve-se levar em conta o fato de que no ramo da ecologia, é muito raro encontrar uma população na qual a maioria dos indivíduos esteja morrendo por senescência. Dessa maneira, grande parte dos indivíduos é predada, sofre doenças ou não escapa de catástrofes naturais.A taxa de mortalidade pode ser estimada diretamente no campo, pela técnica de marcação e recaptura ou por tabelas de vida do tipo horizontal, e nos laboratórios,pelas tabelas de vida do tipo vertical.[5]

Em ecologia, há modos de abordagem no estudo de populações, os quais se resumem em três tipos: abordagem descritiva, funcional e evolutiva.

  • Abordagem Descritiva: baseia-se na descrição do mundo natural, principalmente de grupos vegetacionais e faunísticos.
  • Abordagem Funcional: prioriza mecanismos que podem ser considerados como causas imediatas, que possuem uma ação sobre as dinâmicas das populações e condições ambientais.
  • Abordagem Evolutiva: visa a análise dos mecanismos remotos que explicam o comportamento das populações.[6]

É necessário entender, que na natureza os indivíduos além de pertencerem a mesma população,eles fazem parte também de um conjunto formado por diversas populações constituídas por outros organismos de diferentes espécies; que estão interligados por relações ecológicas, formando um complexo chamado de comunidade.[6]

Neste caso, a ecologia de comunidades procura analisar o modo como as populações de espécies são distribuídas na natureza, e as maneiras pelas quais esses agrupamentos podem ser influenciados, pelo ambiente abiótico e pelas interações com populações de espécies diferentes.Nesse sentido, com base no que foi abordado, sabemos então que uma comunidade é composta por indivíduos e populações, mas no estudo deste agrupamento podemos utilizar o termo “propriedades coletivas” para se referir a diversidade de espécies ou a biomassa da comunidade.[6]

O entendimento sobre a distribuição e abundância das espécies de uma população ou comunidade envolve um conjunto de fatores complexos, dentre eles destaca-se os “limites de tolerância”.

Pode-se compreender como “limites de tolerância”, o que se refere as condições ambientais e aos recursos que influenciam o funcionamento dos organismos vivos.Desse modo, a ação dos organismos pode apresentar níveis ótimos de desempenho, os quais se encontram ligados ao ponto evolutivo, envolvendo aqueles que melhor sobrevivem e deixam o maior número de descendentes.[7]

Quando o assunto é crescimento populacional, em ecologia há dois modelos matemáticos que são bastante utilizados pelos ecólogos; neste caso os modelos exponenciais e logísticos.

  • Crescimento Exponencial

Para aplicar esse modelo, é preciso levar em conta certas condições, como: analisar uma única população, a qual deve está isolada e se encontrar em um ambiente simples. Nesse sentido, outro ponto importante está ligado a questão que considera o modelo exponencial independente da densidade, ou seja, os processos populacionais não são afetados pela densidade (ou tamanho) corrente da população.

Portanto, nesse modelo a população cresce indefinidamente, pois não há dependência da densidade , isso implica que não há limitação de recursos para o crescimento da população e que não ocorre competição intraespecífica.[6]

  • Crescimento Logístico

Na natureza há fatores que interferem o crescimento populacional, destacando-se as taxas de natalidade e mortalidade, as quais dependem da densidade ( tamanho da população). No modelo logístico temos a equação de Verhulst-Pearl.

dN / dt = rN(1− N / K)

Nessa equação, a população para de crescer quando r é igual a zero ou N é igual a zero, mas também quando N = K (capacidade suporte).

Capacidade suporte,refere-se a densidade populacional que apresenta um equilíbrio estável.[7]

En otros idiomas
Afrikaans: Bevolking
Alemannisch: Bevölkerung
asturianu: Población
azərbaycanca: Əhali
беларуская: Насельніцтва
беларуская (тарашкевіца)‎: Насельніцтва
български: Население
भोजपुरी: जनसंख्या
বাংলা: জনসংখ্যা
brezhoneg: Poblañs
bosanski: Populacija
català: Població
нохчийн: Бахархой
Cebuano: Kamulupyohan
čeština: Obyvatelstvo
словѣньскъ / ⰔⰎⰑⰂⰡⰐⰠⰔⰍⰟ: Въсєлѥниѥ
Чӑвашла: Халăх йышĕ
Cymraeg: Poblogaeth
dansk: Befolkning
Deutsch: Bevölkerung
Ελληνικά: Πληθυσμός
English: Population
Esperanto: Loĝantaro
español: Población
eesti: Rahvastik
euskara: Biztanleria
estremeñu: Puebración
فارسی: جمعیت
suomi: Väkiluku
français: Population
furlan: Popolazion
Frysk: Befolking
Gaeilge: Daonra
galego: Poboación
ગુજરાતી: વસતી
客家語/Hak-kâ-ngî: Ngìn-khiéu
עברית: אוכלוסייה
हिन्दी: जनसंख्या
hrvatski: Stanovništvo
Kreyòl ayisyen: Popilasyon
magyar: Populáció
հայերեն: Բնակչություն
interlingua: Population
Bahasa Indonesia: Penduduk#Penduduk dunia
Ilokano: Populasion
íslenska: Mannfjöldi
italiano: Popolazione
日本語: 人口
Basa Jawa: Cacah jiwa
ქართული: მოსახლეობა
ಕನ್ನಡ: ಜನಸಂಖ್ಯೆ
한국어: 인구
kurdî: Gelhe
kernowek: Doesedh
Кыргызча: Калкы
Lëtzebuergesch: Bevëlkerung
Limburgs: Bevölking
Ligure: Popolaçion
lingála: Bato
lietuvių: Populiacija
latviešu: Populācija
मैथिली: जनसङ्ख्या
Malagasy: Mponina
македонски: Население
монгол: Хүн ам
Bahasa Melayu: Penduduk
မြန်မာဘာသာ: လူဦးရေ
Nedersaksies: Bevolking
नेपाली: जनसङ्ख्या
Nederlands: Bevolking
norsk nynorsk: Folketal
norsk: Befolkning
occitan: Populacion
ਪੰਜਾਬੀ: ਵੱਸੋਂ
پښتو: نفوس
română: Populație
русский: Население
संस्कृतम्: जनसङ्ख्या
sicilianu: Pupulazzioni
Scots: Population
سنڌي: آبادي
srpskohrvatski / српскохрватски: Stanovništvo
Simple English: Population
slovenčina: Obyvateľstvo
slovenščina: Prebivalstvo
chiShona: Hugari hwevanhu
shqip: Popullsia
српски / srpski: Становништво
Basa Sunda: Populasi
svenska: Befolkning
తెలుగు: జనాభా
тоҷикӣ: Аҳолӣ
Tagalog: Populasyon
Türkçe: Nüfus
татарча/tatarça: Халык (демография)
удмурт: Улӥсьёс
українська: Населення
اردو: آبادی
vèneto: Popołasion
Tiếng Việt: Dân số
West-Vlams: Bevolkienge
Winaray: Populasyon
Wolof: Way-dëkk
吴语: 人口
isiXhosa: Ipopulation
მარგალური: მახორობა
Zeêuws: Bevolkienge
中文: 人口
文言: 人口
Bân-lâm-gú: Jîn-kháu
粵語: 人口