Planta vascular

Como ler uma infocaixa de taxonomiaTracheophyta ou Tracheobionta
plantas vasculares; plantas superiores
Athyrium filix-femina.
Athyrium filix-femina.
Classificação científica
Reino:Plantae
Clado:Embryophyta
Clado:Polysporangiophyta
Clado:Tracheophyta
Sinnott, 1935[1] ex Cavalier-Smith, 1998[2]
Divisões
† – táxon extinto.
Sinónimos
Microfotografia de elementos de xilema de um rebento de uma figueira (Ficus alba) tratado com ácido hidroclórico e montado entre lâminas.

Plantas vasculares (do latim vasculum; "vaso" ou "ducto"), também designadas por traqueófitas (do grego trachea; "vaso") e por plantas superiores, é um grande agrupamento de plantas (c. 308 312 espécies validamente descritas)[3] constituído pelas plantas terrestres que apresentam tecidos especializados destinados ao transporte dos solutos que alimentam as suas células.[4] Com excepção das plantas avasculares, estas estruturas estão presentes em todos os grupos extantes de plantas,[5] nomeadamente nas ervas, arbustos e árvores pertencentes aos grupos dos licopódios, cavalinhas, pteridófitos, gimnospérmicas (incluindo as coníferas) e angiospérmicas (plantas com flor). Os nomes científicos aplicados ao grupo incluem Tracheophyta[6][2]:251 e Tracheobionta.[7]

O registo fóssil conhecido das plantas vasculares está presente em formações datadas desde o Siluriano Médio até ao presente,[8] ou seja desde há cerca de 425 milhões de anos atrás.[9]

Os sistemas vasculares que caracterizam as plantas vasculares dividem-se no xilema, o conjunto de vasos lenhificados destinado ao transporte de água e minerais, e no floema, não lenhificado, destinado ao transporte da seiva, o soluto que contém, entre outros, os produtos da fotossíntese.

Características

As plantas vasculares diferenciam-se das avasculares por duas características primárias:

  • As plantas vasculares apresentam tecido vascular que distribui recursos através da planta. Esta característica permite que as plantas vasculares evoluam para tamanhos maiores do que os possíveis para as plantas não vasculares, que não possuem esses tecidos condutores especializados e, portanto, estão restritas a portes relativamente pequenos.
  • No ciclo de vida das plantas vasculares, a principal fase de geração é o esporófito, que geralmente é diplóide, com dois conjuntos de cromossomas por célula. Apenas as células germinais e os gametófitos são haplóides. Em contraste, a principal fase de geração em plantas não vasculares é o gametófito, que é haplóide, ou seja tem um único conjunto de cromossomas por célula. Nestas plantas, apenas o pedúnculo e a cápsula são diplóides.

Em consequência, nas plantas vasculares o esporófito é a forma de geração das plantas comum, sendo o gametófito uma fase temporária que nas pteridófitas consiste num pequeno protalo e nas espermatófitas uma minúscula estruturas contida nas flores das angiospérmicas ou nos cones ou pinhas das gimnospérmicas.

A definição formal da divisão Tracheophyta inclui as características fundamentais atrás apontadas na frase latina «facies diploida xylem et phloem instructa» («fase diploide com xilema e floema»).[2]:251

Um mecanismo possível para a suposta mudança da ênfase da geração haplóide para a geração diploide é a maior eficiência na dispersão de esporos com estruturas diploides mais complexas. Por outras palavras, o aparecimento de um pedúnculo maior e mais complexo para suporte dos esporângios possibilitou a produção de mais esporos e permitiu o desenvolvimento da capacidade de os libertar e transmitir para mais longe de forma mais eficiente. Tais desenvolvimentos podem incluir o aparecimento de mais área fotossintética para a estrutura portadora de esporos, a capacidade de desenvolver raízes independentes e de formação de uma estrutura lenhosa para suporte e possibilitar mais ramificações.

En otros idiomas
Afrikaans: Vaatplant
Alemannisch: Gefäßpflanzen
asturianu: Tracheophyta
català: Traqueobiont
Cebuano: Tracheophyta
dansk: Karplanter
Ελληνικά: Ανώτερα φυτά
Esperanto: Vaskula planto
español: Tracheophyta
eesti: Soontaimed
فارسی: آوندداران
français: Tracheophyta
Nordfriisk: Huuger plaanten
Kreyòl ayisyen: Plant vaskilè
interlingua: Tracheophyta
Bahasa Indonesia: Tumbuhan berpembuluh
italiano: Tracheobionta
日本語: 維管束植物
한국어: 관다발식물
Lëtzebuergesch: Gefässplanzen
lietuvių: Induočiai
Bahasa Melayu: Tumbuhan pembuluh
Nederlands: Vaatplanten
norsk nynorsk: Karplantar
norsk: Karplanter
occitan: Tracheobionta
română: Cormobionta
Simple English: Vascular plant
slovenčina: Cievnaté rastliny
српски / srpski: Васкуларне биљке
svenska: Kärlväxter
українська: Судинні рослини
Tiếng Việt: Thực vật có mạch
Winaray: Tracheophyta
中文: 维管植物