Pessach

Question book-4.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo, o que compromete a verificabilidade (desde abril de 2017). Por favor, insira mais referências no texto. Material sem fontes poderá ser acadêmico)
Searchtool.svg
Esta página foi marcada para revisão, devido a incoerências e/ou dados de confiabilidade duvidosa (desde abril de 2017). Se tem algum conhecimento sobre o tema, por favor, verifique e a coerência e o rigor deste artigo.
Disambig grey.svg Nota: Não confundir com Pessac.
Picart sukka.jpg
Artigo parte da série sobre
Calendário Judaico
Hoje, no calendário judaico, é dia
17 de Tishrei do ano 5779.
Meses

Tishrei | Cheshvan | Kislev | Tevet
Shvat | Adar | Nissan | Iyar
Sivan | Tamuz | Av | Elul

Festividades

Shabat | Rosh Hashaná
Pessach
Lag BaÔmer | Sucot | Purim
Shavuot | Simchat Torá
Tu Bishvat | Hoshaná Rabá
Shemini Atzeret | Chanucá

Ver também
Feriados em Israel
Série Judaísmo

Pessach (do hebraico פסח, que significa passar por cima ou passar por alto[1]) é a "Páscoa judaica", também conhecida como "Festa da Libertação", e celebra a libertação dos hebreus da escravidão no Egito em 14 de Nissan do ano de 1446 a.c. .[2][3]

Casa

De acordo com a tradição, a primeira celebração de Pessach ocorreu há 3.500 anos, quando de acordo com a Torá, Deus enviou as Dez pragas do Egito sobre o povo egípcio. Antes da décima praga, o profeta Moisés foi instruído a pedir para que cada família hebreia sacrificasse um cordeiro e molhasse os umbrais (mezuzót) das portas com o sangue do cordeiro, para que não fossem acometidos pela morte de seus primogênitos.

Chegada a noite, os hebreus comeram a carne do cordeiro, acompanhada de pão ázimo e ervas amargas (como o rábano, por exemplo). À meia-noite, um anjo enviado por Deus feriu de morte todos os primogênitos egípcios, desde os primogênitos dos animais até mesmo os primogênitos da casa do Faraó. Então o Faraó, temendo a ira divina, aceitou liberar o povo de Israel para adoração no deserto, o que levou ao Êxodo.

Como recordação dessa liberação, e do castigo de Deus sobre o Faraó, foi instituído para todas as gerações o sacrifício de Pessach.

É importante notar que a palavra Pessach significa "passagem", porém a passagem do anjo de morte, e não a passagem dos hebreus pelo Mar Vermelho ou outra passagem qualquer, apesar do nome evocar vários simbolismos.

Um segundo Pessach era celebrado em 14 de Iyar, para pessoas que na ocasião do primeiro Pessach estivessem impossibilitadas de ir ao Tabernáculo, fosse por motivos de impureza ou por viagem.

En otros idiomas
Alemannisch: Pessach
asturianu: Pésaj
башҡортса: Песах
Boarisch: Pessach
беларуская: Песах
беларуская (тарашкевіца)‎: Пэсах
български: Пасха
bosanski: Pesah
català: Péssah
Cebuano: Pesaḥ
čeština: Pesach
dansk: Pesach
Deutsch: Pessach
Zazaki: Pesax
English: Passover
Esperanto: Pesaĥo
español: Pésaj
euskara: Pessah
فارسی: پسح
suomi: Pesah
français: Pessa'h
galego: Pessach
עברית: פסח
hrvatski: Pasha
magyar: Pészah
Bahasa Indonesia: Paskah Yahudi
italiano: Pesach
日本語: 過越
ქართული: ფესახი
ភាសាខ្មែរ: បុណ្យរំលង
한국어: 유월절
Ladino: Pesah
lietuvių: Pascha
latviešu: Pesahs
Malagasy: Paska jiosy
македонски: Пасха
Bahasa Melayu: Paskah Yahudi
Nederlands: Pesach
norsk nynorsk: Pesah
norsk: Pesach
polski: Pesach
پنجابی: پیساخ
română: Pesah
русский: Песах
Scots: Passower
srpskohrvatski / српскохрватски: Pasha
Simple English: Passover
slovenčina: Pesach
slovenščina: Pasha
српски / srpski: Пасха
svenska: Pesach
தமிழ்: பாஸ்கா
ไทย: ปัสคา
Tagalog: Pesaḥ
українська: Песах
اردو: عید فسح
Tiếng Việt: Lễ Vượt Qua
მარგალური: ფესახი
ייִדיש: פסח
中文: 逾越節