Persea americana

Como ler uma infocaixa de taxonomiaAbacateiro
 Abacate e folhagem do abacateiro
Abacate e folhagem do abacateiro
Classificação científica
Reino:Plantae
Divisão:Magnoliophyta
Classe:Magnoliopsida
Ordem:Laurales
Família:Lauraceae
Género:Persea
Espécie:P. americana
Nome binomial
Persea americana
Mill.
Sinónimos
Laurus persea
Fruto da Persea americana

O abacateiro, cujo fruto é o abacate, também designado como abacado, loiro-abacate e louro-abacate é uma espécie da família Lauraceae, de nome científico Persea americana.

Características

Segundo Koller, 1992 [1] a classificação botânica do abacateiro tem sofrido várias alterações nos últimos anos, não havendo ainda total concordância sobre a questão. Recentemente L. O. Williams, citado por Malo (1978a) revisou os estudos genéticos e específicos, propondo a divisão do gênero Persea em dois subgêneros: Persea e Eriodaphne, que se distinguem, sob o aspecto agronômico, pelo fato das espécies do subgênero Persea serem compatíveis de enxertia entre si, porém incompatíveis de serem enxertadas sobre espécies do subgênero Eriodaphne.

É uma árvore de grande porte, de crescimento rápido, ultrapassando os 30 metros de altura, nativa da América Central e México. Possui folhas coriáceas, lanceoladas e lustrosas e flores pequenas (5 a 10 mm de diâmetro) de um verde esbranquiçado. Os frutos são drupas ovoides ou piriformes (em forma de pera), de casca verde-escuro e polpa cremosa, adocicada, rica em gordura, de cor verde-clara ou amarelada, com uma única semente grande esférica, de 3 a 5 cm de diâmetro. Os frutos das plantas selvagens são pequenos, mas as variedades cultivares apresentam frutos de dimensão considerável (7 a 20 cm de comprimento e pesam de 100 a 1000 g). Esta planta prefere solos férteis e úmidos, e clima ameno a quente, de modo que prefere climas tropicais ou subtropicais.

Uma árvore adulta pode produzir mais de uma centena de abacates em uma estação, e há sempre o incômodo dos frutos não colhidos que caem no chão, causando grande sujeira e odor ruim. Assim, não é uma árvore recomendada para locais de grande circulação ou arborização de ruas. Os frutos, apesar de nutritivos para os humanos, podem ser tóxicos para alguns animais.

Barlow & Martin (2002) identificam o abacate como um fruto adaptado para uma relação ecológica com mamíferos de grande porte, hoje em dia extintos (por exemplo, os herbívoros gigantes sul americanos, como as preguiças-da-terra e gonfoterídeos). O seu fruto, com um caroço apenas levemente tóxico, terá co-evoluído com esses animais já extintos, de modo a ser disperso depois de ingerido por estes e expulso, juntamente com as fezes, pronto a germinar. Com o desaparecimento dos seus parceiros ecológicos, a planta não terá tido tempo para se adaptar a uma forma de dispersão de sementes alternativa.

Folhas
Flores do abacateiro
Fruta na árvore
Características organolépticas da folha
Características macroscópicas

Folhas simples, elípticas, oblongas ou oval-acuminadas, semi-coriáceas, de margens inteiras, mais ou menos onduladas; lâmina com 8,0 cm a 20,0 cm de comprimento e 4,0 cm a 9,0 cm de largura; pecíolo de até 5 cm de comprimento e 3 mm a 4 mm de largura na base; quando frescas são de cor verde-escura na face adaxial, pouco brilhantes e quase lisas, e de face abaxial de cor verde mais clara, fosca e um tanto áspera; folhas secas de coloração até castanho-clara. Nervura principal proeminente na face abaxial, com nervuras secundárias oblíquas, também proeminentes, dando origem às nervuras terciárias que se anastomosam em fina trama.[2]

Características microscópicas

A lâmina foliar é hipoestomática e de simetria dorsiventral. A epiderme, em vista frontal, na face daxial, é formada por células poligonais, com células de paredes levemente sinuosas e raros tricomas tectores unicelulares, curtos alongos, de paredes espessas; na face abaxial geralmente é formada por células menores, retangulares ou arredondadas, com paredes periclinais levemente convexas. A cutícula é granulosa e os estômatos são anomocíticos, com 3 a 4 células subsidiárias. Tricomas tectores são frequentes em folhas jovens e raros em folhas adultas. Em secção transversal, a epiderme é uniestratificada em ambas as faces, com cutícula espessa. Na face adaxial as células são alongadas no sentido transversal. O mesofilo é formado por uma ou duas camadas de células paliçádicas, alongadas, apresentando muitos idioblastos secretores de mucilagem e óleo volátil, volumosos e arredondados. O parênquima esponjoso apresenta poucas camadas de células irregulares, com grandes espaços intercelulares. Pode ocorrer uma conformação diferenciada do mesofilo, junto aos idioblastos secretores, formada por células parenquimáticas alongadas e achatadas tangencialmente, de paredes espessas. A nervura principal mostra um feixe vascular colateral desenvolvido, envolto por uma bainha esclerenquimática, praticamente contínua. Pequenos cristais fusiformes, de oxalato de cálcio, ocorrem em células parenquimáticas próximas às nervuras. Na base da lâmina foliar, dois outros feixes colaterais pequenos ocorrem junto ao bordo, voltados para a face adaxial.[2]

En otros idiomas
Afrikaans: Avokado
አማርኛ: አቡካዶ
العربية: أفوكادو
অসমীয়া: আভাকাডো
asturianu: Persea americana
azərbaycanca: Amerika avokadosu
Bikol Central: Abukado
беларуская: Авакада
беларуская (тарашкевіца)‎: Авакада
български: Авокадо
Bislama: Avoka
català: Alvocat
Cebuano: Abokado
Chamoru: Alagatapeha'
Cymraeg: Afocado
dansk: Avocado
Deutsch: Avocado
Ελληνικά: Αβοκάντο
English: Avocado
Esperanto: Avokado
euskara: Ahuakateondo
فارسی: آووکادو
suomi: Avokado
Na Vosa Vakaviti: Pea
français: Avocatier
Nordfriisk: Avokaado
Gaeilge: Abhacád
galego: Aguacate
עברית: אבוקדו
हिन्दी: रूचिरा
Kreyòl ayisyen: Pye zaboka
magyar: Avokádó
հայերեն: Ավոկադո
interlingua: Persea americana
Bahasa Indonesia: Apokat
íslenska: Lárpera
日本語: アボカド
Basa Jawa: Apokat
ქართული: ავოკადო
қазақша: Авокадо
ಕನ್ನಡ: ಆವಕಾಡೊ
한국어: 아보카도
Перем Коми: Авокадо
kurdî: Avokado
коми: Авокадо
Кыргызча: Авокадо
Ladino: Avokado
лакку: Авокадо
lingála: Sabúká
latviešu: Avokado
Basa Banyumasan: Apokat
Baso Minangkabau: Alpukat
മലയാളം: വെണ്ണപ്പഴം
кырык мары: Авокадо
Bahasa Melayu: Pokok Avokado
မြန်မာဘာသာ: ထောပတ်ပင်
Nāhuatl: Ahuacacuahuitl
Nederlands: Avocado
norsk nynorsk: Avokado
norsk: Avokado
Sesotho sa Leboa: Abokato
Diné bizaad: Chʼil akʼahí
Kapampangan: Abukadu
پنجابی: ایووکیڈو
Runa Simi: Palta
română: Avocado
русский: Авокадо
Kinyarwanda: Avoka
Scots: Avocado
srpskohrvatski / српскохрватски: Avokado
Simple English: Avocado
slovenščina: Avokadovec
Soomaaliga: Afakadho
shqip: Avokado
српски / srpski: Авокадо
Seeltersk: Avocado
Basa Sunda: Alpuket
svenska: Avokado
Kiswahili: Mparachichi
తెలుగు: అవకాడో
тоҷикӣ: Авокодо
ትግርኛ: ኣቮካዶ
Tagalog: Abukado
lea faka-Tonga: ʻĀvoka
Türkçe: Avokado
татарча/tatarça: Авокадо
chiTumbuka: Mapeyala
reo tahiti: Âvōta
удмурт: Авокадо
ئۇيغۇرچە / Uyghurche: ئاۋكادۇر
українська: Авокадо
Tiếng Việt: Bơ (thực vật)
Winaray: Abokado
მარგალური: ავოკადო
ייִדיש: אוואקאדא
中文: 鳄梨
Bân-lâm-gú: A-bú-khá-loh
粵語: 牛油果