Pensilvânia

Question book-4.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo, o que compromete a verificabilidade (desde junho de 2017). Por favor, insira mais referências no texto. Material sem fontes poderá ser acadêmico)
Estados Unidos Pensilvânia

Commonwealth of Pennsylvania

 
Bandeira de Pensilvânia
Bandeira
Selo de Pensilvânia
Selo
Apelido(s): Keystone State,[1] Quaker State
Lema: Virtue, liberty, and independence
(do Inglês: Virtude, liberdade e independência)
Localização da Pensilvânia nos Estados Unidos.
Localização da Pensilvânia nos Estados Unidos.
Coordenadas41° N 77.5° O
CapitalHarrisburg
Maior cidadeFiladélfia
Condados67
GovernadorTom Wolf (D)
Vice-governadorMike Stack (D)
Língua oficialNenhuma
Línguas
Representantes18
Colégio eleitoral20 votos
SenadoresPat Toomey (R)
Bob Casey Jr. (D)
LimitesNova Iorque e província de Ontário, no Canadá (norte); Virgínia Ocidental, Maryland e Delaware (sul); Nova Jérsia (leste); Virgínia Ocidental e Ohio (oeste)
Entrada na União12 de dezembro de 1787 (2º)
Área
 - Total119 283 km²
 - Terra115 883,05 km²
 - Água3 397,13 km²
População (2017) [3]
 - Total12 805 537
    • Densidade 110 hab./km²
Informações
 - GentílicoPensilvaniano[4]
 - PIBUS$ 752.071 bilhões (6º)
 - Renda médiaUS$ 60.389[5] (20º)
 - IDH (2015)0.922 (25º) – muito elevado[6]
 - IDHA5.72 ()
 - Comprimento273 km
 - Largura455 km
 - Altitude máxima979 m[7][8]
 - Altitude média340 m
 - Altitude mínima0 m
Fuso horárioUTC−5\−4
ISO 3166-2US-PA
USPSPA, Pa., Penn., Penna.
Sítiowww.pa.gov

A Pensilvânia (em inglês: Pennsylvania; pronunciado /ˌpɛnsɪlˈveɪniə/ ( ouvir)) é um dos 50 estados dos Estados Unidos, localizado na Região Centro-Atlântico do país. Seu nome oficial é Commonwealth of Pennsylvania (Comunidade da Pensilvânia). O estado, cuja capital é Harrisburg, deu origem ao nome do período geológico Pennsylvaniano.

A Pensilvânia é um dos estados mais industrializados e urbanizados dos Estados Unidos, tendo sido um dos berços da Revolução Industrial no país, que se iniciou em meados do século XIX. A Pensilvânia é uma grande produtora de produtos alimentícios industrializados, e de produtos químicos e eletrônicos em geral. O estado é o único fornecedor de antracito dos Estados Unidos, um tipo de carvão de altíssima qualidade. Além disso, o estado é o maior produtor de carvão betuminoso do país.

Filadélfia é a maior cidade do estado, sendo um grande centro portuário, bancário, financeiro e industrial. A segunda maior cidade do estado é Pittsburgh, que é um pólo educacional e da indústria de alta tecnologia. Ambos são grandes centros históricos e culturais americanos.

A Pensilvânia é famosa pela região de Pennsylvania Dutch, localizado no sul do estado. A região é famosa pela sua cultura — especialmente culinária e arquiteturaalemã, e pela sua grande população de origem alemã. Em inglês, Pennsylvania Dutch significa "Pensilvânia holandesa", fazendo com que muitos anglófonos pensem que a região tenha sido habitada por imigrantes de origem neerlandesa. De fato, o nome "Dutch" foi uma derivação da palavra alemã deutsch, que significa "alemão" na língua alemã e é também a origem do nome da Neerlândia em inglês. A região de Pennsylvania Dutch é famosa nos Estados Unidos e no Canadá, sendo uma região de cunho turístico, histórico e cultural da Pensilvânia.

O nome do estado vem de William Penn. O Rei inglês Carlos II cedeu a região para Penn em 1681. A palavra Pensilvânia significa "Floresta de Penn", que era um quaker que estabeleceu em sua colônia liberdade religiosa, permitindo a grupos religiosos perseguidos tais como os quakers a instalarem-se na região. Por isto, por vezes o estado é apelidada de The Quaker State, porque a maioria de seus habitantes, nos primórdios da colonização europeia do estado, eram quakers. O cognome do estado é The Keystone State.

A Pensilvânia é um dos estados americanos mais ricos historicamente. A Pensilvânia foi inicialmente colonizada por suecos e neerlandeses, tendo sido posteriormente excluídos da região pelos britânicos. A Pensilvânia foi uma das Treze Colônias britânicas que se rebelaram contra o domínio inglês na região na Guerra da Independência dos Estados Unidos da América. Foi na Pensilvânia que a declaração de independência e a constituição americana foram criadas pelos pais da independência americana. A Pensilvânia tornou-se o segundo estado americano, após ter ratificado a Constituição americana em 12 de dezembro de 1787. Durante a Guerra Civil Americana, a Pensilvânia tornou-se palco da batalha mais sangrenta da guerra civil, a Batalha de Gettysburg.

História

Até século XVIII

Nativos americanos tais como os iroqueses e os algonquinos viviam na região que atualmente constitui o estado da Pensilvânia milhares de anos antes da chegada dos primeiros europeus. Em 1609, o explorador inglês Henry Hudson, em sua tentativa de achar um caminho rumo às Índias, desembarcou na Baía de Delaware. Navegando em nome da coroa neerlandesa, Hudson reivindicou a área para os neerlandeses. Logo, os Países Baixos mandariam outras expedições com o intuito de explorar a região.

Em 1643, exploradores suecos fundaram o primeiro assentamento em caráter permanente da região, próxima à atual Filadélfia. Este assentamento tornou-se capital da colônia sueca de Nova Suécia. Tropas neerlandesas capturaram a colônia sueca em 1655, anexando-a aos Novos Países Baixos. Em 1664, os ingleses anexaram todo os Países Baixos. A região foi anexada à colônia de Nova Iorque, que é atualmente o estado americano de Nova Iorque.

Em 1681, o Rei Carlos II da Inglaterra cedeu a região para William Penn, como pagamento de uma dívida que a coroa tinha com o pai de William. William queria nomear a região de Nova País de Gales. Porém, um membro galês do Conselho Real da Inglaterra — onde a aprovação unânime de todos os membros era necessária para que o nome fosse aprovado — rejeitou o nome. Penn então decidiu nomear a região de "Sylvania". Em galês, isto significa "florestas" ou "madeira. O Rei Charles II complementou este nome com Penn. O pai de William Penn havia sido anteriormente um importante almirante da marinha inglesa.

Penn garantiu o direito de liberdade de expressão religiosa dentro de sua colônia. Penn planejou pessoalmente o primeiro assentamento inglês permanente, nomeando-o de Filadélfia. A cidade foi fundada em 1685. Penn posteriormente explorou o interior da colônia, e pagando aos nativos indígenas pelas terras que o Rei Charles II lhe dera. Além disso, Penn instituiu aos indígenas tratamento igualitário com relação a um branco em julgamentos. Isto fez com que os indígenas e os colonos europeus tivessem boas relações até meados do século XIX — mais do que em qualquer outra colônia do nordeste dos Estados Unidos. Graças à liberdade de expressão religiosa, muitos escoceses, irlandeses e alemães instalaram-se no estado.

Em 1688, o então Rei da Inglaterra, James II, foi deposto pela sua filha, Maria, seu marido, William de Orange. A amizade entre James e Penn fizeram com que Maria e William de Orange confiscassem todas as terras de William Penn nas Américas, e destituíssem-no do cargo de governador da colônia de Pensilvânia. O governador da colônia de Nova Iorque ocupou seu lugar. Em 1693, William conseguiu convencer Orange e Maria de que ele, William Penn, era totalmente leal ao casal real. Um ano depois, William Penn voltaria a receber suas terras e o cargo de governador da Pensilvânia. William Penn morreu em 1718, mas sua família continuou a governar a colônia até o início da Guerra da Independência dos Estados Unidos da América.

A Guerra Franco-Indígena teve início em 1754, entre colonos britânicos e franceses. Uma das principais razões eram disputas territoriais entre a colônia britânica de Pensilvânia e a colônia francesa de Nova França sobre a área que se localizava na confluência dos rios Allegheny e Monanhaguela, formando o Rio Ohio, onde atualmente localiza-se a cidade de Pittsburgh. Os confrontos estenderam-se na Pensilvânia até 1758, quando os franceses recuaram.

O território capturado pelos britânicos era povoado pelos nativos indígenas ottawa. Os Ottawa lideraram uma revolta contra os britânicos em 1763. Porém, esta revolta logo acabou com a derrota dos ottawa na Batalha de Bushy Run. O ressentimento dos ottawa contra os britânicos continuou, porém. Em 1768, para solucionar o problema, o governo da Pensilvânia pagou pelas terras onde os ottawa estavam instalados.

Em abril de 1775, a Revolução Americana de 1776 teve início. Em maio do mesmo ano, o Segundo Congresso Continental reuniu-se em Filadélfia, onde seus membros votaram pela independência das Treze Colônias, do Reino Unido. Em 4 de julho de 1776, o Congresso americano escreveu a Declaração de Independência das Treze Colônias.

Em dezembro, devido à ameaça de um ataque britânico, o Congresso mudou-se para Baltimore, Maryland, tendo voltado novamente para Filadélfia em março de 1777. Porém, um ataque britânico à Pensilvânia em setembro forçou o Congresso a mudar-se definitivamente, para Lancaster. Em 26 de setembro, os britânicos capturaram Filadélfia. Tropas americanas lideradas por George Washington atacou as forças britânicas em 4 de dezembro, para tentar forçar os britânicos a saírem da cidade. Mas Washington foi derrotado, e foi obrigado a recuar.

Apesar das vitórias em Pensilvânia, os britânicos estavam tendo dificuldades em outras regiões das Treze Colônias, e em junho de 1778, decidiram remover suas tropas da Pensilvânia. Parte destas tropas inglesas juntou-se aos iroqueses, tendo atacado um forte americano, no Vale Wyoming, Pensilvânia, matando todos seus soldados.

Entre maio e setembro de 1878, os membros da Convenção Constitucional reuniram-se em Filadélfia. A Pensilvânia tornou-se o segundo estado a ratificar a Constituição americana, em 12 de setembro, tornando-se o segundo estado à entrar na União, cinco dias após o Delaware ter ratificado a Constituição e tornado-se o primeiro estado dos Estados Unidos da América. A Filadélfia foi a capital provisória dos Estados Unidos entre 1790 a 1800, quando a sede de governo foi mudada definitivamente para Washington, DC.

Século XIX

Após o fim da guerra, e com a independência dos Estados Unidos, a Pensilvânia tornou-se o maior centro industrial dos Estados Unidos. A abundância de carvão, madeira e ferro na região, bem como a presença de rios e da construção de ferrovias, foram os principais motivos desta ascensão. A indústria do estado cresceu ainda mais rapidamente após a descoberta das primeiras reservas de antracito em território americano. Antracito é um tipo de carvão de altíssima qualidade. A substituição do carvão betuminoso pelo antracito nas siderúrgicas de Pittsburgh, ao longo da década de 1830, aliado à sua posição estratégica e à crescente demanda nacional, tornaram Pittsburgh o maior pólo siderúrgico do país, enquanto Filadélfia tornou-se um dos maiores fabricantes de produtos de aço e de couro, bem como um forte pólo têxtil. À época, ambas as cidades eram importantes centros portuários americanos. A construção de uma malha de canais hidroviários e de ferrovias ao longo do estado foi realizada durante a década de 1840.

Pintura da Batalha de Gettysburg, ocorrida em 1863.

A maior parte da população da Pensilvânia era pró-abolicionista, e queriam o fim imediato do uso do trabalho escravo nos estados do sul americano. Vários dos líderes abolicionistas eram pensilvânios. Ao longo da Guerra Civil Americana, ocorrida entre 1861 e 1865, a Pensilvânia — que lutou do lado da União — enviou aproximadamente 340 mil soldados às frentes de batalha, mais do que qualquer outro estado nortista com exceção de Nova Iorque. O estado foi o palco da Batalha de Gettysburg — a batalha mais sangrenta da guerra, e uma das mais sangrentas da história — ocorrida entre 1 e 4 de julho de 1863, onde 83 mil soldados nortistas comandados por George Gordon Meade derrotaram 75 mil soldados confederados comandados por Robert E. Lee. Por causa das 55 mil baixas, em 19 de novembro de 1863, o então presidente americano Abraham Lincoln dedicou o Gettysburg Adress em uma homenagem à todos os soldados americanos mortos na batalha.

Após a guerra, graças à demanda de guerra, Pittsburgh havia tornado-se o maior pólo siderúrgico do mundo, e também a maior fabricante de vidro do mundo. O estado era o maior produtor de petróleo, cimento e alumínio do país, e sozinha produzia mais de 60% do aço americano. Esta prosperidade industrial atraiu muitos imigrantes para o estado, e no final do século, mais pessoas viviam em cidades do que no campo, mas também trouxe vários problemas socioeconômicos. Trabalhadores industriais trabalhavam em péssimas condições e eram mal pagos. Muitos juntaram-se em sindicatos. Estes organizaram várias manifestações, que foram reprimidas violentamente pela polícia. Algumas destas manifestações resultaram em mortes.

Em 1889, Johnstown sofreu uma inundação que matou mais de 2,2 mil pessoas. A inundação foi causada após a demolição da represa South Fork. A barragem cedeu após dias de forte chuvas.

Século XX — Tempos atuais

O crescimento industrial da Pensilvânia continuou nas primeiras décadas do século XX, atingido seu máximo nos anos da Primeira Guerra Mundial e durante a década de 1920. Porém, a Grande Depressão da década de 1930 interrompeu o crescimento econômico do estado. Milhares de pessoas perderam seus empregos, e várias empresas faliram. Para tentar minimizar estes problemas, o governo do estado começou a construir rodovias, grandes prédios governamentais e reflorestamento, para a geração de empregos, leis que estipulavam um salário mínimo para os trabalhadores e programas de ajuda social. A economia do estado viria a se recuperar por completo com a chegada da Segunda Guerra Mundial.

Várias das cidades da Pensilvânia, por causa do imenso crescimento industrial das décadas anteriores, haviam crescido desorganizadamente. Entre a década de 1940 e a década de 1950, várias cidades do estado começaram a passar por sérios programas de planejamento urbano — especialmente Pittsburgh e Filadélfia, que revitalizaram e modernizaram as cidades da Pensilvânia.

Porém, durante a década de 1950 em diante, a Pensilvânia passou a enfrentar várias recessões econômicas. A demanda por carvão havia diminuído no país, graças ao crescente uso do petróleo como matéria-prima para usinas geradoras de eletricidade. Isto causou o fechamento de várias minas. Durante a década de 1960, muito da indústria têxtil havia movido-se para os estados do sul americano, onde os custos operacionais eram mais baixos. As indústrias têxteis que continuaram gradualmente automatizaram suas fábricas, modernizando-as. Além disso, devido à concorrência do aço estrangeiro, várias das siderúrgicas da Pensilvânia lentamente fecharam durante a década de 1970 e a década de 1980. Tudo isto fez com que milhares de pessoas ficassem desempregadas. Muitos pensilvânios — especialmente os jovens — deixaram o estado, buscando por oportunidades de trabalho em outros cantos do país.

Para resolver estes problemas, o governo da Pensilvânia começou um agressivo programa que visava atrair indústrias para o estado. A Pensilvânia passou a fornecer mais verbas para suas instituições de educação. Para custear este programa, o estado decidiu aumentar seus impostos. A economia da Pensilvânia gradualmente recuperou-se, tendo estabilizado-se por volta da década de 1990. De um estado primariamente industrial, a economia da Pensilvânia diversificara-se, e o estado tornara-se um grande pólo financeiro, comercial, cultural e educacional americano. E apesar da crise da década de 1970 e 1980, a Pensilvânia ainda é o maior produtor de aço nos Estados Unidos.

Em 2 de outubro de 2006, Charles Carl Roberts IV entrou em uma escola em Nickel Mines, uma comunidade amish localizada no Condado de Lancaster, fazendo de estudantes (entre seis e quinze anos de idade), uma auxiliar de professora, pais e uma professora reféns, em uma sala de aula. Roberts liberou três mulheres com crianças pequenas, uma mulher grávida e 15 estudantes, todos do sexo masculino, enquanto que a professora conseguiu escapar, contatando imediatamente a polícia. Roberts permaneceu barricado na sala de aula com 12 estudantes do sexo feminino e a auxiliar da professora. Após a chegada da polícia, Roberts atirou nas meninas (atingindo dez delas), e logo em seguida, cometeu suicídio. Quatro meninas morreram, bem como a auxiliar de professora, e cinco meninas foram hospitalizadas em estado crítico.

En otros idiomas
Afrikaans: Pennsilvanië
Alemannisch: Pennsylvania
አማርኛ: ፔንስልቬኒያ
aragonés: Pennsilvania
Ænglisc: Pennsylvānia
العربية: بنسيلفانيا
asturianu: Pennsylvania
azərbaycanca: Pensilvaniya
башҡортса: Пенсильвания
Boarisch: Pennsylvania
žemaitėška: Pensėlvanėjė
Bikol Central: Pennsylvania
беларуская: Пенсільванія
беларуская (тарашкевіца)‎: Пэнсыльванія
български: Пенсилвания
Bislama: Pennsylvania
বিষ্ণুপ্রিয়া মণিপুরী: পেনসিলভানিয়া
brezhoneg: Pennsylvania
bosanski: Pennsylvania
català: Pennsilvània
Chavacano de Zamboanga: Pennsylvania
Mìng-dĕ̤ng-ngṳ̄: Pennsylvania
нохчийн: Пенсильвани
Cebuano: Pennsylvania
ᏣᎳᎩ: ᎤᎩᏓᎵᏱ
čeština: Pensylvánie
Чӑвашла: Пенсильвани
Cymraeg: Pennsylvania
Deutsch: Pennsylvania
Zazaki: Pennsylvania
Ελληνικά: Πενσυλβάνια
emiliàn e rumagnòl: Pennsylvania
English: Pennsylvania
Esperanto: Pensilvanio
español: Pensilvania
euskara: Pennsylvania
føroyskt: Pennsylvania
français: Pennsylvanie
Nordfriisk: Pennsylvania
Gaeilge: Pennsylvania
Gagauz: Pensilvaniya
Gàidhlig: Pennsylvania
galego: Pensilvania
Avañe'ẽ: Pensilvania
客家語/Hak-kâ-ngî: Pennsylvania
Hawaiʻi: Penekelewinia
עברית: פנסילבניה
Fiji Hindi: Pennsylvania
hrvatski: Pennsylvania
hornjoserbsce: Pennsylvania
Kreyòl ayisyen: Pènsilvani
magyar: Pennsylvania
հայերեն: Փենսիլվանիա
interlingua: Pennsylvania
Bahasa Indonesia: Pennsylvania
Interlingue: Pensilvania
Iñupiak: Pennsylvania
Ilokano: Pennsylvania
íslenska: Pennsylvanía
italiano: Pennsylvania
Basa Jawa: Pennsylvania
ქართული: პენსილვანია
Taqbaylit: Pennsylvania
Kabɩyɛ: Pɛnsilvaanii
қазақша: Пенсильвания
kurdî: Pensîlvanya
kernowek: Pennsylvani
Кыргызча: Пенсильвания
Latina: Pennsilvania
Ladino: Pennsilvania
Lëtzebuergesch: Pennsylvania
Lingua Franca Nova: Pennsylvania
Limburgs: Pennsylvania
lumbaart: Pennsylvania
لۊری شومالی: پئنسیلڤانیا
lietuvių: Pensilvanija
latviešu: Pensilvānija
Malagasy: Pennsylvania
олык марий: Пенсильваний
Māori: Pennsylvania
македонски: Пенсилванија
кырык мары: Пенсильвани
Bahasa Melayu: Pennsylvania
مازِرونی: پنسیلوانیا
Dorerin Naoero: Pennsylvania
Nāhuatl: Pennsylvania
Plattdüütsch: Pennsylvania
नेपाल भाषा: पेन्सिल्भेनिया
Nederlands: Pennsylvania
norsk nynorsk: Pennsylvania
occitan: Pennsilvània
Kapampangan: Pennsylvania
Papiamentu: Pennsylvania
Deitsch: Pennsilfaani
polski: Pensylwania
Piemontèis: Pennsylvania
پنجابی: پنسلوانیا
rumantsch: Pennsylvania
română: Pennsylvania
русский: Пенсильвания
русиньскый: Пенсилвания
саха тыла: Пеннсүлваниа
sicilianu: Pennsylvania
davvisámegiella: Pennsylvania
srpskohrvatski / српскохрватски: Pennsylvania
Simple English: Pennsylvania
slovenčina: Pensylvánia
slovenščina: Pensilvanija
Gagana Samoa: Penisilevania
српски / srpski: Пенсилванија
Seeltersk: Pennsylvanien
svenska: Pennsylvania
Kiswahili: Pennsylvania
ślůnski: Pynsylwańijo
Tagalog: Pennsylvania
Türkçe: Pensilvanya
татарча/tatarça: Пенсильвания
ئۇيغۇرچە / Uyghurche: Pénsilwaniye Shitati
українська: Пенсильванія
oʻzbekcha/ўзбекча: Pennsilvaniya
vèneto: Pennsylvania
Tiếng Việt: Pennsylvania
Volapük: Pensülvän
Winaray: Pennsylvania
მარგალური: პენსილვანია
Yorùbá: Pennsylvania
Bân-lâm-gú: Pennsylvania
isiZulu: Pennsylvania