Pedro Páramo (livro)

Pedro Páramo
Pedro Páramo
Pedro Páramo & Chão em Chamas (BR)
Autor(es)Juan Rulfo
IdiomaCastelhano
País México
GêneroRomance regionalista, realismo mágico
EditoraFondo de Cultura Económica
Lançamento1955
ISBN968-16-4950-8
Edição portuguesa
TraduçãoRui Lagartinho e Sofia Castro Rodrigues
EditoraEditora Cavalo de Ferro
Lançamento2004
Páginas120
ISBN978-989-623-070-8
Edição brasileira
TraduçãoEric Nepomuceno
EditoraEditora Record
Lançamento2004
Páginas400
ISBN85-010-6592-6
Cronologia
El llano en llamas
El gallo de oro y otros textos para cine

Pedro Páramo é o único romance do escritor mexicano Juan Rulfo, publicado em 1955. É o segundo livro de Rulfo, seguindo-se a El llano en llamas.

A obra é considerada um dos melhores e mais influentes romances da literatura hispano-americana, tendo recebido elogios de escritores como Jorge Luís Borges, Gabriel García Márquez, Carlos Fuentes, Octavio Paz, Günter Grass e Susan Sontag. Apesar dos críticos terem reconhecido prontamente as qualidades do livro, que recebeu o Prêmio Xavier Villaurrutia daquele ano, a recepção do público foi fraca: dos 2000 exemplares da primeira edição, apenas 1000 foram vendidos.

A trama se passa na cidade de Comala, no estado de Colima. A época não é explicitada precisamente, mas há indicações de ser contemporânea à Revolução Mexicana e à Guerra Cristera. Alguns membros da família de Rulfo fora vítimas da violência revolucionária cujo epicentro foi seu estado natal de Jalisco, e assim seus escritos frequentemente remetem a ela.

A história é narrada em uma mistura de primeira e terceira pessoas, com alternância dos personagens na voz da primeira pessoa. Não há capítulos, e sim uma infinidade de fragmentos, que não seguem uma sequência temporal. O caráter de Pedro Páramo é deslindado pouco a pouco pelo autor por meio desses discursos múltiplos, fragmentados, desordenados e muitas vezes contraditórios. A linguagem é direta e enxuta, e abundam os regionalismos nas falas dos personagens. Pode ser considerado tanto um romance regionalista quanto um pertencente ao gênero do Realismo mágico, pois o texto, que começa no primeiro estilo, vai paulatinamente transformando-se no segundo, à medida que a verdade se desvela a respeito de Pedro Páramo e da cidade de Comala. A estrutura intrincada e inovadora é provavelmente a responsável pela resposta inicial negativa dos leitores, mas assegurou o perene renome e a influência da obra sobre os escritores latino-americanos. [1] [2]

O livro deu origem a várias adaptações para o cinema.

Edições em português

No Brasil, o livro foi lançado em duas edições:

  1. com tradução de Eliane Zaguri, pela Paz e Terra, em 1998
  2. com tradução de Eric Nepomuceno, pela Editora Record, em 2004

Em Portugal, o livro foi lançado em duas edições:

  1. com tradução de António José Massano, pelas Edições 70, em 1980 e 1988, e pelo Editorial Planeta de Agostini, em 1999 e 2000.
  2. com tradução de Rui Lagartinho e Sofia Castro Rodrigues, pela Editora Cavalo de Ferro, em 2004

Nas edições brasileiras, aparece junto aos contos de El llano en llamas. [3]

En otros idiomas
Deutsch: Pedro Páramo
English: Pedro Páramo
Esperanto: Pedro Páramo
español: Pedro Páramo
estremeñu: Pedro Páramo
français: Pedro Páramo
italiano: Pedro Páramo
Nāhuatl: Pedro Páramo
русский: Педро Парамо