Panzerkampfwagen VI Tiger

Tiger I
Bundesarchiv Bild 101I-299-1805-16, Nordfrankreich, Panzer VI (Tiger I).2.jpg
Um Tiger alemão.
Tipo Carro de combate pesado
Local de origem   Alemanha
História operacional
Em serviço 1942 a 1945
Utilizadores   Alemanha
Guerras Segunda Guerra Mundial
Histórico de produção
Data de criação 1942
Fabricante Henschel & Son [nota 1] e Wegmann [nota 1], (torre Krupp) [nota 2]
Custo unitário $250,800 RM
Período de
produção
1942- 1944
Quantidade
produzida
1.347
Especificações
Peso 138 272  lb (63  t)
Comprimento 20,64  ft (6,3  m)
Largura 11,65  ft (3,6  m)
Altura 9,84  ft (3,0  m)
Tripulação 5 comandante, artilheiro, armador, op. de rádio/metralhadora e motorista.
Blindagem do veículo 25 a 110 mm
Armamento
primário
Canhão de 8.8 cm KwK 36 L/56 92 disparos
Armamento
secundário
Duas Metralhadoras MG34 de 7.92 mm 4.800 disparos
Motor Maybach HL230 P45 ( V12) a gasolina
700 PS (690.4 hp, 514.8 kW)
Suspensão Barra de torção
Alcance
Operacional
110 a 195Km
Velocidade 38Km/h
Um Panzer VI (Tiger I) na Tunísia.

O Sd.Kfz. 181 Panzerkampfwagen VI Ausf. E Tiger I foi um tanque pesado da Segunda Guerra Mundial, desenvolvido pela Alemanha Nazi.

O conceito do tanque Tiger I tem a sua origem em 1937, quando se fizeram estudos sobre tanques mais pesados que os Panzer III e Panzer IV. Esses planos ficaram congelados até que em 1940 foram analisados os tanques pesados franceses Char B1 capturados durante a invasão da França, tendo-se decidido reativar o programa de tanque pesado alemão.

Ocorreram vários reveses no processo de escolha dos modelos apresentados, o VK4501(P) da Porsche e o VK4501(H) da Henschel. Foram construídos protótipos dos dois tanques e o modelo da Henschel foi considerado mais simples de fabricar, tendo sido colocada uma encomenda para 1.300 unidades.

A especificação exigia que o tanque tivesse capacidade para passagem de rios com profundidade até 4 metros e por isso os primeiros 495 veículos tinham essa capacidade, a qual deixou de ser incluída para aumentar o ritmo de produção. Suas principais vantagens estavam na potencia do canhão de 88 milímetros, capaz de destruir qualquer carro de combate da época, e na sua blindagem, a qual suportava impactos de diversos tipos de canhões de alto calibre, porém suas desvantagens apareceram em sua baixa velocidade e curto alcance, sua caixa de cambio apresentava problemas com frequência, imobilizando o tanque, diversos Tigers foram destruídos pela própria tripulação, quando imobilizados por problemas mecânicos.

Ver também

Notas

  1. a b Encyclopedia of German Tanks of World War Two, Peter Chamberlain and Hilary Doyle, 1999.
    German Tanks of World War II, Dr. S. Hart & Dr. R. Hart, 1998.
  2. Tank Data, Aberdeen Proving Grounds Series, 1968?
En otros idiomas
العربية: دبابة النمر 1
azərbaycanca: Tiger (tank)
български: Тигър I
bosanski: Panzer VI
čeština: Tiger
Ελληνικά: Tiger I
English: Tiger I
Esperanto: Pz. VI Tiger
español: Panzer VI Tiger
eesti: Tiger I
فارسی: تایگر ۱
suomi: Tiger
עברית: טיגר
hrvatski: Tiger I
Հայերեն: Վագր (տանկ)
Bahasa Indonesia: Tiger I
íslenska: Tiger I
日本語: ティーガーI
Lëtzebuergesch: Panzerkampfwagen VI Tiger
latviešu: Tiger I
монгол: Барс танк
မြန်မာဘာသာ: Tiger I
Nederlands: Tiger I
norsk: Panzer VI
occitan: Tiger I
română: Tiger I
русский: Тигр (танк)
srpskohrvatski / српскохрватски: Tigar (tenk)
slovenščina: Panzer VI Tiger I
српски / srpski: Панцер VI Тигар
svenska: Tiger I
தமிழ்: டைகர் 1
українська: Panzer VI Tiger
Tiếng Việt: Xe tăng Tiger I
中文: 虎I戰車