Pamplona

Disambig grey.svg Nota: Para outros significados, veja Pamplona (desambiguação).
Espanha Pamplona

Iruña/Iruñea

 
  Município  
De cima para baixo, da esquerda para a direita: Catedral, Palácio de Navarra, Igreja de São Saturnino, Ayuntamiento, Parque da Taconera, Praça do Castelo
De cima para baixo, da esquerda para a direita: Catedral, Palácio de Navarra, Igreja de São Saturnino, Ayuntamiento, Parque da Taconera, Praça do Castelo
Bandeira de Pamplona
Bandeira
Brasão de armas de Pamplona
Brasão de armas
Lema: Muy noble, muy leal y muy heróica ciudad de Pamplona
Pamplona está localizado em: Espanha
Pamplona
Localização de Pamplona na Espanha
Pamplona está localizado em: Navarra
Pamplona
Localização de Pamplona em Navarra
Coordenadas42° 49' 06" N 1° 38' 39" O
Comunidade autónomaNavarra
ProvínciaNavarra
ComarcaCuenca de Pamplona
Fundação74 a.C. (2 091 anos)
FundadorPompeu
 - AlcaideJoseba Asirón Sáez (2015, EH Bildu)
Área
 - Total25,24 km²
População (2016)
 - Total195 650
    • Densidade7 751,6 hab./km²
Gentílicopamplonês, pamplonesa; pamplonica;
em basco: iruindar
Código postal31001 - 31016
Prefixo telefónico948
Orago
Principais festividadesSanfermines (Festas de São Firmino)
Sítiowww.pamplona.es
Loudspeaker.svg? Versão áudio da caixa de informação

Pamplona (em basco e co-oficialmente Iruña ou Iruñea)[nt 1] é um município e cidade da Espanha, capital da província e comunidade foral (autónoma) de Navarra. Encontra-se no norte da Península Ibérica, a algumas dezenas de quilómetros da fronteira com França e é atravessada pelo rios Arga (afluente do Ebro), Elorz (afluente do Arga) e Sadar (afluente do Elorz). É o centro da comarca a que pertence, a Cuenca de Pamplona e da Área metropolitana de Pamplona. O município tem 25,24 km² e em 2016 tinha 195 650 habitantes (densidade: 7 751,58 hab./km²). A área metropolitana ocupa 439,86 km² e em 2010 tinha 349 202 habitantes (densidade: 793,89 hab./km²).[3][4][nt 2]

Pamplona foi fundada em 74 a.C. pelo general romano Pompeu sobre um povoado de vascão já existente chamado Iruña ou Bengoda.[5] Após as invasões bárbaras no século VI, a cidade fez parte do Reino Visigótico de Toledo e, a partir do século VIII, do Alandalus muçulmano. Durante a primeira metade do século IX a nobreza local, aliada à família muladi Banu Cassi, conseguiu consolidar um reino cristão vassalo dos muçulmanos, o Reino de Pamplona, que depois se tornaria o Reino de Navarra e se tornou completamente independente em 905. O reino teve o seu auge no século XI, quando chegou a ser o mais poderoso reino ibérico cristão. Em 1512 a cidade foi ocupada por tropas castelhanas de Fernando, o Católico, tendo o reino navarro sido oficialmente anexado à coroa espanhola em 1521. A maior parte dos nacionalistas vascos considera Pamplona uma das capitais do País Basco (em basco: Euskal Herria).[6]

O património histórico e monumental e as diversas festividades que decorrem ao longo do ano contribuem para que a cidade atraia muitos turistas espanhóis e estrangeiros. O evento mais concorrido, de fama mundial, são os Sanfermines, que se realizam todos os anos entre 6 e 14 de julho. O ponto alto das festas, durante as quais as ruas da zona histórica permanecem inundados de locais e forasteiros, são os encierros (largadas de touros) e as touradas.[7] Entre os monumentos mais representativos de Pamplona encontram-se a catedral, a Igreja de São Saturnino (o padroeiro da cidade), popularmente conhecida como Igreja de San Cernin (em francês), a Igreja de São Nicolau, a cidadela e a Câmara de Comptos de Navarra. Todos estes monumentos estão classificados como "Bens de Interesse Cultural.[8]

Além de capital e centro administrativo, a cidade é o centro financeiro, comercial e industrial de Navarra. As indústrias mais importantes de Pamplona são a automobilística (só a fábrica de automóveis da Volkswagen instalada na periferia emprega diretamente cerca de 5 000 trabalhadores), a metalurgia, materiais de construção, papel e artes gráficas e transformação de carne.[9] A cidade tem duas universidades: a Universidade Pública de Navarra (UPNA), estatal, e a Universidade de Navarra, privada. A primeira foi fundada em 1987; a segunda foi fundada em 1952 e é gerida pela Opus Dei. Além disso, funciona na cidade uma delegação da Universidade Nacional de Educação à Distância (UNED). No que toca a instalações de saúde, a cidade dispõe de dois hospitais públicos o Hospital de Navarra e o Hospital Virgem do Caminho,[10] e de vários centros outras unidades públicas e privadas, entre as quais se destaca a Clínica Universidade de Navarra, o hospital universitário da Opus Dei, uma unidade de renome internacional.

Etimologia

O topónimo Pamplona deriva de Pompelon,[11] o nome latino difundido nos tempos da Roma Antiga pelos geógrafos clássicos, como Estrabão (64 a.C.24 d.C.), a quem se deve a referência mais antiga conhecida da cidade.[12][13] Estrabão refere que Pompelon era o povoado mais importante dos vascões e Pompeios polis, ou seja, a "cidade de Pompeio", era uma alusão à linhagem do general romano Pompeu (106 — 48 a.C.).

Pompeu, o general romano que fundou Pompelon
...Ύπέρκειται δε τής Ίακκητανιίας πρός άρκτον τό τών Ούασκώνων έθνος, έν ώ πόλις Πομπέλων, ώς άν Πομπηιόπολις.

...depois, acima da Lacetânia, em direção a norte, está a nação dos vascões, que tem por cidade principal a Pompelon, como quem diz "a cidade de Pompeus".

 
Estrabão [13][14].

Em obras antigas medievais aparecem as grafias Pampejopolis, Pampelo, Pampelona, Pampilona, Pampalona, Pampelone, Pampeluna, Pampelune, Pampilo, Pamplon, Pamplona, Pamplona, Pompelo o Pompilone.[15] O gentílico derivado é pamplonês (em espanhol: pamplonés), pamplonesa, sendo o pamplonico também empregue coloquialmente[16] e serve igualmente para designar os trajes tradicionais brancos e vermelhos que enchem as ruas nos Sanfermines.

A forma euskera (basca) Iruña é reconhecida oficialmente[16] tanto pelo Governo de Navarra[1] como pela Real Academia da Língua Basca.[2] O termo Iruñea também é comum e está igualmente reconhecido pela Real Academia, mas não pelo governo. Em ambas as variantes está presente a raiz uri, iri/hiri, idi ou ili, que significa cidade. Outras grafias encontradas em textos medievais e outros mais recentes são: Erunga, Ironía, Irunga, Irunia, Irunna, Irunnia, Irunpa, Orunia, Urunia, Yronia, Yrunea, Yrunia, Yruynna e Irunia. Os gentílicos em basco são: iruñar, uruñar, iruindar, irunxeme e iruinxeme. No século XVII, cronistas como o padre José de Moret e Arnaud Oihenart assinalaram que a denominação em euskera era do povoado pré-romano.[16] Outras hipóteses, baseadas em estudos numismáticos, identificaram o nome desse assentamento como Bengoda.[5], Olcairum e Bentian.[16]

En otros idiomas
aragonés: Pamplona
العربية: بنبلونة
asturianu: Pamplona
Aymar aru: Pamplona
تۆرکجه: پامپلونا
беларуская: Памплона
беларуская (тарашкевіца)‎: Памплёна
български: Памплона
brezhoneg: Iruñea
bosanski: Pamplona
català: Pamplona
čeština: Pamplona
Cymraeg: Pamplona
dansk: Pamplona
Deutsch: Pamplona
Ελληνικά: Παμπλόνα
English: Pamplona
Esperanto: Pamplono
español: Pamplona
eesti: Pamplona
euskara: Iruñea
estremeñu: Pamplona
فارسی: پامپلونا
suomi: Pamplona
français: Pampelune
Gaeilge: Pamplona
Gàidhlig: Iruña
galego: Pamplona
עברית: פמפלונה
hrvatski: Pamplona
magyar: Pamplona
հայերեն: Պամպլոնա
Bahasa Indonesia: Pamplona
Interlingue: Pamplona
íslenska: Pamplona
italiano: Pamplona
Basa Jawa: Pamplona
ქართული: პამპლონა
한국어: 팜플로나
Latina: Pompelo
Ladino: Pamplona
Limburgs: Pamplona
lietuvių: Pamplona
latviešu: Pamplona
Bahasa Melayu: Pamplona
Nāhuatl: Pamplona
Nederlands: Pamplona (Spanje)
norsk nynorsk: Pamplona
norsk: Pamplona
polski: Pampeluna
پنجابی: پامپلونا
Runa Simi: Pamplona
română: Pamplona
русский: Памплона
संस्कृतम्: पाम्प्लोना
sardu: Pamplona
Scots: Pamplona
srpskohrvatski / српскохрватски: Pamplona
Simple English: Pamplona
slovenčina: Pamplona
slovenščina: Pamplona
српски / srpski: Памплона
svenska: Pamplona
ślůnski: Pamplona
தமிழ்: இருனியா
tetun: Pamplona
Tagalog: Pamplona
Türkçe: Pamplona
українська: Памплона
vèneto: Pamplona
Tiếng Việt: Pamplona
Volapük: Pamplona
Winaray: Pamplona
Bân-lâm-gú: Pamplona
粵語: 旁普隆納