Opuntia ficus-indica

Disambig grey.svg Nota: Figueira-da-índia redireciona para este artigo. Para outros significados, veja Amendoeira-da-praia.
Como ler uma infocaixa de taxonomiaOpuntia ficus-indica
Figueira da Índia com frutos
Figueira da Índia com frutos
Estado de conservação
Espécie pouco preocupante
Pouco preocupante
Classificação científica
Reino:Plantae
Sub-reino:Tracheobionta
Superdivisão:Spermatophyta
Divisão:Magnoliophyta
Classe:Magnoliopsida
Subclasse:Caryophyllidae
Ordem:Caryophyllales
Família:Cactaceae
Género:Opuntia
Espécie:O. ficus-indica
Nome binomial
Opuntia ficus-indica
(L.) Mill.
Sinónimos
Opuntia vulgaris, Opuntia compressa

Opuntia ficus-indica (tabaibeira, figueira-do-diabo, figueira-da-Índia, piteira, tuna, figueira-tuna,figueira-palmeira ou palma) é uma espécie de cacto. Planta comum em regiões semi-áridas, possui alto teor de fibras, vitamina A e ferro.

Origem

Opuntia (de acordo com Alexander von Humboldt), era uma palavra oriunda da língua dos taínos e absorvida pela língua espanhola por volta do ano 1500. É tão importante economicamente como o milho e a tequila no México da atualidade. Como originam híbridos facilmente, a sua origem é difícil de determinar mas é sabido que o consumo humano remonta há pelo menos 9000 anos.[1] Em Israel e na Palestina é muito comum e tem o nome de Sabra, sendo de consumo habitual. Por ser um fruto áspero e duro por fora, mas macio e doce por dentro, a palavra "sabra" generalizou-se para designar os judeus nascidos em Israel, em oposição aos que vieram dos países da Diáspora.[2] No nordeste do Brasil já foi incluída na merenda escolar dos estudantes.[3]

En otros idiomas