Nagarjuna
English: Nagarjuna

Nagarjuna
Estátua dourada de Nagarjuna no Mosteiro de Caguiu Samie Lingue, Escócia
Nascimento
Sul da Índia
OcupaçãoFilósofo

Nagarjuna (fl. século II) foi um filósofo budista da Índia que articulou a dourina do vazio (suniata) e é tradicionalmente considerado como o fundador da escola Madiamaca ("Caminho do Meio"), uma importante tradição da filosofia budista maaiana.[1]

Vida

Pouco se sabe sobre sua vida. Estudiosos geralmente o situam no sul da Índia durante o século II, enquanto os relatos tradicionais afirmam que viveu 400 anos após o Buda ter passado para o nirvana (c. século V-IV a.C.). Algumas biografias também afirmam, no entanto, que viveu por 600 anos, aparentemente identificando-o com um segundo Nagarjuna conhecido por seus escritos tântricos (esotéricos). Duas das obras atribuídas a Nagarjuna são versos de conselho para um rei, sugerindo que alcançou alguma fama em vida. Outras fontes indicam que também serviu como abade de um mosteiro e que era o professor de Ariadeva, o autor de importantes textos Madiamaca. Numerosos comentários sobre as obras de Nagarjuna foram compostos na Índia, China e Tibete.[1]

Embora seja mais conhecido no Ocidente por seus escritos sobre o vazio, especialmente conforme estabelecido em sua obra mais famosa, a Mulamadhyamakakarika (Versículos Fundamentais no Caminho do Meio), escreveu muitos outros trabalhos sobre uma vasta gama de tópicos. Escreveu como monge budista e defensor da escola maaiana, que enfatizava a ideia do bodisatva, ou aquele que busca se tornar um buda; em várias de suas obras, defendeu os sutras maaianas como as palavras autênticas do Buda. Compilou uma antologia, intitulada Sutrasamuccaya (Compêndio de Sutras), consistindo de passagens de 68 sutras, a maioria dos quais eram textos maaianas. Está particularmente associado com os sutras Prajnaparamita (Perfeição da Sabedoria). Segundo a lenda, recuperou do fundo do mar um sutra de perfeição de sabedoria que Buda havia confiado ao rei dos nagas (divindades da água) por segurança. Também compôs hinos de louvor a Buda e exposições da prática ética budista.[1]

Estátua de Nagarjuna num mosteiro tibetano perto de Culu

Apesar de sua formação monástica, dirigiu seus trabalhos para uma variedade de audiências. Seus textos filosóficos eram às vezes dirigidos contra lógicos de escolas não-budistas, mas na maioria das vezes ofereciam críticas às doutrinas e suposições das escolas budistas não-maaianas, especialmente a Sarvastivada (literalmente, "Afirmando tudo o que existe"). Seu tema principal, porém, é o caminho do bodisatva à budaidade e o mérito e sabedoria que o bodisatva deve acumular para atingir a iluminação. Por sabedoria, Nagarjuna significava a perfeição da sabedoria, declarada nos sutras como o conhecimento do vazio. Acredita-se que tenha criado um sistema filosófico baseado nas declarações poéticas e às vezes paradoxais dos sutras sobre o vazio. É o pensador mais famoso da história do budismo depois do próprio Buda. Essa fama estava certamente presente nas culturas budistas da Ásia, mas foi aprimorada no Ocidente pela preservação de sua Mulamadhyamakakarika em sânscrito e seu estudo inicial por orientalistas. Estudiosos europeus inicialmente condenaram sua filosofia como niilista, mas gerações sucessivas consideraram-o como um filósofo sofisticado cujas visões são semelhantes às de uma variedade de pensadores europeus.[1]

En otros idiomas
aragonés: Nāgārjuna
العربية: ناجارجونا
башҡортса: Нагарджуна
беларуская: Нагарджуна
беларуская (тарашкевіца)‎: Нагарджуна
български: Нагарджуна
भोजपुरी: नागार्जुन
brezhoneg: Nagarjuna
bosanski: Nagarđuna
буряад: Нагаржунай
català: Nagarjuna
čeština: Nágárdžuna
Cymraeg: Nagarjuna
dansk: Nagarjuna
Deutsch: Nagarjuna
Ελληνικά: Ναγκαριούνα
English: Nagarjuna
Esperanto: Nagarĝuno
español: Nāgārjuna
euskara: Nagarjuna
فارسی: ناگارجونه
français: Nāgārjuna
Gaeilge: Nagarjuna
贛語: 龍樹
galego: Nāgārjuna
עברית: נגרג'ונה
hrvatski: Nagarđuna
Bahasa Indonesia: Nagarjuna
íslenska: Nagarjuna
italiano: Nāgārjuna
日本語: 龍樹
Patois: Nagarjuna
la .lojban.: Nagardjunas
қазақша: Нагарджуна
한국어: 나가르주나
Latina: Nagarjuna
lietuvių: Nagardžuna
latviešu: Nāgārdžuna
Malagasy: Nāgārjuna
монгол: Нагаржунай
नेपाल भाषा: नागार्जुन
Nederlands: Nagarjuna
occitan: Nagarjuna
polski: Nagardżuna
русский: Нагарджуна
Scots: Nagarjuna
srpskohrvatski / српскохрватски: Nagarđuna
slovenčina: Nágárdžuna
slovenščina: Nagardžuna
shqip: Nagarjuna
српски / srpski: Нагарђуна
svenska: Nagarjuna
Kiswahili: Nagarjuna
Türkçe: Nagarjuna
українська: Нагарджуна
oʻzbekcha/ўзбекча: Nagarjuna
Tiếng Việt: Long Thụ
Winaray: Nagarjuna
吴语: 龙树
Yorùbá: Nagarjuna
中文: 龍樹
Bân-lâm-gú: Nagarjuna
粵語: 龍樹