Naegleria fowleri

Como ler uma infocaixa de taxonomiaNaegleria fowleri
Diferentes estágios da Naegleria fowleri
Diferentes estágios da Naegleria fowleri
Classificação científica
Domínio:Eukaryota
Reino:Excavata
Filo:Percolozoa
Classe:Heterolobosea
Ordem:Schizopyrenida
Família:Vahlkampfiidae
Género:Naegleria
Espécie:N. fowleri
Nome binomial
Naegleria fowleri
(Carter, 1970)

Naegleria fowleri é uma ameba de vida livre que pode ser encontrada na água ou solo, sendo a única espécie de Naegleria que pode infectar seres humanos, resultando na patologia conhecida como Meningoencefalite Amebiana Primária, conhecida pela sigla MAP. É comumente conhecida como "ameba comedora de cérebros".

N. fowleri podem invadir e atacar o sistema nervoso humano. Embora isso raramente ocorra,[1] tal infecção quase sempre resulta na morte da vítima.[2] A letalidade é estimada em mais de 97%.[3]

Ecologia

A Naegleria fowleri está presente no mundo todo, podendo apresentar-se em três formas evolutivas distintas: Cisto, considerada forma de resistência, Flagelada, forma em que se encontra na água, em vida livre, e forma trofozoíta, encontrada em casos de infecção no homem. Seus locais de proliferação mais comuns são lagos, rios e piscinas sem manutenção apropriada e pobremente clorificadas, além do solo. É interessante notar que a Naegleria é extremamente suscetível às condições do meio, como o pH e a concentração de hipoclorito, elemento utilizado no tratamento da piscina. É um protozoário considerado termofílico e termotolerante, pois, além de ser resistente à temperaturas elevadas, tem certo tropismo por águas quentes e paradas.[4] Estudos de universidades americanas e brasileiras, como do doutor De Jonckheere, encontraram cistos da ameba em diversos locais inesperados, como poeira hospitalar, filtros de aparelhos de ar condicionado e garrafas de água mineral.[5]

En otros idiomas