Montana

Disambig grey.svg Nota: Para outros significados, veja Montana (desambiguação).
Estados Unidos Montana

State of Montana

 
Bandeira de Montana
Bandeira
Selo de Montana
Selo
Apelido(s): Big Sky Country, The Treasure State
Lema: Oro y Plata
(do espanhol: Ouro e Prata)
Localização de Montana nos Estados Unidos.
Localização de Montana nos Estados Unidos.
Coordenadas47° N 110° O
CapitalHelena
Maior cidadeBillings
Condados56
GovernadorSteve Bullock (D)
Vice-governadorMike Cooney (D)
Língua oficialInglês
Representantes1
Colégio eleitoral3 votos
SenadoresMax Baucus (D)
Jon Tester (D)
LimitesColúmbia Britânica, Alberta e Saskatchewan, no Canadá (norte); Wyoming (sul); Dakota do Norte e Dakota do Sul (sul) e Idaho (sudoeste)
Entrada na União8 de novembro de 1889 (41º)
Área [1]
 - Total380 800 km²
 - Terra376 961,85 km²
 - Água3 869,21 km²
População (2017) [2][3]
 - Total1 050 493
    • Densidade 2,73 hab./km²
Informações
 - GentílicoMontanês[4]
 - PIBUS$ 48.098 bilhões (48º)
 - Renda médiaUS$ 51.395[5] (37º)
 - IDH (2015)0.919 (27º) – muito elevado[6]
 - IDHA4.54 (40º)
 - Comprimento410 km
 - Largura1015 km
 - Altitude máxima3903.5 m
 - Altitude média1040 m
 - Altitude mínima557 m
Fuso horárioUTC−7\−6
ISO 3166-2US-MT
USPSMT, Mont.
Sítiowww.mt.gov

Montana é um dos 50 estados dos Estados Unidos, localizado na Região dos Estados das Montanhas Rochosas. Sua capital localiza-se na cidade chamada Helena. Montana é o quarto maior estado norte-americano em área, e o terceiro maior dos 48 estados contíguos. Apenas Alasca, Texas e a Califórnia são maiores. Apesar disto, Montana é um dos estados menos povoados do país, com uma população de 902 195 habitantes, de acordo com o censo americano de 2000, e uma densidade demográfica de 2,39 hab/km², respectivamente a sétima e a terceira menor do país.

Geograficamente, o leste do estado é dominado pelas Grandes Planícies, enquanto que o oeste do estado é dominado pelas Montanhas Rochosas. O nome do estado provém de da palavra da espanhol montaña, que significa montanha em português, por causa da presença das Montanhas Rochosas na região. Ironicamente, as vastas planícies abertas de Montanha lhe renderam o cognome de The Big Sky Country (Os campos dos grandes céus).

As principais fontes de renda de Montana são a extração de petróleo e de carvão, a agropecuária e o turismo. O estado possui grandes reservas de petróleo, e as maiores reservas de carvão do país. O fértil solo e a vastidão das Grandes Planícies propiciam a colheita de trigo e da criação de grandes rebanhos bovinos. Suas belezas naturais, que incluem centenas de reservas naturais, rios, lagos e montanhas (que fizeram com que diversos resorts de esqui fossem inauguradas no estado), atraem milhões de turistas por ano.

Os primeiros exploradores de ascendência europeia a explorarem a região de Montana foram exploradores norte-americanos, que exploraram a região no início do século XIX. A região seria somente assentada pelos norte-americanos a partir da década de 1860, com a descoberta de grandes reservas de ouro no atual estado de Montana, em 1862, que atraiu milhares de pessoas à região. Montana destaca-se por ser o palco das últimas batalhas entre tribos nativas norte-americanas - que lutaram pelo controle de suas terras - e assentadores norte-americanos. O rápido crescimento populacional provocado pela descoberta do ouro promoveu a criação do Território de Montana em 26 de maio de 1864, e sua rápida elevação à categoria de estado, em 8 de novembro de 1889, tornando-se o 41º estado norte-americano.

História

Até 1889

Quando os primeiros exploradores europeus desembarcaram no atual Oregon, diversas tribos nativos americanos viviam na região. Estas tribos eram os Arapaho, os Assiniboine, os Cheyenne, os Crow e os Gros Ventre, que habitavam as Grandes Planícies, e os Barnrock, os Flathead, os Kilispel, os Kutenai e os Shoshone, que habitavam as Montanhas Rochosas.

Toda a região das Grandes Planícies do atual estado de Montana passaram a ser oficialmente controlados pelos Estados Unidos em 1803, com a Compra da Luisiana. Os primeiros exploradores de ascendência europeia a explorarem a região do atual Montana foram os norte-americanos Meriwether Lewis e William Clark, em 1805, na sua viagem transcontinental da costa leste norte-americana em direção à costa oeste. Ambos voltariam diversas vezes a Montana em 1806, explorando em detalhes a geografia da região. A partir de 1807, comerciantes norte-americanos passaram a instalar-se na região, interessados primariamente em peles de animais. Em 1841, missionários jesuítas fundariam o primeiro assentamento, chamada de St. Marie Mission, logo, porém, abandonado. O primeiro assentamento permanente ainda existente em Montana é Fort Bentonm, inaugurado em 1847.

A região de Montana continuou escassamente povoada por aproximadamente 15 anos, até que ouro foi descoberto no sudoeste do estado. Outras minas de ouro foram descobertas em outras regiões do estado, e rapidamente, milhares de pessoas passaram a assentar na região, em busca de riquezas. O ouro passou a ser o motor da economia da região. Curiosos casos como um onde empregadores chineses, lavadores de roupas dos mineradores, encontraram quilos de ouro no riacho que eles utilizavam para obter a água necessária para lavar as roupas, tornaram-se comuns.

À época, os meios de cumprimento e vigilância da lei eram escassos - policiais, conhecidos como xerifes - e tais leis eram frequentemente violadas. Alguns destes xerifes até mesmo violavam estas leis, ou ignoravam estes crimes. Assaltos e assassinatos eram eventos comuns na região. Por causa da quase ausência de xerifes, muitas pessoas decidiram tomar as leis em suas próprias mãos. Estas pessoas tornaram-se conhecidas como vigilantes. Um famoso caso vigilante ocorreu em Virginia City, onde as taxas de criminalidade eram altíssimas. Os cidadãos da cidade eventualmente tiveram conhecimento que seu xerife era o líder de uma quadrilha que roubava ouro, dinheiro e outros pertences valiosos de outras pessoas. Sabendo disto, um número de cidadãos organizaram um grupo, que eles chamaram de 3-7-77 (talvez associada com o tamanho padrão de um caixão, de 3 pés de espessura, 7 de largura, e 77 polegadas de tamanho). Os membros do 3-7-77 prenderam o xerife e outras 20 pessoas, e eventualmente os enforcariam. Enforcamentos públicos passaram a tornar-se comum como forma de punição contra qualquer criminoso preso pelos vigilantes.

Até então, Montana fazia parte do Território de Idaho. Em 1863 foi traçada a Trilha Bozeman, que ligaria a Trilha do Oregon até os campos auríferos de Montana. Por causa do drástico aumento populacional da região e da falta de leis e regras na região, tornou-se evidente que um governo voltado às necessidades da região seria necessário. Com isto, o governo norte-americano criaria o Território de Montana em 26 de maio de 1864. A pecuária foi introduzida na região na década de 1850, com a chegada do primeiro gado bovino. A indústria pecuária desenvolveria-se rapidamente na década de 1860, e no final da década, a pecuária já era a principal fonte de renda de Montana. A inauguração das primeiras ferrovias na região, que conectavam Montana com o resto do país, causou um rápido crescimento das indústrias de mineração e da pecuária, e aumentando ainda mais o crescimento populacional do território.

Com a revolta dos índios que se insurgiram contra as levas de pioneiros e mineradores, o exército começou a realizar diversas campanhas militares na região, além de fundar fortes e linhas telegráficas. Fort Shaw foi inaugurado na primavera de 1867. Fort Shaw foi um dos três postos militares cuja construção foi autorizad pelo congresso norte-americano em 1865, no Território de Montana. Os outros dois postos eram Camp Cooke e Fort C.F. Smith. Fort Shaw, nomeado em homenagem ao Coronel Fort G. Shaw, que comandara um dos primeiros regimentos composto inteiramente por afro-americanos durante a Guerra Civil dos Estados Unidos, era capaz de abrigar até 450 soldados. Fort Shaw foi o primeiro posto militar norte-americano construído no noroeste dos Estados Unidos, tendo sido inaugurado em 1868, e utilizado até 1891.

A década de 1870 foi marcada pelas últimas grandes batalhas entre indígenas norte-americanos e os assentadores de ascendência europeia em todo os Estados Unidos. Em 25 de junho de 1876, uma força cheyenne e sioux massacraram uma força militar norte-americana comandada pelo General George A. Custer. Todos os membros da força comandada por Custer foram mortos nesta batalha, a Batalha de Little Big Horn. A batalha teve um profundo impacto entre a população norte-americana de ascendência europeia na região. A Guerra de Nerce Percé ocorreriam no ano seguinte, em 1877, e seria o último grande conflito entre indígenas e norte-americanos em território norte-americano. Esta guerra teve início quando o governo norte-americano tentou forçar os nativos nez percé, que habitavam então partes grandes partes em Montana e Oregon, para reservas indígenas. Embora muito da guerra tenha ocorrido na região do atual estado norte-americano de Idaho, as principais batalhas ocorreram em Montana, inclusive a última, a Batalha de Big Hole, no sudoeste de Montana, onde o Coronel Nelson A. Miles capturou a principal força nez percé.

Enquanto isto, o desenvolvimento da pecuária e da mineração de ouro, prata e cobre fizeram com que a população de Montana crescesse entre 1870 e 1890 de 20 595 em 1870, 39 159 em 1880 e 142 924 habitantes em 1890. Durante este período, grandes números de irlandeses e ingleses instalaram-se em Montana. A partir de 1884, os habitantes de Montana passaram a pressionar o congresso norte-americano pela elevação de Montana à categoria de estado. Após cinco anos de pressão, Montana tornou-se o 41º estado norte-americano, em 8 de novembro de 1889.

1889 - Tempos atuais

As minas mais ricas de Montana eram controladas por Marcus Daly e William A. Clark, que eram rivais entre si, tanto no comércio quanto em política. Por causa de seu controle nas principais minas de Montana, Daly e Clark possuíam grandes poderes no estado. Daly, por exemplo, construiu a cidade de Anaconda, uma cidade voltada para mineradores, e pressionou o governo do estado para que mudasse a capital de Montana para Anaconda. Clark fez campanha contra esta mudança. Eventualmente, um referendo seria realizado no estado, onde a população de Montana escolheria Helena como a capital do estado. Clark ambicionava tornar-se senador, mas acusações de propina fizeram com que Clark renunciasse imediatamente após ter sido escolhido pelo governador de Montana em 1899. Ajudado por Augustus Heinze, Clark finalmente obteria o cargo de senador em 1901. Heinz, como Daly e Clark, era também um controlador de minas.

Eventualmente, Daly, e posteriormente Clark e Heinz, venderiam suas minas para uma companhia que passaria a ser conhecida como Anaconda Company. Esta passou a ter grande poder sobre a economia de Montana ao longo da década de 1900, criando uma companhia geradora de eletricidade, construiu diversas ferrovias e represas, e controlava grandes latifúndios e fazendas, bem como os principais jornais e bancos do estado. Pela sua grande presença no estado, a Anaconda Company ficou conhecida entre seus habitantes apenas como The Company (A Companhia). A Anaconda eventualmente perderia gradualmente este monopólio na década de 1920 e principalmente durante a Grande Depressão, mas a companhia ainda existe em tempos atuais.

A expansão da malha ferroviária do estado, da construção de represas e usinas hidrelétricas, que passaram fornecer água potável para uso humano em cidades e na agricultura e eletricidade, fez com que a população de Montana continuasse a crescer rapidamente até o final da década de 1920. O trigo tornou-se uma das principais fontes de renda do estado. Helena e Billings tornaram-se centros industriais, primariamente, dependentes da indústria de processamento de alimentos e de transportes. Em 1916, Jeannette Rankin tornou-se a primeira mulher a ser eleita pela população de um estado norte-americano para a Câmara dos Representantes. Uma pacifista fervorosa, ela destacaria-se também como o único membro da Câmara dos Representantes - e de todo o Congresso norte-americano - que votara contra a entrada dos Estados Unidos na Segunda Guerra Mundial, em 1941.

Os baixos preços dos produtos agropecuários no mercado doméstico e internacional, bem como grandes períodos de seca, e assolado por constantes pragas tais como grandes enxames de gafanhotos, fizeram com que a indústria do trigo passasse por uma grande crise econômica durante meados da década de 1920 até cerca de 1940, causando uma recessão econômica no estado. Isto fez com que a população de Montana caísse de 548 889 habitantes em 1920 para 537 606 em 1930. A recessão foi agravada com a Grande Depressão da década de 1930 e a dependência de Montana na indústria de mineração e a súbita queda da demanda nacional por metais produzidos no estado. Efeitos da depressão, tais como desemprego e pobreza, seriam minimizados com a realização de programas públicos de assistência socioeconômica aos necessitados e da construção de grandes obras públicas como a Represa Fort Peck. Esta ajudaria a minimizar os problemas causados pela estiagem, fornecendo água necessário para irrigação das fazendas assoladas pela seca e por pragas.

A entrada dos Estados Unidos na Segunda Guerra Mundial fez com que o estado passasse a prosperar economicamente novamente. A utilização de insecticidas e da irrigação, bem como o término da estiagem em si, colaboraram para o crescimento da indústria do trigo no estado, trigo necessário nas frentes de batalha norte-americanas. A demanda por metais como o cobre foi também outra razão.

Após o final da guerra, o estado passou por um período de grande urbanização, com pessoas migrando dos campos para as cidades, que perdurou até o fim da década de 1960, causada pela drástica queda dos preços dos produtos agropecuários no mercado doméstico, após o fim da guerra. A descoberta de grandes reservas de petróleo na década de 1950 mais do que balanceou a queda da indústria do trigo. Rapidamente, a extração e o refino de petróleo tornou-se a principal fonte de renda de todo o estado, e até os dias atuais, Montana é um dos principais produtores de petróleo do país. O turismo também tornou-se outra fonte de renda importante, com a construção de diversos resorts de esqui nas altas montanhas das Montanhas Rochosas e da inauguração de diversas reservas naturais.

Durante o final da década de 1960, duas usinas hidrelétricas foram inauguradas em Montana. Com a Crise do Petróleo de 1973, Montana, que possui uma das maiores reservas de carvão do país, rapidamente tornou-se um líder nacional na extração de carvão, utilizado em usinas termoelétricas a carvão construídas no estado durante a década de 1970, ou vendidas para outros estados norte-americanos.

Na década de 1980, Montana entrou em uma recessão econômica, por causa de longos períodos de seca e de pragas. O estado recuperaria-se economicamente na década de 1990, com o crescimento da indústria de construção e manufatura, mas avanços tecnológicos nas indústrias de mineração e da agropecuária mantiveram as taxas de desemprego altas desde então, sendo atualmente um dos principais problemas enfrentados por Montana.

En otros idiomas
Afrikaans: Montana
አማርኛ: ሞንታና
aragonés: Montana
Ænglisc: Montǣna
العربية: مونتانا
ܐܪܡܝܐ: ܡܘܢܬܐܢܐ
مصرى: مونتانا
asturianu: Montana
Aymar aru: Montana suyu
azərbaycanca: Montana
Boarisch: Montana
žemaitėška: Montana
Bikol Central: Montana
беларуская: Мантана
беларуская (тарашкевіца)‎: Мантана
български: Монтана (щат)
भोजपुरी: मोंटाना
Bislama: Montana
বাংলা: মন্টানা
བོད་ཡིག: མོན་ཏཱ་ན།
বিষ্ণুপ্রিয়া মণিপুরী: মন্টানা
brezhoneg: Montana
bosanski: Montana
буряад: Монтана
català: Montana
Chavacano de Zamboanga: Montana
Mìng-dĕ̤ng-ngṳ̄: Montana
нохчийн: Монтана
Tsetsêhestâhese: Ho'honáéšé'e
کوردی: مۆنتانا
corsu: Montana
čeština: Montana
Чӑвашла: Монтана
Cymraeg: Montana
dansk: Montana
Deutsch: Montana
Zazaki: Montana
Ελληνικά: Μοντάνα
emiliàn e rumagnòl: Muntàna
English: Montana
Esperanto: Montano
español: Montana
eesti: Montana
euskara: Montana
فارسی: مونتانا
suomi: Montana
føroyskt: Montana
français: Montana
arpetan: Montana
Nordfriisk: Montana
Frysk: Montana
Gaeilge: Montana
Gagauz: Montana
Gàidhlig: Montana
galego: Montana
Avañe'ẽ: Montana
Gaelg: Montana
客家語/Hak-kâ-ngî: Montana
Hawaiʻi: Monekana
עברית: מונטנה
हिन्दी: मोन्टाना
Fiji Hindi: Montana
hrvatski: Montana
Kreyòl ayisyen: Montana
magyar: Montana
հայերեն: Մոնտանա
interlingua: Montana
Bahasa Indonesia: Montana
Interlingue: Montana
Igbo: Montana
Iñupiak: Montana
Ilokano: Montana
Ido: Montana
íslenska: Montana
italiano: Montana
日本語: モンタナ州
Basa Jawa: Montana
ქართული: მონტანა
Kabɩyɛ: Mɔntanaa
қазақша: Монтана
한국어: 몬태나주
कॉशुर / کٲشُر: مان‍ٹانا
kurdî: Montana
kernowek: Montana
Кыргызча: Монтана штаты
Latina: Montana
Ladino: Montana
Lëtzebuergesch: Montana
Lingua Franca Nova: Montana
Limburgs: Montana
Ligure: Montann-a
lumbaart: Montana
لۊری شومالی: مونتانا
lietuvių: Montana
latviešu: Montāna
मैथिली: मोन्टाना
Malagasy: Montana
олык марий: Монтана
Māori: Montana
македонски: Монтана
മലയാളം: മൊണ്ടാന
मराठी: मोंटाना
кырык мары: Монтана
Bahasa Melayu: Montana
مازِرونی: مونتانا
Dorerin Naoero: Montana
Plattdüütsch: Montana
नेपाली: मोन्टाना
नेपाल भाषा: मोन्ताना
Nederlands: Montana (staat)
norsk nynorsk: Montana
norsk: Montana
occitan: Montana
Ирон: Монтанæ
ਪੰਜਾਬੀ: ਮੋਂਟਾਨਾ
Kapampangan: Montana
Papiamentu: Montana
Deitsch: Montana
polski: Montana
Piemontèis: Montan-a
پنجابی: مونٹانا
Runa Simi: Montana suyu
rumantsch: Montana (stadi)
română: Montana
русский: Монтана
संस्कृतम्: मान्‍टाना
саха тыла: Монтана
sardu: Montana
sicilianu: Montana
Scots: Montana
davvisámegiella: Montana
srpskohrvatski / српскохрватски: Montana
Simple English: Montana
slovenčina: Montana (USA)
slovenščina: Montana
shqip: Montana
српски / srpski: Монтана
Seeltersk: Montana
svenska: Montana
Kiswahili: Montana
ślůnski: Můntana
Tagalog: Montana
Türkçe: Montana
татарча/tatarça: Монтана
ئۇيغۇرچە / Uyghurche: Montana Shitati
українська: Монтана
اردو: مونٹانا
oʻzbekcha/ўзбекча: Montana
vèneto: Montana
Tiếng Việt: Montana
Volapük: Montana
Winaray: Montana
хальмг: Монтана
მარგალური: მონტანა
ייִדיש: מאנטענע
Yorùbá: Montana
中文: 蒙大拿州
文言: 蒙大拿州
Bân-lâm-gú: Montana
粵語: 蒙大拿州