Microrregiões do Brasil

Question book-4.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo, o que compromete a verificabilidade (desde agosto de 2017). Por favor, insira mais referências no texto. Material sem fontes poderá ser acadêmico)

Microrregiões foram, de acordo com a constituição brasileira de 1988 (art. 25, §3°), regiões compostas de municípios limítrofes. Foram extintas pelo IBGE em 2017, com a criação de um novo recorte territorial brasileiro, chamado de regiões geográficas imediatas.[1]

Sua finalidade era integrar a organização, o planejamento e a execução de funções públicas de interesse comum, definidas por lei complementar estadual.

Entretanto, raras eram as microrregiões assim definidas. Consequentemente, o termo é muito mais conhecido em função de seu uso prático pelo IBGE que, para fins estatísticos e com base em similaridades econômicas e sociais, dividia os diversos estados da federação brasileira em microrregiões.

No Brasil, existia um total de 558 microrregiões, distribuídas em regiões maiores, as Mesorregiões, estas um total de 137.

Nas unidades federativas brasileiras, ficavam assim determinadas:

  • Acre, AC - 22 municípios, 2 mesorregiões e 5 microrregiões.
  • Alagoas, AL - 102 municípios, 3 mesorregiões e 13 microrregiões.
  • Amapá, AP - 16 municípios, 2 mesorregiões e 4 microrregiões.
  • Amazonas, AM - 62 municípios, 4 mesorregiões e 13 microrregiões.
  • Bahia, BA - 417 municípios, 7 mesorregiões e 32 microrregiões.
  • Ceará, CE - 184 municípios, 7 mesorregiões e 33 microrregiões.
  • Distrito Federal, DF - 31 regiões administrativas, 1 mesorregião e 1 microrregião.
  • Espírito Santo, ES - 73 municípios, 4 mesorregiões e 13 microrregiões.
  • Goiás, GO - 246 municípios, 5 mesorregiões e 18 microrregiões.
  • Maranhão, MA - 217 municípios, 5 mesorregiões e 21 microrregiões.
  • Mato Grosso, MT - 141 municípios, 5 mesorregiões e 22 microrregiões.
  • Mato Grosso do Sul, MS - 79 municípios, 4 mesorregiões e 11 microrregiões.
  • Minas Gerais, MG - 853 municípios, 12 mesorregiões e 66 microrregiões.
  • Pará, PA - 144 municípios, 6 mesorregiões e 22 microrregiões.
  • Paraíba, PB - 223 municípios, 4 mesorregiões e 23 microrregiões.
  • Paraná, PR - 399 municípios, 10 mesorregiões e 39 microrregiões.
  • Pernambuco, PE - 185 municípios, 5 mesorregiões e 19 microrregiões.
  • Piauí, PI - 224 municípios, 4 mesorregiões e 15 microrregiões.
  • Rio de Janeiro, RJ - 92 municípios, 6 mesorregiões e 18 microrregiões.
  • Rio Grande do Norte, RN - 167 municípios, 4 mesorregiões e 19 microrregiões.
  • Rio Grande do Sul, RS - 497 municípios, 7 mesorregiões e 35 microrregiões.
  • Rondônia, RO - 52 municípios, 2 mesorregiões e 8 microrregiões.
  • Roraima, RR - 15 municípios, 2 mesorregiões e 4 microrregiões.
  • Santa Catarina, SC - 295 municípios, 6 mesorregiões e 20 microrregiões.
  • São Paulo, SP - 645 municípios, 15 mesorregiões e 63 microrregiões.
  • Sergipe, SE - 75 municípios, 3 mesorregiões e 13 microrregiões.
  • Tocantins, TO - 139 municípios, 2 mesorregiões e 8 microrregiões.
  • Brasil - 5.570 municípios, 31 regiões administrativas, 26 estados, 1 distrito federal, 5 regiões, 137 mesorregiões e 558 microrregiões.

Revisão

Segundo a divisão criada pelo IBGE em 2017, foram substituídas pelas regiões geográficas imediatas. Constituem um aglomerado de municípios conectados através de relações de dependência e deslocamento da população em busca de bens, prestação de serviços e trabalho. O conjunto de regiões geográficas imediatas constitui uma região geográfica intermediária (substituta das mesorregiões).[1]