Michel Gandoger

Michel Gandoger
Nome nativoMichel Gandoger
Nascimento10 de maio de 1850
Arnas
Morte4 de outubro de 1926 (76 anos)
Arnas
CidadaniaFrança
Ocupaçãobotânico, micologista
ReligiãoCatolicismo

Jean Michel Gandoger (Arnas, 10 de Maio de 1850 — Arnas, 4 de Outubro de 1926), mais conhecido por Michel Gandoger, foi um médico, botânico e micologista francês..[1] Foi também sacerdote católico, razão pela qual é frequentemente referido por Abade Gandoger.

Biografia

Michel Gandoger foi filho de um rico proprietário de vinhedos da região do Beaujolais. Estudou medicina, tendo aprendido oito línguas.

Aos 26 anos de idade fez-se presbítero, optando pelo sacerdócio em vez da medicina.

Consagrou toda a sua vida ao estudo da Botânica, especializando-se no género Rosa. Usando conceitos taxonómicos pouco consensuais, publicou centenas de novas espécies, a maioria das quais actualmente consideradas como inválidas.

Desde muito jovem que coleccionou um herbário, o qual foi enriquecendo durante toda a sua vida, colectando plantas e adquirindo herbários de outros colectores.

Dedicou-se à exploração botânica da bacia do Mediterrâneo, colectando espécimes em Creta, Espanha, Portugal e Argélia.

Com excepcão de apenas alguns exemplares, o seu herbário é mantido na Faculdade de Ciências de Lyon (Université Lyon I).

O abade Jean Baptiste Charbonnel publicou uma notícia necrológica de Michel Gandoger no Bulletin de la Société botanique de France (1927, tomo 74, 3-11), que inclui uma lista das suas numeorsas publicações.[2]

En otros idiomas
español: Michel Gandoger
français: Michel Gandoger
Bahasa Indonesia: Michel Gandoger
italiano: Michel Gandoger