Marco Terêncio Varrão

Question book-4.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo, o que compromete a verificabilidade (desde Fevereiro de 2011). Por favor, insira mais referências no texto. Material sem fontes poderá ser acadêmico)
Disambig grey.svg Nota: Não confundir com o cônsul romano de 73 a.C., Marco Terêncio Varrão Lúculo.
Marco Terêncio Varrão
Nascimento116 a.C.
Rieti
Morte27 a.C. (89 anos)
Roma
CidadaniaRoma Antiga
Ocupaçãoescritor, poeta, teórico musical, filósofo, militar

Marco Terêncio Varrão (em latim Marcus Terentius Varro; Rieti, península Itálica, 116 a.C.27 a.C.), filósofo e antiquário romano de expressão latina. Estudou em Roma.

De suas estimadas quinhentas obras, salvaram-se apenas uma completa: De re rustica (Das coisas do campo), e outra incompleta: De lingua Latina (Sobre a língua latina). Sua obra foi usada como material de pesquisa por diversos eruditos posteriores, incluindo Mário Sérvio Honorato, Aulo Gélio, Macróbio, Solino e Plínio, o Velho.

O pensamento de Varrão é mais conhecido através de Cícero. E é possível encontrar também algo em Santo Agostinho[1].

Talvez nada houvesse de original em Varrão, exercendo sua pessoa apenas a função de transportar, como Cícero, a filosofia grega para o mundo latino.

Teologia natural

Autor de Antiquitates rerum humanarum et divinarum, no qual distingue três gêneros de teologia: a "mítica", narrada por poetas; a "política", relativa às instituições e cultos do Estado; e a "natural", sobre a natureza do divino tal como se manifesta na natureza da realidade.

En otros idiomas
euskara: Varron
furlan: Varon
Bahasa Indonesia: Marcus Terentius Varro
íslenska: Varró
srpskohrvatski / српскохрватски: Marko Terencije Varon
shqip: Varroni
Türkmençe: Mark Terensi Waro