Lista de reis francos

Question book-4.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo, o que compromete a verificabilidade (desde outubro de 2012). Por favor, insira mais referências no texto. Material sem fontes poderá ser acadêmico)

O Reino Franco foi governado por duas dinastias pricipais, os merovíngios (que estabeleceram o reino) e os posteriores carolíngios. Uma "linha do tempo" dos governantes francos é problemática porque o reino era, de acordo com uma antiga prática germânica, freqüentemente dividido entre os filhos de um líder na sua morte e eventualmente reunificado. Para explicações mais detalhadas, veja o artigo sobre os francos.

Reis Merovíngios

Com a morte de Clóvis, o reino foi dividido entre seus quatro filhos. Teodorico (Thierry, em francês) recebeu Metz, Clodomiro recebeu Orleães, Quildeberto Paris e Clotário Soissons.[1]

Soissons Paris Orleães Reims
Clotário I 511-561

Clotário I (de Soissons) finalmente tomou o controle dos outros três reinos após a morte de seus irmãos (ou dos sucessores destes). Após sua própria morte, mais uma vez o reino foi dividido, entre seus quatro filhos:

Soissons (Nêustria) Paris Orleães (Borgonha) Metz (Austrásia)

Clotário II derrotou Brunilda e sua descendência e reunificou o reino. No entanto, em 623 ele criou o sub-reino da Austrásia, na tentativa de apaziguar as forças da nobreza e também para proteger as fronteiras. Seu filho e sucessor Dagoberto I seguiu este caminho apontando sub-reis para a Aquitânia em 629 e para a Austrásia em 634.

Nêustria e Borgonha Aquitânia Austrásia
Nêustria e Borgonha Austrásia
Nêustria e Borgonha Austrásia
En otros idiomas