Lista de personagens de Naruto


Translation Latin Alphabet.svg
Este artigo ou seção está a ser traduzido de «List of Naruto characters» na Wikipédia em inglês. e colabore com a tradução.
Ni hon go2.pngEste artigo contém texto em japonês.
Sem suporte multilingual apropriado, você verá interrogações, quadrados ou outros símbolos em vez de kanji ou kana.
Os personagens principais da série na Parte I.
Os personagens principais da série na Parte II.

A série de anime e mangá Naruto apresenta um extenso número de personagens criado por Masashi Kishimoto. A série tem lugar num universo ficcional, onde países diferentes competem pelo poder usando ninjas que podem usar habilidades sobrenaturais de combate. O enredo de Naruto é dividido em duas partes, simplesmente chamadas Parte I e Parte II.

O personagem principal é Naruto Uzumaki, um ninja enérgico, que deseja tornar-se Hokage, o líder do Konohagakure (Aldeia Oculta da Folha). Durante a primeira parte da série, ele é designado ao Time 7, aonde ele se encontra com Sasuke Uchiha, um taciturno e altamente qualificados "gênio" do clã Uchiha, Sakura Haruno, que está apaixonada por Sasuke, apesar da afeição de Naruto por ela, e Kakashi Hatake, o calmo e misterioso líder da equipe. Ao longo do curso da série, Naruto interage com vários dos ninjas em Konohagakure, bem como os de outros povoados. Ele também encontra antagonistas da série, incluindo Orochimaru, um ex-ninja da Vila Oculta da Folha que planeja destruir sua antiga casa e a organização criminosa ninja de elite Akatsuki.

Durante o desenvolvimento da série, Kishimoto criou os três personagens principais como base para as outras equipes de três pessoas.[1] Ele também utilizou personagens de outros mangás shōnen como referência na criação de seus personagens, uma decisão que foi criticada por várias publicações de anime e mangá.[2][3] Os personagens que Kishimoto desenvolveu foram, contudo, elogiados por incorporar muitos dos melhores aspectos de personagens de mangás shōnen anteriores, embora muitas publicações lamentassem a percepção da falta de desenvolvimento dos personagem, além de tais estereótipos.[4][5] A apresentação visual dos personagens foi comentada por revisores, com elogios e críticas, devido ao trabalho de Kishimoto no mangá e na adaptação para o anime.[3][6]

Criação e concepção

Quando Masashi Kishimoto originalmente criou a série Naruto, ele buscou em outros mangás shōnen influências com o objetivo de tentar tornar seus personagens tão únicos quanto fosse possível.[2] Kishimoto cita a série Dragon Ball de Akira Toriyama como uma de suas várias influências, notando que Goku, o protagonista da série, foi um fator decisivo para a criação de Naruto Uzumaki devido à sua personalidade enérgica e travessa.[7] Para complementar Naruto, Kishimoto trabalhou na criação de um rival que fosse um "gênio legal", pois ele acreditava este era "o arquetípico personagem rival". Depois de analisar diferentes mangás em busca de idéias, ele finalmente desenvolveu Sasuke Uchiha. Sobre a criação da heroína principal, Kishimoto admitiu: "Eu não tinha uma imagem definida do que uma heroína deve ser". Finalmente criou Sakura, destacando "sua energia e seu espírito vaidoso" como suas principais características. Esses três personagens serviriam como modelo para as outras três equipes principais de Naruto.[1]

A separação dos personagens em diferentes times foi feita com a intenção de dar a cada grupo um toque especial. Kishimoto queria que cada membro da equipe fosse "extremo", tendo uma grande quantidade de aptidão em um atributo, contudo, tendo apenas um pequeno talento em outro. Esta abordagem foi usada para fazer com que cada equipe obtivesse o seu melhor, quando todos os membros trabalhassem juntos para superar suas fraquezas. Depois de assistir a tokusatsu quando criança, Kishimoto queria que nenhum dos personagens das equipes fosse "forte ao ponto da perfeição". Kishimoto observa que os diferentes papéis que os personagens assumem é semelhante a classes de personagens em RPGs, e que "cada personagem se destaca melhor deste jeito".[8]

Kishimoto inseriu vilões na história para contrabalancear os valores morais dos personagens principais. Ele afirmou que esse foco em demonstrar a diferença de valores é fundamental para criação de vilões a ponto de que, "Eu realmente não penso neles em combate". As aparências físicas dos vilões também foram enfatizadas, a fim de diferenciá-los dos outros personagens, tornando mais fácil para o leitor acompanhar a história e identificar os vilões, mesmo em cenas de batalha. Kishimoto observou que fazer os vilões "ornamentados" com "trajes vistosos" é "um dos meus princípios", bem como torná-los "mais memoráveis".[9]


En otros idiomas