Lilith Fair

Lilith Fair foi um concert tour e festival musical fundado pela cantora canadense Sarah McLachlan, onde figuraram proeminentemente cantoras e profissionais da música do sexo feminino. O festival Lilith Fair ocorreu de 1997 a 1999. Apesar da curta duração, a influência do projeto foi extremamente marcante e histórica. O festival regressou em 2010.[1] O nome do festival de fato remete à antiga figura mitológica de Lilith.

Lilith no Relevo de Burney, cerca 1950 A.E.C. (Suméria).

Propósitos do projeto

Sarah McLachlan sentiu-se frustrada em 1996 por causa dos promoters de concertos e as estações de rádio que se recusavam a apresentar duas artistas/vozes femininas de encordoado. Quebrando uma tradição mantida insistentemente pela indústria musical norte-americana, ela organizou uma turnê bem-sucedida, juntamente com [1] (No entanto, McLachlan afirmou que apesar do conceito reivindicatório feminista, o festival era, acima de tudo, sobre a música em si). Ao menos num show em que se apresentaram juntas—na terra natal de McLachlan, no Canadá, em 14 de setembro de 1996—foi utilizado o nome "Lilith Fair", sendo que se apresentaram também naquela ocasião Lisa Loeb e Michelle McAdorey (previamente Crash Vegas).

No ano seguinte McLachlan fundou o festival Lilith Fair, tomando o nome Lilith da lenda medieval judaica em que se acreditava que Lilith tinha sido a primeira esposa de Adão e que ela tinha o abandonado pois recusou-se a submeter-se ao seu controle e dominação durante as suas relações sexuais (Veja aqui mais informações sobre a legendária: Lilith).

O show também estipulou que um dólar de cada bilhete vendido fosse doado a uma organização não governamental local empenhada em auxiliar e socorrer mulheres em situações difíceis.

En otros idiomas
Deutsch: Lilith Fair
English: Lilith Fair
español: Lilith Fair
français: Lilith Fair
Nederlands: Lilith Fair
occitan: Lilith Fair
svenska: Lilith Fair