Leos (heroi)

Leos é o nome do heroi epônimo de uma das dez tribos de Atenas[1] após as reformas de Clístenes, que transformou as quatro tribos antigas, que tinham nomes associados aos filhos de Íon, em dez, com nomes baseados em nove herois atenienses e Ájax.[2]

Pouco se sabe sobre Leos, [3] Ele seria filho de Orfeu, pai de Cilanto[3] e tinha três filhas, Eúbole, Frasiteia ou Praxítea e Téope ou Teopompe, [3] que se sacrificaram para salvar a Ática,[3][1] a mando de um oráculo.[1]

O sacrifício das filhas de Leos foi usado em um discurso de Fócio, cognominado "o Bom": logo após a destruição de Tebas por Alexandre, este enviou mensageiros a Atenas demandando a entrega de dez líderes políticos que haviam se oposto a ele; os mais proeminentes destes líderes eram Demóstenes e Licurgo.[4] Fócio lembrou os sacrifícios de Leos e Jacinto, lembrando que os homens deviam aceitar a morte com alegria, para salvar seu país de desastre, e chamou de covardes os que não queriam entregar suas vidas pela sua cidade.[5]

Referências

  1. a b c Pausânias (geógrafo), Descrição da Grécia, 1.5.2
  2. Heródoto, [pt] [el] [el/en] [ael/fr] [en] [en] [en] [es]
  3. a b c d Site The Stoa: a consortium for electronicpublication in the humanities, Athenian Political Art from the fifth and fourth centuries: Images of Tribal (Eponymous) Heroes [em linha]
  4. Diodoro Sículo, Biblioteca Histórica, Livro XVII, 15.1
  5. Diodoro Sículo, Biblioteca Histórica, Livro XVII, 15.2
En otros idiomas
català: Leos