Juan Rulfo

Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde dezembro de 2010). Por favor, referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Juan Rulfo
Juan Rulfo
Nome completo Juan Nepomuceno Carlos Pérez Rulfo Vizcaíno
Nascimento 16 de maio de 1917
Sayula, México
Morte 8 de janeiro de 1986 (68 anos)
Cidade do México, México
Nacionalidade México Mexicano
Cônjuge Clara Aparicio Reyes
Ocupação Escritor
Influenciados
Prémios Prémio Princesa das Astúrias (1983)
Magnum opus A Planície em chamas

Juan Nepomuceno Carlos Pérez Rulfo Vizcaíno( Sayula, Jalisco, 16 de Maio de 1917Cidade do México, 8 de Janeiro de 1986) foi um escritor mexicano.

Vida

Rulfo nasceu em uma família de proprietários de terra que ficou arruinada pela Revolução Mexicana. Seu pai e dois tios morreram na época da Guerra Cristera e com a morte de sua mãe, por um ataque cardíaco quatro anos depois, Rulfo foi enviado a um orfanato em Guadalajara, onde viveu entre 1927 a 1935. Ele foi morar em Ciudad de México, capital do país e lá conheceu Clara Aparício, que passou a ser sua companheira para toda sua vida. Frequentou um seminário por um breve período e mudou-se para a Cidade do México, a fim de estudar direito. Não pôde terminar os estudos e durante os vinte anos seguintes trabalhou, primeiro como agente de imigração por todo o México e logo como agente da empresa Goodrich-Euzkadi.

Em 1944, Rulfo fundou a revista literária Pan. Na década de 1950, o autor publica o livro de contos El llano en llamas e o romance Pedro Páramo. Apesar de ter abandonado a escrita de livros depois da publicação destas obras, Rulfo continuou ativo na cena literária mexicana, colaborando com outros escritores em roteiros ( Carlos Fuentes e Gabriel García Márquez), escrevendo para televisão, e dedicando-se à fotografia.

Desde 1962 até sua morte, Rulfo foi diretor do departamento de publicações do Instituto Nacional Indígena do México. Foi membro da Academia de Letras Mexicana e recebeu vários prêmios literários em vida, de entre os quais o Prêmio Príncipe de Astúrias, em 1983. O escritor morreu, de câncer, aos 68 anos.

En otros idiomas
العربية: خوان رولفو
Aymar aru: Juan Rulfo
azərbaycanca: Xuan Rulfo
تۆرکجه: خوآن رولفو
беларуская: Хуан Рульфа
brezhoneg: Juan Rulfo
català: Juan Rulfo
čeština: Juan Rulfo
Deutsch: Juan Rulfo
English: Juan Rulfo
Esperanto: Juan Rulfo
español: Juan Rulfo
euskara: Juan Rulfo
suomi: Juan Rulfo
français: Juan Rulfo
Gaeilge: Juan Rulfo
galego: Juan Rulfo
magyar: Juan Rulfo
Հայերեն: Խուան Ռուլֆո
interlingua: Juan Rulfo
italiano: Juan Rulfo
Nāhuatl: Juan Rulfo
Nederlands: Juan Rulfo
norsk: Juan Rulfo
occitan: Juan Rulfo
Kapampangan: Juan Rulfo
polski: Juan Rulfo
Runa Simi: Juan Rulfo
română: Juan Rulfo
русский: Рульфо, Хуан
slovenščina: Juan Rulfo
српски / srpski: Хуан Рулфо
svenska: Juan Rulfo
Türkçe: Juan Rulfo