Jorge I da Grécia

Jorge I
Rei dos Helenos
Rei da Grécia
Reinado30 de março de 1863
a 18 de março de 1913
Antecessor(a)Oto
Sucessor(a)Constantino I
 
EsposaOlga Constantinovna da Rússia
DescendênciaConstantino I da Grécia
Jorge da Grécia e Dinamarca
Alexandra da Grécia e Dinamarca
Nicolau da Grécia e Dinamarca
Maria da Grécia e Dinamarca
Olga da Grécia e Dinamarca
André da Grécia e Dinamarca
Cristóvão da Grécia e Dinamarca
CasaSchleswig-Holstein-
Sonderburg-Glücksburg
Nome completo
Cristiano Guilherme Fernando Adolfo Jorge
Nascimento24 de dezembro de 1845
 Copenhague, Dinamarca
Morte18 de março de 1913 (67 anos)
 Salonica, Grécia
EnterroCemitério Real, Palácio de Tatoi, Atenas, Grécia
PaiCristiano IX da Dinamarca
MãeLuísa de Hesse-Cassel
ReligiãoLuteranismo
AssinaturaAssinatura de Jorge I

Jorge I (Copenhague, 24 de dezembro de 1845Salonica, 18 de março de 1913), nascido príncipe Guilherme de Schleswig-Holstein-Sonderburg-Glücksburg, foi o Rei da Grécia de sua eleição em 1863 até seu assassinato. Originalmente um príncipe dinamarquês, Jorge parecia estar destinado a uma carreira na Marinha Real. Foi eleito rei pela Assembleia Nacional Grega quando tinha apenas dezessete anos, pouco depois da deposição do impopular rei Oto. Sua nomeação foi sugerida e apoiada pelas grandes potências da época: o Reino Unido da Grã-Bretanha e Irlanda, o Segundo Império Francês e o Império Russo. Ele se casou com a grã-duquesa Olga Constantinovna da Rússia, tornando-se o primeiro monarca da nova dinastia real grega. Duas de suas irmãs, Alexandra e Dagmar, casaram-se com os monarcas britânico e russo, respectivamente. O rei Eduardo VII e o imperador Alexandre III eram seus cunhados enquanto Jorge V e Nicolau II eram seus sobrinhos. O reinado de quase cinquenta anos de Jorge foi caracterizado por ganhos territoriais enquanto a Grécia estabelecia seu lugar na Europa pré-Primeira Guerra Mundial. O Reino Unido cedeu pacificamente as Ilhas Jônicas, enquanto a Tessália foi anexada do Império Otomano após a Guerra Russo-Turca de 1877–78. A Grécia nem sempre foi bem sucedida em suas ambições expansivas, sendo derrotada na Guerra Greco-Turca de 1897. Jorge foi assassinado durante a Primeira Guerra Balcânica, logo depois das tropas gregas terem ocupado Salonica. Ele foi sucedido por seu filho Constantino I.

Início de vida

Jorge c. 1860.

Jorge nasceu em Copenhague, Dinamarca, no dia 24 de dezembro de 1845, o segundo filho do príncipe Cristiano de Schleswig-Holstein-Sonderburg-Glücksburg e da princesa Luísa de Hesse-Cassel.[1] Seu nome completo era Cristiano Guilherme Fernando Adolfo Jorge, porém era chamado simplesmente de príncipe Guilherme, o mesmo nome que seus dois avôs: Frederico Guilherme, Duque de Schleswig-Holstein-Sonderburg-Glücksburg, e Guilherme de Hesse-Cassel.[2]

Seu pai foi designado em 1853 como o herdeiro presuntivo do rei Frederico VII da Dinamarca, que não tinha filhos, com toda a família se tornando príncipes e princesas dinamarqueses. Os irmãos de Jorge eram Frederico (que eventualmente ascenderia ao trono da Dinamarca), Alexandra (que foi a rainha consorte de Eduardo VII do Reino Unido e mãe de Jorge V), Dagmar (que como Maria Feodorovna foi imperatriz consorte de Alexandre III da Rússia e mãe de Nicolau II), Tira (que se casou com Ernesto Augusto, Príncipe Herdeiro de Hanôver) e Valdemar.[1]

O idioma de sua mãe era o dinamarquês, com o inglês sendo uma segunda língua. Ele também aprendeu francês e alemão.[3] Ele começou uma carreira na Marinha Real Dinamarquesa, se inscrevendo como cadete naval junto com seu irmão Frederico. Enquanto o irmão era descrito como "quieto e extremamente bem comportado", Jorge era "animado e cheio de travessuras".[4]

En otros idiomas
български: Георгиос I
Bahasa Indonesia: George I dari Yunani
ქართული: გეორგიოს I
македонски: Ѓорѓи I (Грција)
Bahasa Melayu: Georgios I dari Yunani
norsk nynorsk: Georg I av Hellas
Simple English: George I of Greece
slovenčina: Juraj I. (Grécko)
српски / srpski: Ђорђе I Грчки
Türkçe: I. Georgios