Jonathan Palmer

Jonathan Palmer
Informações pessoais
Nome completoJonathan Charles Palmer
Nacionalidadeinglês
Nascimento7 de novembro de 1956 (62 anos)
Londres, Inglaterra
Registros na Fórmula 1
Temporadas19831989
Equipes4 (Williams, RAM, Zakspeed e Tyrrell)
GPs disputados88 (83 largadas)
Títulos0 (11º em 1987)
Vitórias0
Pódios0
Pontos14
Pole positions0
Voltas mais rápidas1
Primeiro GPUnião Europeia GP da Europa, 1983
Último GPAustrália GP da Austrália, 1989
(não-classificado)

Jonathan Charles Palmer ou apenas Jonathan Palmer (Londres, 7 de novembro de 1956) é um empresário e ex-piloto britânico de Fórmula 1.

Carreira

Educado no Brighton College, Palmer venceu o Campeonato Britânico de Fórmula 3 em 1981 e o campeonato de Fórmula 2 de 1983. Estreou na Fórmula 1 em 25 de setembro de 1983, pela Williams. Foi para a equipe RAM em 1984 ao lado de outro estreante, o francês Philippe Alliot. No campeonato de 1985, ele foi para a equipe alemã Zakspeed, ficando nela até 1986, com um 8º lugar no GP do Leste dos Estados Unidos como seu melhor resultado.

Para 1987, fechou com a Tyrrell. Na tradicional equipe inglesa, ele pontuou pela primeira vez na carreira com os dois pontos no GP de Mônaco e terminou o ano em 11º lugar, com 7 pontos. Porém, ele foi o campeão no Troféu Jim Clark, (para pilotos que não utilizava motores Turbo), tendo o francês Philippe Streiff, seu companheiro de equipe e seu maior rival, logo atrás. Continuou na equipe em 1988, dividindo os boxes com o compatriota e estreante Julian Bailey. Palmer terminou o ano com 5 pontos e o 14º lugar na classificação final. Em 1989, pelo terceiro ano consecutivo na equipe inglesa, teve como companheiro de equipe o italiano Michele Alboreto.

Mesmo com o inglês tendo marcado 1 ponto no GP de San Marino, foi ofuscado pelo ex-piloto ferrarista com o 3º lugar no GP do México. No GP do Canadá, marcou a volta mais rápida da prova, a única na carreira. Para o GP da França, Ken Tyrrell dispensava Alboreto e convocava o francês Jean Alesi, vindo da Fórmula 3000 e com o patrocínio da Camel. Superado nos treinos e corridas pelo jovem francês, Palmer sentiu que o seu tempo estava terminando na categoria máxima da velocidade. Prestes a completar 33 anos, não conseguiu se classificar para o GP da Austrália. O piloto inglês ficou a apenas 37 milésimos da 26ª posição, a última do grid. Com 83 corridas no currículo, num total de 14 pontos, tendo um 4º lugar o seu melhor resultado e uma volta mais rápida, ele encerrava parcialmente a sua carreira.

A derradeira experiência com carros de Fórmula 1 foi na McLaren, em 1990, exercendo o cargo de piloto de testes. Permaneceu na equipe de Woking até 1993, quando pendurou de vez o capacete.

Antes de optar por uma carreira como piloto de corrida, Palmer formou-se e trabalhou como médico em Londres.

Depois de retirar-se das corridas, Jonathan foi trabalhar como comentarista pela BBC no meio do ano de 1993 em substituição a James Hunt, falecido em decorrência de um ataque cardíaco logo após o GP do Canadá. Embora seus comentários ao lado do veterano Murray Walker fossem inteligentes e articulados, quando a cobertura foi mudada para a ITV em 1997, foi substituído pelo compatriota Martin Brundle.

Palmer foi imitado por Jonathan Kern, um vigarista internacional que usou seu nome por toda a Europa e Estados Unidos da América.[1] Ele foi também o nome por trás da série monoposto de Fórmula Palmer Audi no Reino Unido e administrou a carreira de seu primeiro campeão, Justin Wilson, por algum tempo.

A MotorSport Vision, uma companhia chefiada por Palmer, possui alguns circuitos de corridas de automóveis no Reino Unido. Dentre eles estão: Brands Hatch, Snetterton, Cadwell Park, Oulton Park e Bedford Autodrome.

É pai do também piloto Jolyon Palmer.

En otros idiomas
български: Джонатан Палмър
español: Jonathan Palmer
français: Jonathan Palmer
italiano: Jonathan Palmer
Nederlands: Jonathan Palmer
română: Jonathan Palmer
slovenščina: Jonathan Palmer