James J. Braddock

Question book-4.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo, o que compromete a verificabilidade (desde agosto de 2016). Por favor, insira mais referências no texto. Material sem fontes poderá ser acadêmico)
James J. Braddock Boxing pictogram.svg
Informações pessoais
ApelidoBulldog of Bergen,
Pride of the Irish,
Pride of New Jersey,
Cinderella Man
CategoriaPeso-pesado
Meio-pesado
NacionalidadeRepública da Irlanda Irlandesa
Estados Unidos Americano
Data de nasc.7 de Junho de 1905
Cidade natalNova Iorque,  Estados Unidos
Falecimento29 de Novembro de 1974 (69 anos)
LocalNorth Bergen,  Estados Unidos
EstiloOrtodoxo
Altura1,89 m
Cartel
Lutas86
Vitórias56
Nocautes26
Derrotas23
Empates4

James Walter Braddock (Nova Iorque, 7 de Junho de 1905North Bergen, 29 de Novembro de 1974) foi um pugilista americano da categoria peso-pesado que lutou com o pseudônimo James J. Braddock. Também foi conhecido como "Cinderella Man", apelido que recebeu de Damon Runyon,[1] devido a sua origem pobre, como no conto de fadas da Cinderela.

Biografia

Nascido na cidade de Nova Iorque, Braddock iniciou sua vida como pugilista profissional em 1926, quando tinha 21 anos. Com uma poderosa mão direita, Braddock teve um início arrasador, tendo três anos após virar profissional, um registro de 44-2-2, com 21 nocautes. Em 1928, surpreendeu ao vencer Tuffy Griffiths e, no ano seguinte, teve a chance de disputar o título mundial contra Tommy Loughran, mas acabou perdendo após quinze rounds. Braddock ainda teve a infelicidade de quebrar sua mão direita.

Em suas 33 lutas seguintes, seu registro caiu para 11-20-2. Vivendo em grande pobreza após a Crise de 1929, Braddock acabou abandonando temporariamente os ringues e começou a trabalhar como estivador. E, devido aos ferimentos frequentes em sua mão direita, passou a utilizar a esquerda durante o trabalho, o que o fez ganhar mais agilidade com ela, coisa que não tinha antes.

Braddock recebeu uma nova chance em 1934, contra John Griffin. Estando todos evitando um confronto com Griffin, que era o grande candidato ao título mundial, Braddock, que se despediria do boxe nessa luta, acabou, surpreendentemente, vencendo Griffin por nocaute no terceiro round. Em seguida, venceria novamente, dessa vez contra o futuro campeão de meio-pesados, John Henry Lewis. Ainda lutaria em outra grande luta contra Art Lasky, antes de enfrentar Max Baer na disputa do título do campeonato mundial.

Tendo sido escolhido para lutar contra Max Baer por ser considerado uma vitória fácil para Baer, Braddock surpreendeu novamente, e lutando em 13 de junho de 1935 no Madison Square Garden Bowl, venceu Baer, que era quatro anos mais jovem, em uma das lutas mais impressionantes da história do boxe, tendo sido escolhido pelos juízes em 10 para 1 após os quinze rounds. O título permaneceria com Braddock durante dois anos, até perdê-lo para o jovem Joe Louis.

En otros idiomas
azərbaycanca: Ceyms Breddok
български: Джеймс Брадок
Deutsch: Jim Braddock
Bahasa Melayu: James J. Braddock
Nederlands: James J. Braddock
srpskohrvatski / српскохрватски: James J. Braddock