Jürgen Klinsmann

Jürgen Klinsmann
Jürgen Klinsmann
Jürgen Klinsmann em 2014
Informações pessoais
Nome completoJürgen Klinsmann
Data de nasc.30 de julho de 1964 (53 anos)
Local de nasc.Göppingen, Alemanha Ocidental
Nacionalidadealemão
Altura1,82 m
ApelidoKlinsi[1]
Informações profissionais
Equipa atualFlag of None.svg Sem clube
PosiçãoAtacante (aposentado)
FunçãoTreinador
Clubes de juventude
1972–1974
1974–1978
1978–1981
Alemanha Ocidental TB Gingen
Alemanha Ocidental SC Geislingen an der Steige
Alemanha Ocidental Stuttgarter Kickers
Clubes profissionais
AnosClubesJogos (golos)
1981–1984
1984–1989
1989–1992
1992–1994
1994–1995
1995–1997
1997
1998
2003
Alemanha Ocidental Stuttgarter Kickers
Alemanha Ocidental Stuttgart
Itália Internazionale
Mónaco Monaco
Inglaterra Tottenham Hotspur
Alemanha Bayern Munique
Itália Sampdoria
Inglaterra Tottenham Hotspur
Estados Unidos Orange County Blue Stars
Total
0061 000(22)
0155 000(79)
0095 000(34)
0065 000(29)
0041 000(21)
0065 000(31)
0008 0000(2)
0015 0000(9)
0008 0000(5)
0542 00(238)
Seleção nacional
1987–1998Alemanha Alemanha Ocidental/Alemanha0108 000(47)
Times/Equipas que treinou
2004–2006
2008–2009
2011–2016
Bandeira da Alemanha Alemanha
Alemanha Bayern Munique
Flag of the United States.svg Estados Unidos
0034
0044
0098
Medalhas
Jogos Olímpicos
BronzeSeul 1988Futebol

Jürgen Klinsmann (Göppingen, 30 de julho de 1964) é um ex-futebolista e treinador alemão de futebol radicado nos Estados Unidos. É considerado por muitos especialistas como o maior atacante da História do futebol alemão e um dos maiores atacantes de toda a História do futebol Mundial. Atualmente, está sem clube.

Jogou como atacante e, graças a sua habilidade em marcar gols e a sua habilidade técnica no geral conjuntada a seu vigor físico, logo recebeu o apelido de "Bombardeiro Dourado", "tanque alemão" e "Kataklismann". A família de Klinsmann que é Evangélica Protestante assim como ele, administra uma padaria no subúrbio de Göppingen em Stuttgart, e consequentemente ele é carinhosamente citado como o "filho do padeiro".[2]

Klinsmann, curiosamente, possui diploma na profissão e, às vésperas da Copa do Mundo de 1994, gravou um comercial encomendado pelo sindicato da categoria na Alemanha, onde promovia o WM Brot ("Pão da Copa do Mundo"). Sua imagem trouxe grande sucesso ao produto.[3]

Diferentemente de alguns dos mais célebres atacantes alemães quando começou a jogar profissionalmente, caracterizados pela força, peso e alta estatura - casos de Klaus Fischer, Horst Hrubesch e Rudi Völler -, Klinsmann comportava-se como um centroavante refinado e rápido, movimentando-se no ataque, ajudando na defesa e finalizando como poucos.[3]

Um dos maiores ex-jogadores alemães, consagrou-se na Seleção Alemã, muito por conta de uma particularidade de sua carreira: ganhou mais títulos por ela do que nos clubes em que jogou.

Carreira em clubes

Despontando no futebol alemão-ocidental

Klinsmann foi introduzido pela primeira vez ao futebol com oito anos de idade, jogando em todas as posições em sua juventude, incluindo a de guarda-redes, em um time infantil da pequena cidade da padaria de sua família. Aficcionado pelo esporte, continuou a jogar no time mesmo após a mudança familiar para a cidade de Stuttgart: o garoto viaja 60 quilômetros todos os dias só para jogar.[3] O "problema" foi resolvido quando um time de sua nova cidade lhe ofereceu a primeira chance profissional: o Stuttgarter Kickers.

Klinsmann ficou no Kickers, um time da segunda divisão, até 1984. A temporada 1983/84 foi a sua melhor pela equipe, marcando 19 gols em 35 partidas, embora o time tenha ficado longe da zona de acesso. Em compensação, o rival e mais prestigioso Stuttgart, da divisão de elite do campeonato alemão-ocidental, a Bundesliga - que conquistara naquela mesma temporada - enxergou no clube vizinho uma revelação e a adquiriu.

Centroavante alto, de excelente cabeceio e velocidade/mobilidade incomuns, não demorou para chamar a atenção: em três anos, Klinsmann chegou à Seleção da Alemanha Ocidental. Na temporada de 1987/88, atingiu seu melhor momento no clube, faturando a artilharia da Bundes. Na seguinte, o time foi vice-campeão da Copa da UEFA, perdendo a decisão para o Napoli de Diego Maradona. A carreira de Klinsmann decolou de vez: mesmo não conquistando títulos no Stuttgart, seus gols atraíram a atenção da Internazionale.

Klinsmann pelo Stuttgart, nas semifinais da Copa da UEFA de 1989, contra os alemães-orientais do Dínamo Dresden. Klinsmann terminou vice-campeão do torneio.

Já como jogador consagrado

O time de Milão havia sido campeão italiano na temporada 1988/89 com dois compatriotas no elenco: Lothar Matthäus e Andreas Brehme, e decidiu contratá-lo. Com eles dois, Klinsmann formou o "trio chucrute" da Inter.[3] No difícil futebol italiano, marcou menos: foram 13 na temporada 1989/90, 14 na 1990/91 e apenas 7 na 1990/92, em todas elas atuando mais de trinta vezes na Serie A.[4] Em compensação, nos nerazzurri faturou seu primeiro título por um clube, a Copa da UEFA de 1990/91.

Ao fim da temporada 1991/92, o trio alemão dispersou-se da Inter. O destino de Klinsmann foi o Monaco. No time do principado, teve uma excelente temporada da estreia: foram 19 gols em 35 jogos na Ligue 1 de 1992/93, ficando em terceiro na artilharia e na colocação do clube no campeonato francês. A segunda foi razoável; o Monaco ficou apenas em nono, com seu principal astro marcando apenas dez vezes, números que ele não obtinha desde as primeiras temporadas no Stuttgarter Kickers.

Klinsmann mudou novamente de ares, sendo a grande contratação do Tottenham Hotspur para a temporada inglesa de 1994/95. Em sua primeira temporada nos Spurs, ele não desapontou. O time, sim. Já veterano, Klinsmann não resistiu à oferta da principal equipe de seu país natal: ao final daquela temporada, acertou com o Bayern Munique, onde estava seu amigo Matthäus e jogadores-base da Seleção Alemã. 1995/96 não foi tão bem para o time na Bundes, que ficou no vice-campeonato. Klinsmann, na vice-artilharia. Em compensação, Klinsmann e Matthäus faturaram o mesmo título que ganharam juntos na Inter de Milão em 1991, a Copa da UEFA.

A boa relação entre os dois, todavia, estremeceu naquela temporada: o polêmico líbero afirmaria que o atacante fazia intrigas para prejudicá-lo no time e na Seleção;[5] Klinsmann, por sua vez, magoou-se ao saber que uma pressão para que não fosse chamado para a Eurocopa 1996 estava sendo realizada pelo colega.[6] A Euro acabou sendo o verdadeiro alento da temporada: Matthäus, contundido, não pôde ir.[7] Klinsmann foi e ergueu a taça de campeão, o primeiro título da Alemanha reunificada.

Aposentadoria

O ódio de Matthäus por Klinsmann ficou insustentável, com o líbero e capitão chegando a apostar que o desafeto não marcaria mais de quinze vezes na temporada.[5] Foi exatamente a quantidade de gols de Klinsmann apenas no campeonato alemão, desta vez conquistado, e de forma emocionante: foram apenas dois pontos de diferença para o vice, o Bayer Leverkusen. Todavia, com Matthäus sendo o dono do time, Klinsmann não via mais o Bayern como um bom lugar e voltou à Itália, agora como jogador da Sampdoria.

No clube de Gênova, ficou apenas a metade inicial da temporada e não deixou tantas marcas. Na janela de transferência de inverno, acertou voltar ao Tottenham. Seus 9 gols nas 15 partidas ajudaram bastante a equipe londrina, que estava bastante ameaçada de rebaixamento. Klinsmann, à altura com 34 anos, pôde aposentar-se dignamente, o que o fez ao final daquela temporada 1997/98, quando realizou-se a Copa do Mundo de 1998.

Em 2003, chegou a fazer uma breve volta aos gramados, realizando oito partidas e marcando cinco vezes pelo Orange County Blue Stars, dos Estados Unidos, onde passou a morar desde então.

En otros idiomas
azərbaycanca: Yurgen Klinsman
беларуская: Юрген Клінсман
български: Юрген Клинсман
Bahasa Indonesia: Jürgen Klinsmann
македонски: Јирген Клинсман
Bahasa Melayu: Jürgen Klinsmann
Nederlands: Jürgen Klinsmann
norsk nynorsk: Jürgen Klinsmann
srpskohrvatski / српскохрватски: Jürgen Klinsmann
Simple English: Jürgen Klinsmann
slovenčina: Jürgen Klinsmann
slovenščina: Jürgen Klinsmann
српски / srpski: Јирген Клинсман
українська: Юрген Клінсманн
Tiếng Việt: Jürgen Klinsmann