Infantaria

Text document with red question mark.svg
Este artigo ou secção contém fontes no fim do texto, mas que não são citadas no corpo do artigo, o que compromete a confiabilidade das informações. (desde setembro de 2013)
Por favor, este artigo inserindo fontes no corpo do texto quando necessário.
Recriação de uma formação de legionários romanos.
Formações de infantaria espanhola no século XVII.
Assalto de um regimento de infantaria prussiana do século XVIII.
Infantaria britânica nas trincheiras da Primeira Guerra Mundial.
Infantaria dos EUA avançando protegida por um carro de combate na Segunda Guerra Mundial.
Infantaria ligeira portuguesa (caçadores) avançando na selva africana durante a Guerra do Ultramar.
Lançamento de infantaria paraquedista dos EUA a partir de um avião C-141.
Soldados Gurkhas de Infantaria britânica em instrução de combate em áreas urbanizadas.
Guarnição de um morteiro de 81 mm da infantaria francesa.

A infantaria é a mais antiga arma do Exército e geralmente dotada dos maiores efetivos, formada por soldados que podem combater em todos os tipos de terreno e sob quaisquer condições meteorológicas, podendo utilizar variados meios de transporte para serem levados à frente de combate. Sua principal missão é conquistar e manter o terreno, aproveitando a capacidade de progredir em pequenas frações, de difícil detecção e grande mobilidade. A infantaria contemporânea frequentemente emprega o princípio de fogo e movimento para atingir uma posição dominante em relação àquela do inimigo.

A infantaria moderna segue uma organização que divide as tropas de infantes agrupando-os em unidades chamadas de divisões, brigadas, batalhões, companhias e pelotões.

História

A infantaria com seus combatentes, os infantes, desde a antiguidade, sempre foram a principal força combativa de um exército. Uma notável exceção foram as sociedades nômades, como os hunos ou mongóis, que lutavam basicamente com soldados montados a cavalo.

A infantaria tradicional teve suas origens nos combatentes gregos e romanos, que lutavam em grupos compactos, armados de espadas e lanças e protegidos por couraças e elmos metálicos.

A legião romana aperfeiçoou a organização da infantaria em unidades e subunidades, o que hoje é base da organização dos exércitos modernos. Uma legião era dividida em dez coortes, por sua vez divididas em um número variável de centúrias, que eram compostas por cerca de cem homens cada. Ao total, a variar em função do período histórico, a legião romana podia ter entre 3 mil a 6 mil homens.

Com o surgimento das armas de fogo, ao final da Idade Média, a infantaria passou a ter organização tática e emprego diferente, sendo empregada em linhas contínuas de atiradores, lado a lado que se contrapunham à outra linha, em frente, do inimigo. Como as armas da época, os arcabuzes e os mosquetes, tinham uma cadência de tiro muito lenta, os atiradores eram complementados por outras tropas armadas com armas brancas, longas lanças, chamadas piques. Com o passar do tempo as armas de fogo foram sendo aperfeiçoadas e os piqueiros foram desaparecendo gradualmente, sendo que o seu papel foi substituído pela baioneta, uma lâmina afiada que é adaptada na boca dos fuzis e serve para o combatente proceder o combate corpo-a-corpo.

A evolução e aumento da capacidade das armas de fogo fez com que a infantaria deixasse de ser empregada em linhas de atiradores. O desenvolvimento da artilharia, no século XIX, quando as armas passaram a ter maior alcance e maior número de disparos por minuto, também contribuiu para que o emprego da infantaria fosse alterado.

Na Guerra de Secessão, Guerra do Paraguai e Guerra Franco-Prussiana, os infantes passaram de atuar somente em linha e passaram cavar trincheiras para a proteção. A Primeira Guerra Mundial ficou conhecida como a “guerra das trincheiras” pois o maior poder de fogo da artilharia e das metralhadoras barrou o movimento da infantaria. Apesar de, durante a Segunda Guerra Mundial, os carros de combate da cavalaria passarem a ter um papel importante nas grandes ofensivas, a infantaria ainda era a mais numerosa das armas e responsável pela ocupação e manutenção do terreno tomado ao inimigo. Ao ser transportada em veículos, ela passou a ser conhecida como infantaria motorizada ou mecanizada.

Uma forma especializada da infantaria é o fuzileiro naval, cujo transporte é feito pelas marinhas em navios de guerra especialmente preparados para o desembarque, além de contar com carros anfíbios que podem sair do mar diretamente para a terra em condições de combate.

Uniformes

No tempo das guerras de Napoleão Bonaparte, de 1769 a 1821, os soldados possuíam uniformes vistosos e coloridos,como as roupas dos nobres da moda para serem reconhecidos pelos pares e se distinguir do inimigo na confusão do campo de batalha. Com o passar do tempo e a evolução das armas e das técnicas de guerra os uniformes passaram a ser de cores que os confundissem com o ambiente de entorno, o que ficou conhecido com uniforme camuflado.

En otros idiomas
Afrikaans: Infanterie
aragonés: Infantería
العربية: مشاة (عسكرية)
asturianu: Infantería
Boarisch: Infanterie
беларуская: Пяхота
беларуская (тарашкевіца)‎: Пяхота
български: Пехота
bosanski: Pješadija
català: Infanteria
čeština: Pěchota
Чӑвашла: Пехота
Cymraeg: Troedfilwr
dansk: Infanteri
Deutsch: Infanterie
Ελληνικά: Πεζικό
English: Infantry
Esperanto: Infanterio
español: Infantería
eesti: Jalavägi
euskara: Infanteria
suomi: Jalkaväki
français: Infanterie
Frysk: Ynfantery
galego: Infantaría
עברית: חיל רגלים
हिन्दी: इन्फेंट्री
hrvatski: Pješaštvo
magyar: Gyalogság
հայերեն: Հետևազոր
Bahasa Indonesia: Infanteri
íslenska: Fótgöngulið
italiano: Fanteria
日本語: 歩兵
қазақша: Жаяу әскер
ಕನ್ನಡ: ಪದಾತಿ ಪಡೆ
한국어: 보병
Latina: Peditatus
lietuvių: Pėstininkas
latviešu: Kājnieki
македонски: Пешадија
മലയാളം: കാലാൾപ്പട
Bahasa Melayu: Infantri
Nederlands: Infanterie
norsk nynorsk: Infanteri
norsk: Infanteri
occitan: Infantariá
polski: Piechota
română: Infanterie
русский: Пехота
srpskohrvatski / српскохрватски: Pješadija
Simple English: Infantry
slovenčina: Pechota
slovenščina: Pehota
српски / srpski: Pešadija
svenska: Infanteri
Tagalog: Hukbong lakad
Türkçe: Piyade
українська: Піхота
oʻzbekcha/ўзбекча: Piyoda askarlar
Tiếng Việt: Bộ binh
ייִדיש: פוס מיליטער
中文: 步兵
Bân-lâm-gú: Pō͘-peng
粵語: 步兵