Inclinação

Question book-4.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo, o que compromete a verificabilidade (desde Dezembro de 2011). Por favor, insira mais referências no texto. Material sem fontes poderá ser acadêmico)
Disambig grey.svg Nota: Para a inclinação de uma função matemática, veja Coeficiente angular.
Disambig grey.svg Nota: Se procura inclinação de estrada, veja Declive .
Diagrama com vários parâmetros orbitais, entre eles a inclinação i em verde.

A inclinação é um dos seis parâmetros orbitais que descrevem a forma e orientação da órbita de um corpo celeste em relação a outro corpo, normalmente de maior massa.[1][Nota 1] É o ângulo formado entre o plano da órbita e o plano de referência, sendo um valor entre 0 e 180 graus.[1] Se o momento angular orbital do corpo tiver um componente que aponta para o norte do plano de referência, a inclinação vale entre 0 e 90 graus, caso contrário, a inclinação vale entre 90 e 180 graus.

A inclinação pode ser calculada dado o vetor momento angular orbital e o vetor que define o eixo Z, perpendicular ao plano de referência: se estes vetores formam um ângulo , a inclinação é .

Uma órbita é retrógrada quando a inclinação é maior que 90 graus.

O ponto em que o corpo menor cruza o plano de referência, passando do hemisfério sul para o hemisfério norte, é chamado de nodo ascendente.[1]

  • sistema solar

Sistema Solar

No Sistema Solar, a inclinação da órbita de um planeta é definida como o ângulo entre o plano da órbita do planeta, e a eclíptica, que é a órbita da Terra. Pode ser medido com respeito a outro plano, como o equador do Sol, o plano orbital de Júpiter, mas a eclíptica é mais prática para os observadores a partir da Terra.

Essas inclinações das órbitas dos sete demais planetas do Sistema Solar estão listadas nos dados de cada planeta. Essas inclinações das órbitas de cada planeta em relação à órbita da Terra não estão todas num mesmo eixo.

Em relação à Longitude do nó ascendente da Terra (348,9472°) os eixos sobre os quais se verificam as inclinações das demais sete órbitas apresentam os defasamentos conforme se segue:

Mercúrio Vênus Marte Júpiter Saturno Urano Netuno
300,408° 272,069° 302,177° 248,247° 235,096° 274,749° 216,945°

Observa-se que os eixos das inclinações dessas sete órbitas estão todos dentro de pouco menos de um quadrante de órbita (85,232°).

Notas e referências

Notas

  1. A referência do site da AMSAT se refere a sete elementos por incluir, imprecisamente, a época como um elemento. De fato, são seis elementos para cada época.

Referências

  1. a b c Franklin Antonio, [em linha]
En otros idiomas
Afrikaans: Baanhelling
Alemannisch: Bahnneigung
العربية: زاوية ميلان
asturianu: Enclín orbital
български: Инклинация
català: Inclinació
čeština: Sklon dráhy
Deutsch: Bahnneigung
Ελληνικά: Κλίση τροχιάς
Esperanto: Orbita klineco
Gaelg: Cleayn
hrvatski: Inklinacija
magyar: Inklináció
Bahasa Indonesia: Inklinasi
日本語: 軌道傾斜角
한국어: 궤도 경사
македонски: Наклон (орбита)
Bahasa Melayu: Kecondongan
Plattdüütsch: Bahnnegen
Nederlands: Glooiingshoek
norsk nynorsk: Banehelling
polski: Inklinacja
srpskohrvatski / српскохрватски: Inklinacija
Simple English: Orbital inclination
slovenčina: Uhol sklonu dráhy
slovenščina: Naklon tira
српски / srpski: Инклинација
svenska: Banlutning
українська: Нахил орбіти
中文: 軌道傾角