Homem de Yuanmou

Descoberta

Molde de ferramentas de Homem de Yuanmou, no Museu de História Natural de Shanghai. Esta subespécie foi identificada através de dois dentes incisivos encontrados próximo ao vilarejo de Danawu no Condado de Yuanmou chinês tradicional: 元謀縣, chinês simplificado: 元谋县, pinyin: Yuánmóu Xiàn, na província de Yunnan, sudeste da China. A descoberta ocorreu em 1º de maio de 1965 pelo geologista Fang Qian, que trabalhava para o Geological Mechanics Research Institute. Os restos fósseis foram foi datados em cerca de 1,7 milhão de anos, o que repesentou, há até pouco tempo, o mais antigo fóssil de ancestral humano achado na China e leste da Ásia.[1]

Posteriormente, artefatos de pedra, pedaços de ossos de animais exibindo sinais de trabalho humano e cinzas de fogueiras também foram encontradas nas escavações do local. Os restos fósseis estão em exibição no Museu Natural da China, em Pequim.

En otros idiomas
English: Yuanmou Man
français: Homme de Yuanmou
日本語: 元謀原人
Nederlands: Yuanmoumens
srpskohrvatski / српскохрватски: Juanmouski čovjek
Tagalog: Taong Yuanmou
Tiếng Việt: Người Nguyên Mưu
中文: 元谋人
粵語: 元謀人